Stack Exchange Network

Stack Exchange network consists of 174 Q&A communities including Stack Overflow, the largest, most trusted online community for developers to learn, share their knowledge, and build their careers.

Visit Stack Exchange

Questions tagged [fonologia]

The tag has no usage guidance.

6
votes
0answers
479 views

Por que palavras de origem Tupi usam ⟨ç⟩ em vez de ⟨ss⟩?

No vocabulário brasileiro existem muitas palavras que, no Tupi, possuiam o som de /s/ e foram inseridas no dicionário português com o C-cedilha ⟨ç⟩ ou o C-palatalizado ⟨ce, ci⟩. Por exemplo: "paçoca", ...
5
votes
1answer
295 views

Dialetos que conservam diferenças de sibilantes: na pronúncia, “sinto” ≠ “cinto”, “coser” ≠ “cozer”

No português, há pares de consoantes sibilantes homófonas que são grafadas de maneiras diferentes por motivos históricos. São os seguintes pares: ⟨ch, x⟩, exemplo feche e feixe; ⟨s, z⟩ (o ⟨S⟩ simples-...
7
votes
1answer
1k views

different ways of pronouncing “saudade”

The following paragraph was copied from Wikipedia. Saudade - (European Portuguese: [sɐwˈðaðɨ], Brazilian Portuguese: [sawˈdadi] or [sawˈdadʒi], Galician: [sawˈðaðe]; plural saudades) is a deep ...
3
votes
2answers
361 views

Why do people in Portugal pronounce “e” as “ei” or “a” before “ch”, “j”, “lh” and “nh” (as in fecho, veja, abelha, tenho) but as “e” otherwise?

A funny thing happens in European Portuguese accents. It has been described in this question. One of the sounds the letter e represents in Portuguese is /e/ (as in vê). However when a stressed e ...
4
votes
1answer
242 views

Por que é que no sotaque de Portugal o “o” átono inicial é aberto?

Em Portugal o o átono é normalmente pronunciado /u/, não só no fim de palavra como acontece também no Brasil e em África, mas também noutras posições. Por exemplo poroso é pronunciado /pu’ɾozu/, e ...
7
votes
2answers
251 views

“tadinho dele (/ta.'di.ɲo/). ” Tadinho??? De onde és que falas diferente de mim?"

Em todo o estado do Rio de Janeiro a letra "d", quando seguida de "i", é pronunciada como /dʒ/ por cem por cento da população. No entanto, observo com relativa frequência a pronúncia /d/ em não-...
6
votes
2answers
168 views

“Vi o o” em “vi o ocaso” e “via ig” em “devia ignorar” é uma ou duas sílabas métricas?

Aqui há uns tempos pus-me a traduzir por brincadeira um epigrama em versos decassílabos dum conto do Kipling, e deixei uns versos pendurados por causa da métrica. Eu quero que cada verso tenha dez ...
6
votes
1answer
164 views

Porque é que viemos a ter ditongo nasal em «mãe», mas oral em «pai»?

Mãe e pai (Priberam) vieram do latim mater, matris e pater, patris, via madre e padre do galaico-português. Vejam esta pergunta sobre a possível influência da linguagem infantil nesta evolução. Ora ...
7
votes
1answer
122 views

Great Vowel Shift na língua portuguesa?

Em português (tanto brasileiro quanto europeu), algumas letras possuem diferentes pronúncias. Por exemplo, "e" e "o", em sílabas finais átonas, são pronunciadas, na maioria dos dialetos, como [i] ou [...
12
votes
2answers
917 views

Qual é a história da pronúncia chiada e não chiada do «s» em final de sílaba?

Atualmente a o s em fim de sílaba é pronunciado como ç de ração ou z de razão pela maioria dos brasileiros (s não chiado); e como ch de chato ou j de jato) por portugueses, cariocas e alguns outros ...
6
votes
1answer
479 views

Como se chama a inserção de um som vogal extra entre duas consoantes, típica dalguns falantes brasileiros?

Enquanto os portugueses tendem a elidir na fala algumas vogais não acentuadas, alguns brasileiros vão ao extremo oposto e inserem em certas palavras um som /i/ extra para separar duas consoantes ...
6
votes
2answers
129 views

Articles and elision in transcription

Consider the phrase: "Como você tem passado o tempo livre?" Translation: How have you been spending your free time? There are a lot of phrases like this one, that have a definite article following ...
10
votes
1answer
308 views

Por que razão o fonema /ɾ/ ( r de caro) não aparece nunca em início de palavra?

Se os sons /ʎ/ (gralha) e /ɲ/ (manhã) são raros em início de palavra (ver esta pergunta), o /ɾ/ (caro) é inexistente. Como é que os dois sons /ʁ/ (carro) e /ɾ/ surgiram no português. Já existiam dois ...
10
votes
3answers
419 views

Por que razão são tão raras as palavras que começam por «lh» e «nh»?

Eu ia já todo lampeiro dizer que não havia palavras que começassem por lh ou nh, mas por descargo de consciência consultei um dicionário, e há. Poucas, mas há. Por lh temos, claro está, lhe, lho, lha ...
10
votes
1answer
594 views

Como é que «una» e «unus» do latim deram em «uma» e «um» no português?

Uma vem do latim una, tal como um vem de unus. Ora estas palavras latinas deram no italiano, catalão, castelhano, etc. una e uno. No caso do um consigo pelo menos especular uma via, possivelmente ...
6
votes
1answer
6k views

Porque é que os encontros consonantais “dl, sl, vl” (slogan, Vladimir, etc.) não existiam no português?

Abundam no português os encontros consonantais inseparáveis bl, cl, fl, etc., como em: blindar, clima, flor, glaciar, pluma, tlim-tlão. Depois há uns que parecem não existir: dl, jl, ml, nl, rl, ...
10
votes
4answers
462 views

Do all Portuguese - from the Algarve to Bragança - pronounce a palatized sibilant “s” at the end of a syllable?

In most Brazilian regions the "s" sound at the end of a syllable is non-palatized and sounds exactly like "s". It may be more stressed in one place and less in another but its pronunciation tends to ...
5
votes
1answer
124 views

A letra “h” na língua portuguesa

A letra "h" na língua portuguesa é diferente das demais, pois não corresponde a um fonema. Em certos casos é associada a uma consoante, constituindo um dígrafo. Exemplo: trabalho, banho, chapéu. ...
12
votes
1answer
391 views

Did Portuguese gain or lose fricative allophones of /b, d, g/?

Lenition of Voiced Stops In Iberia, the three voiced stops /b/, /d/, and /g/ undergo lenition when they appear between vowels, producing fricative allophones: [b] → [β] for example, alfabeto, ...