33

Sim, no Brasil a palavra "cu" é um termo chulo e ofensivo, mesmo quando dita sem a intenção de ofender. Há uma diferença semântica entre ptPT e ptBR nesse sentido. Aquilo que em Portugal chama-se "cu", no Brasil tem a denominação de "bunda". O que nós, brasileiros, chamamos de cu, os Portugueses chamam de "olho do cu". E o "cu", ou "olho do cu" como dizem ...


25

O "x" de fixe pronuncia-se como o ch de *ficha. Significado: ser fixe significa ’ser porreiro’ (como "cool" em "to be a cool guy") ou ’ser legal’ no Brasil. Observação: mas a forma verbal fixe do verbo fixar, por exemplo em "talvez fixe bem, se ler o texto várias vezes" lê-se /fiks/.


23

I am a native Portuguese speaker, and this is the very first time I've ever thought of the difference between tornar-se and ficar. I think I got it. (Ok, eight months afte I wrote this answer I can say that it is broadly consistent with the massive Gramática do Português, Fundação Calouste Gulbenkian, 2013, pp. 1315-8; I’ll just add a little quote further ...


21

Nostalgias e morriñas It is an oft-repeated myth that the Portuguese and Galician word saudade “cannot be translated” into other languages. It certainly can! It just may take more than one word to do so adequately. The basic sentiment is one that mixes together aspects of melancholy, loneliness, love, distance temporal or spatial, and permanent loss. Even ...


21

O “mau” é o contrário de “bom”, e é um adjetivo. O “mal” é o contrário de “bem”, e é um advérbio.


18

Não consegui descobrir quando é que de nada começou a ser usado como resposta a um agradecimento. Mas no século XVIII, possivelmente até mesmo no limiar do século XX, a frase “Vossa Mercê não está obrigada de nada” não suscitaria qualquer estranheza e seria entendida como “Vossa Mercê não está obrigada por nada” ou “Vossa Mercê não tem qualquer obrigação.” ...


17

Malta é um grupo de pessoas. Pode querer dizer "nós", "a gente", "eles", "a turma", "a galera", etc. Também tem um sentido pejorativo, como "a ralé", a "escória".


17

Há algumas teorias sobre a origem desta expressão. A mais comum é mais ou menos assim (palavras minhas, pois é mais ou menos isso que eu já conhecia): Isso daí vem da época do Brasil colonial. Naquela época, telhas de boa qualidade eram caras, e por isso que as construções de menor importância ou provisórias utilizavam telhas de menor qualidade que ...


16

As duas estão corretas, porém seus significados são diferentes. Agente é a pessoa que realiza algo. A gente é uma locução pronominal equivalente ao pronome pessoal reto nós. Exemplos: A gente vai à casa das primas depois do almoço. Aquele agente da policia federal conseguiu prender o ladrão.


16

Ironia A ironia é uma forma de expressão literária ou uma figura de retórica que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos. Na Literatura, a ironia é a arte de zombar de alguém ou de alguma coisa, com um ponto de vista a obter uma reação do leitor, ...


16

Eu também pensei em tempos que história era o estudo do passado ou um relato de acontecimentos verídicos, e estória era uma narrativa ficcional. Mas não é bem assim. História segundo o Aulete digital e o Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa engloba quer o estudo do passado e relatos verídicos quer as histórias da carochinha. O Aulete também tem o ...


16

Vem de "dia de descanso", do latim Feria. O bispo Martinho de Braga, em 563, decidiu que os nomes dos dias de semanas deveriam ser assim. Inicialmente, deveria valer apenas para os dias que antecedem o domingo de Páscoa (Semana Santa), mas foi adotado pelo portugueses para o ano inteiro, com exceção do Sábado (do hebreu Shabbat) e Domingo (do latim Dies ...


16

O teu erro é pensares que a expressão "a exceção confirma a regra" é alguma regra de lógica proposicional. O que a expressão realmente significa é que a presença de uma exceção sugere a existência de uma regra. Traduzindo da Wikipedia inglesa para a expressão corresponde: A frase provém de um princípio legal da República Romana: exceptio probat regulam ...


15

"Saudade" has its origin in the Latin language. Its root can be traced back to the meanings of isolation and loneliness (Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, José Pedro Machado). The current meaning of the word "saudade" is a feeling of missing someone, some place, or a past period in one's life. This feeling can be painful, and more or less strong. ...


15

Mais É usado com o sentido de adição, aumento ou soma. Mas É usado com sentido de oposição ou restrição


15

Literalmente, «entre mortos e feridos, salvaram-se todos» não tem sentido. Trata-se na verdade de uma modificação brincalhona do ditado: Entre mortos e feridos, alguém há de escapar. Este compreende-se facilmente. Pelo que eu vi pela net, a variante brincalhona é usada, como seria de esperar, sempre jocosamente, e é aplicada a situações potencialmente ...


