Skip to main content
9 votes
Accepted

Como é que «una» e «unus» do latim deram em «uma» e «um» no português?

O ⟨uno > um⟩ deve-se por convenção ortográfica. Quanto ao ⟨una > uma⟩, eis o motivo: No galego-português (GL-PT, ou português antigo), palavras latinas paroxítonas e proparoxítonas da forma /-Vna, -...
Seninha's user avatar
  • 2,265
8 votes
Accepted

Dialetos que conservam diferenças de sibilantes: na pronúncia, “sinto” ≠ “cinto”, “coser” ≠ “cozer”

O estudo de referência sobre o assunto é ainda a “Nova Proposta de Classificação dos Dialectos Galego-Portugueses” de Lindley Cintra de 1971 (Instituto Camões). Este estudo baseia-se em dados ...
Jacinto's user avatar
  • 45k
8 votes
Accepted

different ways of pronouncing "saudade"

Yes, [sɐwˈðaðɨ] is how the Portuguese pronounce the word. The [ɐ] is like the last a in samba as pronounced by both Brazilians and Portuguese: /’sɐ̃bɐ/. You can hear samba and saudade pronounced in ...
Jacinto's user avatar
  • 45k
8 votes

FALA-SE "êlis góstam" ou "êlis góstão"?

(Pessoal, há tempo que acompanho o Portuguese Stack Exchange — e absolutamente o adoro —, mas esta é a minha primeira resposta aqui, então ainda estou me habituando. Queria comentar algumas coisas à ...
Natan Souza's user avatar
7 votes
Accepted

Por que razão são tão raras as palavras que começam por «lh» e «nh»?

Vou desenvolver um pouco a resposta de @tchrist, já que a citação que ele fez exemplifica o caso do desenvolvimento ⟨lh⟩ e não explica ⟨nh⟩. Mas em resumo, a resposta é a mesma: não há ⟨lh-, nh-⟩ em ...
Seninha's user avatar
  • 2,265
6 votes

FALA-SE "êlis góstam" ou "êlis góstão"?

A nossa ortografia não pretende estabelecer uma correspondência biunívoca entre símbolo e som. A letra m em fim de palavra apenas indica nasalidade: não existe nenhum som [m] em falam, tal como também ...
Jacinto's user avatar
  • 45k
6 votes
Accepted

Como se chama a inserção de um som vogal extra entre duas consoantes, típica dalguns falantes brasileiros?

O fenómeno geral de acrescentar sons a palavras chama-se epêntese. Este termo é normalmente usado para os sons intercalados dentro de palavras (em vez de no início ou no fim). Então os /i/ ...
Dan Getz's user avatar
  • 2,871
5 votes
Accepted

Why do people in Portugal pronounce "e" as "ei" or "a" before "ch", "j", "lh" and "nh" (as in fecho, veja, abelha, tenho) but as "e" otherwise?

According to the Wikipedia article on Portuguese, in central and southern Portugal /e/ can be centralised before palatal sounds (and by context this includes post-alveolar sounds). That is, /e/ will ...
pablodf76's user avatar
  • 733
5 votes
Accepted

Articles and elision in transcription

You’re quite right. All native speakers would pronounce one o only. That’s actually the standard pronunciation. But for this reason you don’t omit the o in writing. Let’s see a counterexample: Vou ...
Jacinto's user avatar
  • 45k
5 votes
Accepted

Por que razão o fonema /ɾ/ ( r de caro) não aparece nunca em início de palavra?

Havia, sim, mais tardiamente, no latim dois sons róticos distisintos. O /ɾ/ (tepe alveolar sonoro), como o atual e o som /r/ (vibrante alveolar sonora), orindo de "Rs" geminados e no início de ...
Ergative Man's user avatar
  • 1,509
5 votes

Qual é a história da pronúncia chiada e não chiada do «s» em final de sílaba?

Acredito que a pronúncia [s] (s não chiado) é a original no latim. Provavelmente, ela chegou ao Brasil sem mudanças e, depois, passou a ser [ʃ] (s chiado) em Portugal e no Rio de Janeiro (talvez pela ...
Nick's user avatar
  • 51
5 votes
Accepted

Por que “senhora”, no Brasil, é “senhóra”?

A pronúncia aberta parece ter se tornado dominante no Brasil (relativamente) recentemente. O Houaiss, por exemplo, observa: o timbre da vogal tônica de senhora, fechado, ainda perdura no Brasil entre ...
stafusa's user avatar
  • 12.3k
4 votes

Articles and elision in transcription

Para responder primeiro à questão, se é natural durante transcrições omitir o artigo, a resposta é não; a questão não é tanto fonética, simplesmente, na maioria dos casos, apenas uma das alternativas, ...
Artefacto's user avatar
  • 16.4k
4 votes
Accepted

"Vi o o" em "vi o ocaso" e "via ig" em "devia ignorar" é uma ou duas sílabas métricas?

A wikipedia explica como se deve proceder á contagem das silabas métricas. Em suma ela é igual á divisão silábica, com algumas regras especiais. No artigo pode encontrar as 3 regras aplicadas: ...
Bruno Costa's user avatar
  • 1,108
4 votes
Accepted

Existe alguma palavra "quadritongo", no português?

