4

Ao procurar a diferença entre as palavras impacte e impacto, deparei-me com os seguintes pontos:

Os significados de impacto apresentados nos nossos dicionários coincidem com os significados que lemos no dicionário inglês de impact.

A forma impacte é apenas, pelo menos parece, o inglês impact "transplantado" para português e adaptado a ele, mas escusadamente.

Fonte

e

nos usos não especializados e mesmo em certos contextos mais ligados ao debate político, como é o caso de «impacte/impacto ambiental», não é possível afirmar que as duas formas sejam mais do que variantes livres da mesma palavra.

Fonte

Nesse sentido e, pelo que percebi, não parece haver diferença entre ambos os termos (embora impacte pareça ser mais utilizado num âmbito especializado, como «impacte ambiental» ). E, se existe, ela

encontra-se no plano etimológico: impacte aparece em português por empréstimo da forma que o latim impactu- tomou em inglês, impact, enquanto impacto tem relação directa com o latim (cf. Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora - DLPPE).

Fonte

Por forma a clarificar este ponto, existe diferença entre ambos os termos? Se sim, qual?

Se não, como me parece, porquê admitir ambas as formas?

4
  • 3
    Interessante, jamais tinha visto "impacte" como substantivo, eu diria que deve ser muito pouco usada em pt-BR.
    – stafusa
    Nov 30, 2020 at 15:55
  • Assim como @stafusa, nunca vi “impacte” como substantivo na minha vida. Gostaria de adicionar que uma das tuas fontes responde a uma pergunta tua de diferença (ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/…), dando quatro acepções e em “Em suma, o contraste entre as duas formas não parece semântico”. Este diz que a diferença não parece ser semântica, ou seja, não parece houver diferença de significado. Outra fonte o fortalecendo é que todos os dicionários que vi também põem “impacte” como variante de “impacto”.
    – Schilive
    Nov 30, 2020 at 21:53
  • Concordo com @stafusa.
    – Centaurus
    Dec 1, 2020 at 1:36
  • Acho ridiculo "impacte" quando existe impacto que é a tradução correta de impact em inglês. Quando não existe algo tudo bem, mas quando existe, credo.
    – Lambie
    Jun 26, 2021 at 16:02

3 Answers 3

2

O dicionário Houaiss (Lisboa, 2002), restringe impacte a Portugal, e o que parece ter acontecido é que em Portugal houve um tempo em que se considerou que impacto era só adjetivo, sendo o substantivo impacte. Atualmente, de acordo com todos os dicionários, à parte de impacte não ser adjetivo, como substantivo é o mesmo que impacto.

O adjetivo impacto

O adjetivo apareceu primeiro. Já vem no dicionário do Raphael Bluteau de 1713:

IMPACTO. (Termo de Medico.) Metido fixamente dentro […] Podridão impacta na substancia & entranhas.

Este impacto vem do latim impactus particípio passado de impingere, e corresponde aos adjetivos francês impacté (já em 1561 neste Traité des Hernies) e inglês impacted (a partir de 1680; ver Etymonline).

Este é ainda o único significado de impacto no dicionário de Domingos Vieira de 1873 e no de Moraes Silva de 1891.

Creio que este uso seja raro hoje em dia. Eu não conhecia; eu dira encravado ou coisa assim, em vez de impacto. Também no inglês, o Etymonline diz que o sentido original de impacted é preservado em impacted tooth (depreendo eu que seja raro noutros contextos). Também nós temos dente impacto (’que ficou encravado dentro da gengiva’), como “dentes impactos ou de difícil erupção” (Revista Brasileira de Odontologia, 1945); parece ser ainda comum hoje em dia.

O substantivo impacte / impacto

O Houaiss atesta impacte em 1922, 3ª edição do dicionário de Cândido Figueiredo. Eu não tenho essa edição, mas tenho a 6ª, de 1939, em que impacto continua a ser só adjetivo:

Impacte m. O mesmo que impacção. Acto de (uma bola ou outro projéctil) bater ou tocar no alvo; ponto de encontro com o mesmo alvo. (De impactar).
Impacto, adj. Impelido, metido à força. (Lat. impactus).

