Hot answers tagged

14 votes
Accepted

A preposição «para» é facultativa em «vou ao Rio para conhecer o Pão de Açúcar»?

Sim, ambas estão corretas e são semanticamente muito semelhantes. Embora a ideia de finalidade esteja mais explícita na frase com para, o predicado com conhecer o Pão de Açúcar é também no outro caso ...
user avatar
  • 15.9k
13 votes
Accepted

Qual a diferença entre conjunção e preposição?

A conjunção é uma palavra invariável que liga duas orações ou termos semelhantes de uma mesma oração. A preposição também é palavra invariável que relaciona dois termos, só que, nessa relação, um ...
user avatar
13 votes

Como abreviar horas em texto?

Penso que não exista nenhuma "notação oficial Portuguesa", mas segundo a Wikipédia a Europa adoptou o Standard ISO8601 para representação de tempo; pelo que Portugal, pertencendo à União Europeia, ...
user avatar
12 votes
Accepted

Deve-se evitar usar vírgula entre orações subordinadas substantivas e a oração principal?

De esta fonte: Use a vírgula para separar elementos que você poderia listar: João Maria Ricardo Pedro e Augusto foram almoçar. Note que os nomes das pessoas poderiam ser ...
user avatar
  • 651
11 votes
Accepted

Quando é que uma oração não tem sujeito?

Existem três casos pertinentes aonde o sujeito não aparece na frase. São estes: O sujeito subentendido, também denominado de sujeito nulo subentendido, sujeito desinencial, sujeito elíptico ou ...
user avatar
11 votes
Accepted

Usamos verbo ou substantivo: "carreteiros em viajem" ou "carreteiros em viagem"?

Definitivamente carreteiros em viagem. Viagem nessa frase é um substantivo, é a viagem que eles estão fazendo, e não uma forma do verbo viajar. O verbo poder-se-ia usar, por exemplo em espero que os ...
user avatar
  • 43.6k
10 votes
Accepted

Qual a origem de "bué"?

Bué, no sentido de muito é de origem santomense ou, mais provavelmente, angolana. A partir daqui cada dicionário diz a sua coisa. O Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa diz que o termo é ...
user avatar
  • 43.6k
10 votes
Accepted

Podemos nos "cansar fácil", "esquecer fácil" ou até "desistir fácil"?

Fácil já vem reconhecido, e sem qualquer advertência, como advérbio no Aulete, no Michaelis e no Houaiss (Lisboa, 2003), que trancrevo (desabreviando as abreviaturas): fácil [...] advérbio 7 ...
user avatar
  • 43.6k
9 votes

Usamos verbo ou substantivo: "carreteiros em viajem" ou "carreteiros em viagem"?

A segunda forma. Explicação: "viajem" é a terceira pessoa do conjuntivo (subjuntivo) do verbo viajar: que eles viajem. No exemplo, poderia ser "carreteiros viajam", no presente do indicativo, ou "...
user avatar
9 votes

Vírgulas em ''por exemplo''

Não e sim. No teu exemplo, não. Noutros exemplos, sim. No teu exemplo, eu poria uma única vírgula a separar as duas orações que compõem a frase: 3) O zoológico tem animais ferozes, por exemplo o ...
user avatar
  • 6,655
8 votes
Accepted

How to use "zuar"?

"Zoar", "fazer zoação", "tirar sarro" are Brazilian slang words and mean "zombar de alguém", "fazer gozação". "Deixe de fazer zoação com a minha cara" (fazer troça, fazer gozação) "Cara, tu não vê ...
user avatar
  • 23.4k
8 votes

Deve-se evitar usar vírgula entre orações subordinadas substantivas e a oração principal?

RESPOSTA CURTA Não se separam orações subordinadas substantivas (a partir de agora, OSS) da oração principal (a partir de agora, OP), com uma exceção. Vamos deixa a exceção para o fim e começar pelos ...
user avatar
  • 43.6k
8 votes
Accepted

É correto dizer "bastantes"?

Na verdade, o seu primeiro exemplo mostra o uso como advérbio (de intensidade). O segundo mostra mesmo um uso como adjetivo, e nesse caso é sim correto concordar em número com o substantivo a que ele ...
user avatar
  • 3,846
8 votes
Accepted

Que faz o «eu» em «eu custa-me a crer tais boatos»? Ou nem sequer lá devia estar?

É uma construção de tópico marcado, em particular deslocação à esquerda de tópico pendente, na terminologia da Gramática de Maria Mateus e outras (pág. 493 da 6.ª ed.). Os exemplos aí dados são: (...
user avatar
  • 15.9k
8 votes
Accepted

"Ainda o não merecemos"―pronome átono antes da negação?