14

Segundo o dicionário Priberam uma das utilizações da palavra seu é: Redução popular em próclise, de senhor (ex.: Como vai, seu Jaime?). O mesmo também ocorre com a palavra "Santo" que se torna "São" (ex: São Mateus, São Paulo). [...]A próclise é responsável pela redução da extensão fonética de alguns vocábulos dissílabos[...] [Fonte]3 Nota: ...


14

O verbo «andar» significa muito mais do que simplesmente «caminhar». O Priberam apresenta 19 significados. É até um verbo copulativo que «assinala o prolongamento de um estado episódico, mas veicula implicitamente a ideia de que está em vias de se tornar habitual» (Gramática do Português da Gulbenkian, p. 1312). «Andar» tem também significados próximos de «...


14

É linguagem de Internet, pictogramas modernos: [] são abraços - duas pessoas vistas de cima, aproximando-se de braços abertos; *** são beijos - cada um dos asteriscos é uns lábios franzidos num beijo; o/ é um cumprimento, normalmente uma despedida - uma cabeça e um braço levantado; ^_^ é um sorriso - os acentos circunflexos são olhos franzidos sorridentes, ...


13

Atualmente malta é usado praticamente só para designar um grupo de amigos, colegas de trabalho, pessoas que andam frequentemente juntos. Eu tinha apenas uma vaga noção dum outro sentido, trabalhadores agrícolas que se deslocam em grupo longe de casa em busca de trabalho sazonal. Claro que se perguntarem a um português com mais de trinta anos qual é a ...


13

O significado do pronome indefinido "algum" depende da sua posição em relação ao substantivo, tem valor positivo quando vem antes e negativo quando vem depois. Por sua vez o pronome "nenhum" tem sempre valor negativo. Assim, o pronome "algum" pode substituir o pronome "nenhum" se for usado depois do substantivo: "De forma alguma irei jantar consigo." "Em ...


13

Qualquer ação que você faz para aprimorar algo é um treinamento, independente de ser algo físico ou lógico. Musculação ou malhação são treinos específicos. Pra "fazer musculação" ou "malhação" é necessário praticar e como é definido treino é uma prática. Note que malhar e malhação são termos informais, portanto não são os termos mais ...


13

As duas grafias existem há muito tempo e antigamente havia uma diferença significativa entre elas. A palavra estória é muito antiga na língua portuguesa, acredita-se que tenha surgido no século XIII. Empregava-se a forma estória quando a intenção era se referir às narrativas populares ou tradicionais não verdadeiras, ou seja, ficcionais. Já a ...


13

Sim, é ofensivo. No Brasil "cu" é equivalente a "olho do cu" em Portugal. Existem dois jeitos que não são ofensivos para designar essa parte do corpo humano (o traseiro) no português brasileiro: bunda e bumbum. Eu traduziria os exemplos que você citou assim: Tens as calças sujas no cu. = Você está com as calças sujas na bunda (ou "no bumbum", para soar ...


13

Não há diferença semântica; é a mesma alternância oi/ou que ocorre em muitas outras palavras: ouro/oiro, ouço/oiço, pousar/poisar e por aí adiante, os ditongos geralmente representantes do au no étimo latino. Dado que ou não é sequer um ditongo na metade sul de Portugal e em todo o Brasil, oi permite conservar o ditongo. No caso de cousa/coisa, coisa é ...


13

O verbo haver é usado nesse verso como verbo auxiliar, tal como acontece uns versos mais abaixo no soneto completo (ênfase minha): Pequei Senhor: mas não porque hei pecado, Da vossa Alta Piedade me despido: [= me despeço] Antes, quanto mais tenho delinqüido, Vos tenho a perdoar mais empenhado. Se basta a vos irar tanto pecado, A abrandar-...


12

Procurei na internet, e em lugar algum fala algo sobre a origem, todos apenas do significado. Mas depois de várias pesquisas e muito pensamento lógico, me surgiu uma teoria que acho que até que faz um pouco de sentido sobre a origem de "sossega o facho". Primeiramente, "sossegar/abaixar o facho/pito" significa aquietar-se, acalmar-se.1, 2 Tendo isso em ...


12

Tem o mesmo significado e até onde sei é um termo muito usado por lá. Também é usado o termo bicha que tem uma outra conotação também. É um termo considerado pejorativo para se referir a homossexuais masculinos. Muito usado1 neste contexto no Brasil mas também usado em menor escala em Portugal. Ao contrário da crença popular entre os brasileiros (...


12

"Caráter" refere-se a um conjunto de características de personalidade de uma pessoa ou de um grupo de pessoas; "Carácter" (ou ainda "caractere", apenas no Brasil), refere-se a um sinal gráfico não composto por sinais menores, como como uma letra do alfabeto, um algarismo, um sinal de pontuação ou um símbolo utilizado na imprensa ou na informática.


12

De Wikipédia: Francesinha é um prato típico e originário da cidade do Porto, em Portugal. A francesinha tem a forma de uma sanduíche e é constituída por linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de vaca ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo posteriormente derretido. É guarnecida com um molho à base de ...


Only top voted, non community-wiki answers of a minimum length are eligible