O dicionário de 1962 de Pedro Machado (Sociedade de Língua Portuguesa, Lisboa) mantém a mesma distinção. O da Academia das Ciências de Lisboa (2001) já diz que impacte é sinónimo de impacto e que vem do francês. Encontra-se l’impacte no francês no século XIX (não procurei depois), mas a forma dominante e oficial é impact, já desde 1824 (ver CNRTL); em inglês, o substantivo impact está atestado em 1738 (Etymonline).

No Brasil parece nunca se ter usado impacte, e mesmo em Portugal, apesar do que disseram os dicionários de meados do século XX, já antes se encontrava o substantivo impacto. O exemplo mais antigo que encontrei é “pontos de impacto dos tiros” nesta Collecção Official de Legislação Portugueza de 1864. O próximo é já de 1937, “impacto da prosa” no A Criação do Mundo de Miguel Torga.

Mas exemplos de impacte anteriores a 1950 também não encontrei muitos. O mais antigo é de 1907, novamente “ponto de impacte” (de tiros) na Collecção Official de Legislação Portuguesa. De maneira que não sei se isso de impacto ser só adjetivo correspondeu ao uso dominante em Portugal ou se foi mania do Cândido de Figueiredo e eventualmente dalguns outros linguistas.

No Brasil, encontrei o substantivo impacto a partir de 1889 ― “a pressão fluidica é o resultado medio do impacto das moleculas”― na Revista do Observatorio do Rio de Janeiro.

0

Nunca tinha visto a palavra "impacte". Consultando um dicionário da Porto Editora, surge como sinónimo de "impacto". Considerando o verbo "impactar"- fazer embater contra, "impacte" é a conjugação da 3ª pessoa do singular do imperativo

0

A palavra "impacto" corresponde a uma adaptação semântica da palavra do latim "impactus" que surge do facto de no português nomes masculinos terminarem normalmente com a letra "o" (veja por exemplo o caso da palavra "controlo" que é um empréstimo do francês "contrôle"). Já a palavra "impacte" é uma adaptação semântica da palavra do inglês "impact", que não respeita a regra dos géneros (possivelmente por na altura não se conhecer ou não se ter definido o seu género), mas sim a regra associada ao facto das palavras em português terminarem com uma vogal após a letra "t", por razões de fonética. Esta adaptação é assim menos rigorosa que a primeira (a primeira respeita ambas as regras). Note-se também que a transição da sílaba "ct" para "cte" é menos abrupta do que "ct" para "cto" já que a primeira não altera o a fonética (quando as sílabas são proferidas nas respetivas línguas) para além da grafia. Este tipo de adaptação é semelhante àquele que se tem no caso de palavras que resultam de empréstimos de palavras do francês que não alteram a fonética, como por exemplo, "camionete", "controle", "avionete", "trotinete", etc. Estas palavras são também usadas e têm o mesmo significado que aquelas que resultam da adaptação que respeita a regra dos géneros: "camioneta", "controlo", "avioneta", "trotineta", etc. Seguindo o mesmo princípio, "impacte" e "impacto" devem de ter o mesmo significado, e podem ser usadas quer no sentido de "ação com contacto", quer no sentido de "efeito forte em algo" (tal como o dicionário Priberam menciona).

O facto da palavra "impacte" ser bastante utilizada em conceitos da área das Ciências deve-se provavelmente a uma maior habituação a esta palavra por parte da estirpe de pessoas que transmitem conhecimentos na área que à palavra "impacto". Os conhecimentos passam de pessoa para pessoa recorrendo à mesma palavra, independemente do uso de outras fora da área.

Portanto, como resposta à questão "existe diferença entre ambos os termos?" devo responder não para a maior parte das pessoas, mas sim para algumas (por mera habituação). Quanto à questão "porquê admitir ambas as formas?", devo dizer que como ambas se usam com frequência significativa, não faz sentido suprimir uma ou outra, já que a língua tende a evoluir naturalmente por habituação (uso e desuso das palavras), a não ser que acordos ortográficos (que são por vezes pouco naturais) sejam impostos.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.