Não existe a palavra "quadritongo" em português. Mas mesmo não existindo, faz sentido. Pode-se perfeitamente usá-la. Uma palavra em si não é um ditongo, tritongo, ou quadritongo. A palavra ...
ANeves's user avatar
  • 7,142
3 votes

Pronúncia dos is e us no Brasil

Realmente, em Portugal não existe uma distinção clara entre os sons [i] e [ɪ] ou entre [u] e [ʊ]. Porém, no Brasil, principalmente em São Paulo, esses pares de fonemas são distintos e a diferença pode ...
Zuabros's user avatar
  • 736
3 votes

Por que palavras de origem Tupi usam ⟨ç⟩ em vez de ⟨ss⟩?

A pseudorresposta que encontro é que simplesmente é a regra. Parece ser bem estabelecido (ver, e.g., 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7) que se prefere a cedilha em palavras de origem árabe, italiana, africana e ...
stafusa's user avatar
  • 12.3k
3 votes

Por que razão "ô" do singular passa a "ó" no plural em palavras como "ovo", "jogo", "olho"?

O fenômeno se chama "Plural metafônico". Ocorre com várias palavras que mudam a pronúncia devido à mudança na fala. "Ovos", por exemplo, é estendido o primeiro 'o', o que o torna ...
Wellington Siqueira's user avatar
3 votes

Sobre a nasalidade de palavras terminadas em “ã”

Fico muito feliz de encontrar seu post, pois eu, como porto-alegrense, já tinha reparado nessa mesma característica da variedade linguística falada por aqui. Obrigado por compartilhar suas ...
Tiago Kühn's user avatar
3 votes

Why do people in Portugal pronounce "e" as "ei" or "a" before "ch", "j", "lh" and "nh" (as in fecho, veja, abelha, tenho) but as "e" otherwise?

/e/ is a high-mid front vowel: Notice the position of of your tongue when you pronounce the sound /e/. Now, notice the position of your tongue when you pronounce the consonants /ʃ/, /ʒ/, /ɲ/ and /ʎ/...
Rui Fonseca's user avatar
3 votes
Accepted

Porque é que viemos a ter ditongo nasal em «mãe», mas oral em «pai»?

A nasalização de a em mãe é provavelmente resultado de um processo de nasalização progressiva, do mesmo tipo da que ocorre em muito, só com a diferença de que a ortografia portuguesa não permite fazer ...
pablodf76's user avatar
  • 733
3 votes

Transcrição fonológica/fonética

Essa é um questão que sempre aflinge quem não é da área e quem começa a estudar fonética e/ou fonologia. A sua definição está correta: • Fonética é o estudo dos sons de forma mais física, chegando até ...
Ergative Man's user avatar
  • 1,509
3 votes
Accepted

“Me” e “mim” são falados diferentemente?

Em Portugal, sim. São completamente diferentes. "Me" soa [mɨ] — talvez entre um "ê" e um "ü". "Mim" soa [mĩ] — entre um "i" e um "ing". ...
ANeves's user avatar
  • 7,142
3 votes

Qual é o fonema para o R no final de palavras?

Portugal Em Portugal, o r no fim de palavras é /ɾ/, vibrante simples alveolar (Wikipedia: en / pt). Em http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=fonetica&act=list podes consultar um ...
ANeves's user avatar
  • 7,142
3 votes
Accepted

Is there an equivalent of the Harvard sentences for Brazillian Portuguese?

The CETUC dataset mentioned by bad_coder makes use of 1000 phonetically balanced sentences from the CETEN-Folha corpus. These phrases come from the following paper: R. Cirigliano, C. Monteiro, F. ...
2 votes

Do all Portuguese - from the Algarve to Bragança - pronounce a palatized sibilant "s" at the end of a syllable?

Yes. All Portuguese people palatize the S at the coda. There are two situations where there are more than one pronunciation: At the end of a word. Followed by a sibilant. In the standard accent, ...
Rui Fonseca's user avatar
2 votes
Accepted

Por que é que no sotaque de Portugal o "o" átono inicial é aberto?

Para começar, é bem estudado o fenômeno pelo qual as consoantes soantes na coda silábica impedem a redução da vogal precedente em casos nos quais deveria acontecer; isto é, não acontece redução (de /o/...
pablodf76's user avatar
  • 733
2 votes

Qual é a história da pronúncia chiada e não chiada do «s» em final de sílaba?

Nenhuma das pronúncias é a original. Acredita-se que no século XVI todas as sibilantes do português, não apenas aquelas em final de sílaba, fossem realizadas ou como uma sibilante apico-alveolar surda ...
Henrique Bulhões's user avatar
2 votes

“Me” e “mim” são falados diferentemente?

Segundo o Portal da Língua, a pronúncia de me é /mɨ/ em Portugal, e /mi/ ou /mɪ/ no Brasil. A pronúncia de mim é /mˈĩ/ em Portugal, e /mˈĩ/ ou /mˈiɲ/ no Brasil. Então, me e mim têm pronúncias ...
Schilive's user avatar
  • 2,793

Only top scored, non community-wiki answers of a minimum length are eligible