44

In this context it's an interjection showing some kind of sympathy, and/or asking for confirmation that the other person heard and understood. For instance (the confirmation case): Preciso que você termine isso hoje, viu? I need that you finish this today, understood? And the sympathy case (yours): Obrigado, viu? I thank you, okay?


33

Sim, no Brasil a palavra "cu" é um termo chulo e ofensivo, mesmo quando dita sem a intenção de ofender. Há uma diferença semântica entre ptPT e ptBR nesse sentido. Aquilo que em Portugal chama-se "cu", no Brasil tem a denominação de "bunda". O que nós, brasileiros, chamamos de cu, os Portugueses chamam de "olho do cu". E o "cu", ou "olho do cu" como dizem ...


18

Não consegui descobrir quando é que de nada começou a ser usado como resposta a um agradecimento. Mas no século XVIII, possivelmente até mesmo no limiar do século XX, a frase “Vossa Mercê não está obrigada de nada” não suscitaria qualquer estranheza e seria entendida como “Vossa Mercê não está obrigada por nada” ou “Vossa Mercê não tem qualquer obrigação.” ...


16

Isso acontece porque no Brasil é costume transliterar algumas palavras do inglês para o português. Exemplos: esporte (sport), deletar (delete), leiaute (layout), salvar (save), usuário (user), etc. Não são propriamente palavras estrangeiras. Arquivo também se usa em Portugal, só que no sentido de "arquiva esse processo que já está encerrado". O ...


16

Não há nada de errado em usar vocês (ou os senhores, Vossas Excelências, etc.) para referir os interlocutores, desde que se usem também as formas verbais e pronomes da 3ª pessoa. O que é estruturalmente discutível é usar vocês com os pronomes e determinantes vos, vosso e convosco, como se faz em Portugal (mas não no Brasil). No entanto, trata-se de um desvio ...


15

"Viu" in such a context as "obrigado, viu?" is just a filler and means nothing at all. There are other words we use in such phrases and they are fillers as well. See the following: Obrigado, viu? Obrigado, Tá? Obrigado, hein? Obrigado, ok? In my personal opinion, "obrigado, viu?" sounds a little more grateful than a simple "obrigado" and I often use it. ...


14

The "rs" commonly seen in conversations throughout the internet, is an abbreviation of "risos" (laughs). Depending on how a person pronounces it, it can also sound like a laughing (quite weird, but sounds like one...). Just like "kkkk", "hahaha", and so on. Just note however that "rsrs" isn't used in Portugal. There, the most common internet laughings are ...


14

Brazil is a very large country, larger than the continental US. It's just natural that we should have different ways in different places. More than that, within a same metropolitan area forms of greeting and address also vary according to scoioeconomic and educational level. In Southeastern Brazil, you may well hear: Oi, cara, tudo bem? (very informal) ...


13

Sim, é ofensivo. No Brasil "cu" é equivalente a "olho do cu" em Portugal. Existem dois jeitos que não são ofensivos para designar essa parte do corpo humano (o traseiro) no português brasileiro: bunda e bumbum. Eu traduziria os exemplos que você citou assim: Tens as calças sujas no cu. = Você está com as calças sujas na bunda (ou "no bumbum", para soar ...


12

Não é exatamente incorreto. "Te" é pronome pessoal do caso oblíquo, no caso, na segunda pessoa do singular. No Brasil, por exemplo, é mais comum usar a terceira pessoa do singular. Portanto, não é totalmente incorreto dizer: Eu te amo. É apenas incomum (exceto para alguns estados, como Santa Catarina e Rio Grande do Sul, onde a segunda pessoa do ...


12

Procurei na internet, e em lugar algum fala algo sobre a origem, todos apenas do significado. Mas depois de várias pesquisas e muito pensamento lógico, me surgiu uma teoria que acho que até que faz um pouco de sentido sobre a origem de "sossega o facho". Primeiramente, "sossegar/abaixar o facho/pito" significa aquietar-se, acalmar-se.1, 2 Tendo isso em ...


12

Esse é o tipo de pergunta que revela o quanto a linguagem é um objeto enigmático, que não se entrega facilmente ao entendimento. Essa é, aliás, uma das razões pelas quais palavra não é um termo tão simples de definir. Pra começar, uma palavra não é uma unidade de significado, por incrível que pareça, mas uma unidade de expressão. Isso significa que, só de ...


12

Aparentemente a palavra teve sua origem na periferia de Salvador, Bahia. A televisão incumbiu-se de divulgá-la para todo o Brasil, principalmente através das novelas, e já está incluída na nova edição do Aurélio, a ser lançada no próximo dia 11 de setembro, onde tem uma definição “mais branda”: “moça ou mulher que não tendo namorado, apenas demonstra ...


12

"Nossa" (short for "Nossa Senhora" = Our Lady) is an exclamation expressing surprise or astonishment. It's current usage in Brazil. Here are some examples with context where it is frequently used: (a) "Aqui está a cerveja. Eu trouxe 40 latinhas." (b) "Nossa! Não precisava tanto." (a) "Dê uma olhada lá fora. Devem ter caído uns 40 centímetros de neve." ...


12

Eu já tinha visto cabides em forma de cruz, não sabia era que se podiam chamar cruzetas. Segundo o Aulete digital, este nome é usado em Portugal e no Norte e Nordeste brasileiro. Eu sou da zona de Lisboa, e não conhecia a palavra. Este artigo do Ciberdúvidas diz que parece ser mais usado no norte. Em coerência com o Aulete, a ocorrência mais recente de ...


