14

Custa-me a acreditar que alguém escreveu uma tese sobre a palavra uai, mas ela existe. Dentre as hipóteses discutidas, descartamos algumas e outras ficam em aberto. Dentre estas últimas, a hipótese do empréstimo britânico parece plausível. Entretanto, quando comparadas à de Amaral, discutida no capítulo III, aquela parece ter consequências gramaticais mais ...


7

Atualmente existem todas as combinações possíveis: ah, eh, ih, oh e uh (ver no Aulete). Ah e oh são antigas e já vêm, com h, do latim, em que também se escrevia simplesmente o em lugar de oh (Aulete). No entanto, em português, as grafias mais antigas são sem h: a, o e oo. Só passamos a encontrar o h do século XVI em diante; sistematicamente no caso do ah, ...


6

Há um artigo em Castelhano sobre che na Wikipedia. Chê é a grafia Castelhana de tchê. Diz que a origem não é consensual, e identifica várias possibilidades, entre as quais, as indicadas nas outras respostas: Guarani, onde a palavra significa eu ou meu, pronunciada tchê no nordeste argentino, e xê no Paraguai. Mapuche, falado no sul do Chile, onde a palavra ...


5

Tchê é uma interjeição usada por gaúchos (pessoa nascida no Rio Grande do Sul, e também em terras vizinhas como o Uruguai e nordeste da Argentina) e tem o sentido de "cara", "mano", "amigo", "meu chapa". Acho (opinião pessoal) que de certa forma corresponde ao "Ô meu!" dos Paulistas. Existem duas versões ...


5

O significado que o Priberam dá para "bom!" não corresponde também à minha experiência. Parece-me mais parecido a "bem". Comecemos por boa: (1) - Acabei agora mesmo o trabalho. - Boa! Podes começar o seguinte. (aprovação) (2) - Boa! Como é que conseguiste acabar isso em tão pouco tempo?! (admiração/aprovação) (3) - Boa! Agora vamos ter de limpar esta ...


4

O uso do h após as vogais, quando usado em interjeições, representa um breve alongamento na pronúncia. O uso é limitado a interjeições, não existindo em outras palavras. O h pode ser repetido tantas vezes quanto mais prolongado for o som, como por exemplo: "Ah!": a fala é curta, como em uma surpresa. Pronuncia-se "AA!". "Ahhhhhh....": som prolongado, como ...


3

Sou brasileira e creio que a expressão Oh, pá! deve ser uma versão simplificada da frase Oh, rapaz! que dita mais rápido transforma rapaz em pá. No Rio de Janeiro onde nasci, temos o hábito de fazer a mesma coisa que os portugueses e assim, a frase Oh, rapaz vamos embora! é dita como Oh, rapá vombora!


3

Tchê é uma interjeição coloquial usada por gaúchos (sul riograndenses) e por povos vizinhos do Rio Grande do Sul (Uruguai e Argentina). É uma expressão de saudação, exclamação para se referir a alguém e tem o mesmo significado de cara, amigo ou afins. Existem duas versões para a origem da expressão. Uma delas diz que ela teve origem do espanhol "che", uma ...


3

In ptBR, what these interjections mean partially depends on context, facial expression and gesture. Most of the time "um-hum" means "sim" but it can also mean "sei", "concordo", or, if you shake your head and give the right intonation, it can mean "não". So don't put too much trust on the fact that it usually means "yes". We also say "ã-hã" (or hã-hã) and ...


2

A definição da interjeição bom no Priberam para mim está praticamente diametralmente errada. A de boa está correta. Vou transcrever a definição do Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, que corresponde ao meu entendimento: Bom 1 Exclamação que exprime descontentamento. Bom! Não insistas, já disse o que tinha a dizer! Bom, Bom! já não estou a ...


2

O Novo dicionário da língua portuguesa de Candido de Figueiredo (1913) coloca (pg. 1965) como um dos significados que o verbo "tomar" admitia na época: Escolher. Desejar: tomara êlle que assim fôsse! ou seja, "Desejara/Quisera ele que assim o fosse!". E aqui esse "desejara" não assume o valor atual usual do pretérito mais-que-perfeito (de "passado do ...


2

Minha mãe é da região Beira Interior de Portugal, ela fala muito "hurum" (não sei se essa é a forma certa da grafia). Contudo, nós moramos em Goiás e por aqui é uma expressão extremamente comum. Inclusive, para seu registro, encontrei até uma monografia da UEG em que a formanda fez o uso da expressão na dissertação.


1

Acho que a palavra que você está se referindo na verdade é a "opa", que tem um significado de ficar surpreso com algo. Antigamente era utilizada, por exemplo, como uma forma de expressão quando você vê ou encontra uma pessoa que não estava esperando (não necessariamente de uma forma ruim).Exemplo: "Opa, você por aqui? Tudo bem?". Mas com ...


1

Aqui na Bahia a gente usa humrum com o mesmo significado de aham.


Only top voted, non community-wiki answers of a minimum length are eligible