14

A verb in conjuntivo or subjuntivo (I think subjuntivo is the preferred name in Brazil) mood indicates that the action described by the verb may or may not happen. Take the following examples: (1) Ele liga-te. (2) Eu quero que ele te ligue. (1) expresses a fact, so we use the indicative ele liga. But in (2) it is not a fact that he will actually going to ...


7

Concordo que essas duas construções não são aceites pela maioria dos falantes europeus, especialmente a primeira. Trocar aí o subjuntivo pelo indicativo altera a interpretação de desde que duma conjunção condicional para uma conjunção temporal, como mostram estas duas frases: (1) Desde que traga provas, acredito nele. (2) Desde que traz provas, acredito ...


6

As formas corretas são seja e esteja, embora "seje" e "esteje" sejam comuns na linguagem oral de determinados registros (tipos de grupos de falantes).


5

Esta questão é complexa, mas depois de rever mentalmente muitas frases, há uma coisa que é clara: a escolha entre o indicativo e o subjuntivo não depende do pensamento ser correto ou não. Comecemos com frases simples para maior clareza: Parece que está a chover, mas não está; é ilusão de ótica. Pensas que o João foi à pesca, mas não; ele está é com a outra. ...


4

Essa construção está correta mas é arcaizante. O que te falta a ti, e a mim, e provavelmente à maioria de nós, é exposição a ela. Mas foi muito comum no passado e mantém-se ainda hoje, ainda que seja rara. Mas se o Machado de Assis, Alencar, Camilo e Júlio Diniz escreviam assim, não podemos dizer que esteja errado. Vejamos o que já dizia há quase um século ...


4

O subjuntivo é usado para situações supostas ou imaginárias, para expressar dúvidas ou ações condicionais. Suponhamos que termine nosso dinheiro, o que faremos? Let's suppose that our money were finished, what will we do? Caso venhas, ficarás em minha casa. In case you come, you will stay in my house. ENGLISH The subjunctive is used to alleged or ...


4

Yes you can translate “talvez nós nos ensopemos”1 as “we will probably be soaked wet” or, more closely, “maybe we will be soaked wet.” But both present and future subjunctive can express present and future. The choice between one and the other is complicated because it is determined more by syntax than time semantics. In your example you have to use the ...


4

É uma oração adjetiva restritiva (ou, numa terminologia mais recente, oração relativa restritiva). Diz-se adjetiva porque exerce uma função típica de adjetivos: neste caso, modificar o nome mulheres; compara com não conheço muitas mulheres interessantes. E diz-se adjetiva restritiva, por oposição a adjetiva explicativa (ou relativa apositiva), porque ...


3

Acredito que tua interpretação está correta. Assim, "ama quem te ama" significa o mesmo que "ama quem já te ama" ou "ama quem te ama agora", enquanto "ama quem te ame" seria o mesmo que "ama quem venha a te amar" ou "ama quem porventura te amar".


3

Posso responder com algumas impressões pessoais. Para mim, falante de português brasileiro, as quatro primeiras frases de fato soam equivalentes. Nesses casos, talvez possa se argumentar que a escolha entre uma ou outra forma seja de fato mais uma questão puramente estilística do que semântica, assim como podemos escolher entre o subjuntivo e o infinitivo ...


2

Sim, pelo menos em Portugal, verbos como imaginar, acreditar, crer, achar, julgar e pensar (no sentido ‘achar’) podem selecionar quer o indicativo quer o conjuntivo (subjuntivo é o termo preferido no Brasil). Basicamente a diferença é que, por exemplo, penso que ele está em casa indica maior convicção de ele estar em casa do que penso que ele esteja em casa. ...


2

Como diz o Jacinto, na primeira frase como parece ter um valor causal ou disso próximo; o verbo usar-se-ia geralmente no Indicativo. Mais informação na resposta dele. O resto da minha resposta cobre cobre uma interepretação hipotética das frases (que poderá ser o caso para o teu segundo exemplo), equivalente a como se. É de facto possível omitir a ...


2

Várias das frases são aceitáveis. A frase seguinte está indubitavelmente correta: (a) Quem sabe se ele sai?! Temos duas orações: "quem sabe" é a oração principal; "se ele sai" é uma oração subordinada substantiva objetiva direta, porque desempenha o papel de objeto direto de "sabe". As orações subordinadas substantivas tem que ser introduzidas por uma ...


2

Não sei afirmar se essas grafias estão corretas, mas elas são muito comuns em partes do Brasil. Sou brasileiro de Santa Catarina, no Sul do país, e é extremamente raro, no dia a dia, ouvir (ler) alguém falando (escrevendo), por exemplo: "Tu ficaste com quantos reais após o pagamento?" ou "Tu fizeste aquele trabalho da faculdade?", sendo esse uso mais ...


2

As tuas frases estão corretas. Temos um exemplo com a mesma estrutura na Gramática do Português da Gulbenkian (Lisboa, 2013, tomo II, p. 1889; formatação minha): E houve muita gente que ficou e ele provavelmente ficou contente que tivessem ficado. O trecho a negrito é perfeitamente paralelo às tuas frases: Fiquei [feliz que tivessem vindo] Fico [feliz ...


1

Em geral essas frases não estão erradas. Por exemplo, a frase Fico feliz que tenham vindo. está perfeitamente correta. "Tenham" (por si só) é uma conjugação de "ter" no presente do subjuntivo (também chamado de conjuntivo) simples, e acompanha a conjunção "que". Quando combinado com o particípio do verbo "vir" ("...


1

Em qualquer língua, você pode dizer a mesma coisa de várias formas sem ferir a gramática, embora em alguns casos possa ocorrer uma diferença semântica muito sutil. É possível que eu me case depois da crise. É possível que eu vá me casar depois da crise. Uma vez passada a crise, é possível que eu me case. É possível que, depois da crise, eu me case. ...


1

Eu diria que "ficasse" como pretérito do indicativo é sempre inaceitável, mesmo coloquialmente. O correto é "ficaste", ou melhor ainda, já que o contexto certamente é o uso de "você" como segunda pessoa, "ficou". "Ficasse" é imperfeito do subjuntivo, e somente imperfeito do subjuntivo. Não é como "tu ficou" ou "você pegou, então está contigo", que são ...


1

Ficasse: Entendo que neste caso a pessoa apenas repete a pergunta. "Eu ganhei um dinheiro para dividir entre nós, e se você ficasse com 10 conto?" A pessoa querendo confirmar o valor diria: "Ficasse com quanto?" Para Fizesse a mesma coisa: "E se ele fizesse 10 horas de tais exercícios?" Respondendo com outra pergunta "Fizesse o quê?".


1

A minha sensibilidade é em todos os exemplos da pergunta igual à do Artefacto. Mas encontrei esta Ciberdúvida que talvez justifique a aversão do Arthur a abre-lhe a porta assim que ele chegue. Por um lado o artigo diz: A diferença de interpretação entre presente e futuro do conjuntivo é muito subtil, e a utilização de um ou outro tem mais que ver com a ...


Only top voted, non community-wiki answers of a minimum length are eligible