12

Da (Olimpíada) Rio 2016. O termo elidido é feminino, e pede artigo feminino.


11

English Take note that this concerns Portugal and may be inaccurate in Brazil. Actually, it is a bit more complicated than that. It works like layers of intimacy towards the person you are addressing: Treatment by name is used when there is an intimacy between people who get along: John, give me the phone. tu Treatment among friends of the same social ...


11

As @zuul already mentioned in his answer, the usage depends on the social context. In a matter of fact, it works just like in other latin languages such as French and Spanish: você/tu is less formal and equivalent to tu in Spanish and tu/toi in French. o senhor/a senhora (notice the changes due to gender) is equivalent to vos/vosotros in Spanish and vous in ...


11

Segundo este site em Portugal usa-se em baixo e no Brasil embaixo, o meu corretor ortográfico também diz o mesmo (dá erro em embaixo). Depois de uma prolongada pesquisa descobri que isso acontece por uma questão de fonética e também de ortografia. Os fonemas bilabiais “m” e “b” se adaptam facilmente na língua portuguesa, além de ser admitida a união ...


11

A grafia facto passou oficialmente a fato no Brasil com o Formulário Ortográfico de 1943, que veio alterar a grafia de centenas (talvez milhares) de palavras, tal como já tinha acontecido em Portugal com a Reforma Ortográfica de 1911. O c foi eliminado da palavra facto no Brasil porque já não era pronunciado. Portugal e nos PALOPs é pronunciado e por isso ...


11

Reforçando o que a Raquel disse, "roxo" no Brasil, além de ser o nome de uma cor, também é usado para denotar que alguém tem uma grande fervorosidade por algo. Não existe exclusivamente o termo "português roxo", mas sim o substantivo "português", que pode ser qualquer outro substantivo relacionado a uma pessoa, com o adjetivo "roxo". Um português roxo ...


11

Papai Noel, como o tdmsoaes já averiguou (ver outra resposta), é uma adaptação do francês. Segundo a Wikipédia, o Père Noël (literalmente, Pai Natal) aparece na literatura francesa em meados do século XIX, correspondendo ao Father Chirstmas britânico e ao Santa Claus dos Estados Unidos, sendo este nome uma adaptação do Sinterklaas (São Nicolau) holandês. ...


11

Gringo foi importado do espanhol, como se pode ver no Aulete digital: gringo sm. 1. Bras. Pej. Pop. Pessoa estrangeira: No carnaval, o Rio fica cheio de gringos. 2. Bras. N.E. Pop. Mercador ambulante estrangeiro. [Col. gringada, gringalhada.] [F.: Do espn. gringo.] Gringo já aparece como brasileirismo com o significado de ‘estrangeiro’ no Dicionário de ...


11

Em pt-BR, "meu nego" e "minha nega" são formas de tratamento extremamente informais, amigáveis, íntimas, e até mesmo carinhosas. Embora você possa ouvi-las ditas por qualquer um, é mais uma exclusividade de afro-descendentes e daqueles que habitam a periferia das grandes cidades da região sudeste e nordeste do Brasil. O Priberam apresenta ...


10

Significado De acordo com o dicionário, tampouco não é sinônimo de tão pouco, mas sim tão-pouco. É uma maneira de negar também = tão + bem. Mesmo que bem significa "muito" como advérbio de intensidade, pouco como advérbio significa "não muito". Compare: Estou bem feliz. Estou pouco feliz. Estou feliz, e ela também. Não estou feliz, e ela ...


10

No Brasil quando se diz que alguém é "{alguma coisa} roxo" significa que essa pessoa é {alguma coisa} com uma convicção, uma paixão que beira o fanatismo, mas sem o sentido pejorativo que a palavra fanático tem. Por exemplo, um flamenguista roxo é um torcedor do Flamengo que é apaixonado, não perde um jogo, fica eufórico quando o time vence e totalmente ...


10

This answer is about pt-BR The literal translation is, of course, "vocês fizeram com que eu me sentisse bem-vindo." It doesn't sound idiomatic in pt-BR, though. One more natural way of saying it would be your own suggestion, to which I add a few more. "vocês fizeram com que eu me sentisse em casa" "vocês me receberam muito bem." or "senti-me ...


9

A palavra tri pode ter principalmente dois significados. Legal Muito Tudo vai depender de como ela é empregada. Exemplos: Esse carro é muito tri. - Legal. A festa tava tri legal. - Muito Que tri o teu cabelo! - Legal O passeio foi tri pra caramba - Legal


9

[.mais opinião que fato.] - sabe o quê? Se o Vinicius de Moraes disse, pra mim é fato. Bloody master of this language he is. Porque no Brasil é um oba-oba tremendo 1, o respeito à tradição não é exatamente assunto do dia e a criatividade rola 2 solta em verso e música. A seguinte declaração de amor de Vinicius de Moraes 3 a Portugal contém esta passagem-...


9

A pergunta assenta numa premissa falsa. A verdade é que os portugueses usam palavras estrangeiras ao pontapé. As palavras do domínio da computação ficheiro, guardar, apagar, e rato não mostram nenhuma aversão a palavras estrangeiras; mostram meramente que, tal como arquivo e salvar no Brasil, mesmo em domínios novos se usam palavras portuguesas. Nem outra ...


Only top voted, non community-wiki answers of a minimum length are eligible