Sim, esse padrão foi comum no português, europeu e brasileiro, até ao século XIX. Chama-se a isso apossínclise, que é, citando este artigo do Ciberdúvidas: intercalação de uma ou mais palavras ...
user avatar
  • 43.6k
7 votes
Accepted

Acento de insistência ou enfático

A Moderna Gramática Portuguesa de Evanildo Bchara apresenta uma boa discussão com exemplos do acento de insistência. Este consiste em pronunciar uma sílaba com intensidade, altura e/ou duração ...
user avatar
  • 43.6k
7 votes
Accepted

Posição de «sempre»​

Precisamos de distinguir os dois tipos de significados de sempre. Há os significados temporais: Continuamente: Tenho sempre fruta em casa; Regularmente: Ele levanta-se sempre às 7 da manhã; Em ...
user avatar
  • 43.6k
7 votes
Accepted

Em redações oficiais. Qual a diferença entre pronome de tratamento e vocativo?

Por que neste caso usamos o vocativo "Excelentíssimo Senhor" para algumas autoridades e "Senhor" para outras? Segundo o link contido na pergunta, usamos os vocativos como expediente lingüístico de ...
user avatar
7 votes
Accepted

Qual é a diferença entre "que" e "quê"?

A palavra [que] é realmente um curinga da Língua Portuguesa, pois pode ser usada em várias situações e com várias funções: pronome, conjunção, substantivo, advérbio, preposição, etc. Nesse caso ...
user avatar
6 votes

Deve-se evitar usar vírgula entre orações subordinadas substantivas e a oração principal?

Há um termo em Inglês "The Oxford Comma" que se refere à utilização de uma vírgula antes do último "e" numa lista. Isso pode fazer a diferença para o significado de uma frase. Por exemplo: Eu ...
user avatar
  • 221
6 votes

How to use "zuar"?

You probably mean zoar, same sound as and often spelled "zuar": (Brasil, informal) Fazer troça de; caçoar, zombar. It follows the regular conjugation. You can zoar alguém, or zoar com alguém: so, ...
user avatar
  • 43.6k
6 votes
Accepted

«Vou» em «vou buscar uma maçã à cozinha» é verbo pleno ou auxiliar?

Em (b), (c) e (d), ir é pleno. (a) é um tipo de frase estruturalmente ambíguo, mas neste caso parece-me que ir é também pleno. A Gramática do Português tem uma caixa (páginas 1264-1266) que endereça ...
user avatar
  • 15.9k
6 votes
Accepted

«Decora o que mais te diz» — how does this sentence work?

We have one te too many. We can delete either. I think que mais te diz is how most people would put it nowadays; so I’ll leave the que te mais diz, which has a quaint, 19th century feel to me, in keep ...
user avatar
  • 43.6k
5 votes
Accepted

Problema com sintaxe em e-mail

Quanto ao significado, concordo com a leitura do @bfavaretto: A mensagem diz que você pode levar sua própria bebida (exceto cerveja e drinks, pelo que entendi). Isso seria o "rolha livre". ...
user avatar
  • 6,655
5 votes
Accepted

Infinitivo pessoal ou impessoal?

Nesse caso, ambas são possíveis, com um significado ligeiramente diferente1: [...] «a escolha da forma infinitiva depende de cogitarmos somente da acção ou do intuito ou necessidade de pormos em ...
user avatar
  • 15.9k
5 votes
Accepted

«Vais embora amanhã?!» — «Por quê amanhã?» ou «por que amanhã?» em português brasileiro?

"Porquê" é um substantivo: Posso saber qual o porquê de Vossa Senhoria estar chegando às três da madrugada? Como o "porquê" na sua frase certamente não é um substantivo, * "Porquê amanhã?" está ...
user avatar
5 votes
Accepted

Significado da particula "se"?

O se d’O Cortiço é conjunção Esta construção frásica d’O Cortiço não é de uso corrente. Eu nunca a tinha encontrado, e procurando neste Corpus do Português e no Google Books não encontro outra igual. ...
user avatar
  • 43.6k
5 votes
Accepted

Qual é o equivalente em português a uma "noun phrase"?

Em gramática, o termo em inglês "phrase" é um falso amigo semântico (ou heterossemântico), pois se assemelha à palavra "frase" mas tem significado distinto. A palavra inglesa "sentence" seria mais ...
user avatar
  • 166
5 votes

Sobre a estrutura do verbo "doer"

O verbo “doer” é intransitivo (ou transitivo indireto, tratarei desse caso mais adiante). Não há objeto direto. Em ambos os casos, “cabeça” forma o sujeito da oração. O que ocorre é a topicalização ...
user avatar
  • 2,164
4 votes
Accepted

Este uso de "como" + pretérito imperfeito do conjuntivo está correcto?

Essa construção está correta mas é arcaizante. O que te falta a ti, e a mim, e provavelmente à maioria de nós, é exposição a ela. Mas foi muito comum no passado e mantém-se ainda hoje, ainda que seja ...
user avatar
  • 43.6k

Only top scored, non community-wiki answers of a minimum length are eligible