1

Considere a frase

assim, não há solução inteira s tal que s divide k.

Ela satisfaz a gramática? Tenho a impressão de que talvez pudesse ser

assim, não há solução inteira s tal que s divida k.

Ouço dizer que quando uma expressão sugere dúvida, que deve se usar o subjuntivo como em

Talvez ele não faça questão de ir com a gente.

Mas na frase sobre a "solução inteira s", não há qualquer dúvida lá: o redator afirma categoricamente que s não divide k. Como posso compreender a gramática aí de uma vez por todas? Sinto que ainda não sei usar o subjuntivo.

1
  • talvez introduce uma dúvida, sim. Mas não no seu exemplo matemático. Quem falou que isso leva o subjuntivo?
    – Lambie
    Apr 2 at 14:55

1 Answer 1

1

No exemplo

assim, não há solução inteira s tal que s divide k

de fato não há dúvida expressa, mas isso não se manifesta no tempo verbal de "dividir", mas sim no de "haver": "não há" ao invés de, e.g., "não haveria".

Na verdade, eu diria que o exemplo também estaria correto com o conjuntivo, apesar de não me 'soar bem' e de não ser usual em textos matemáticos:

assim, não há solução inteira s tal que s divida k

Não é difícil achar sentenças do tipo com o conjuntivo, como:

a) Encontre o número b tal que a reta y=b divida a região delimitada pelas curvas [...]
b) Dê exemplo de uma função f que seja descontínua, mas tal que |f| seja contínua.

Contudo, o indicativo é mais comum (e me parece uma opção superior no exemplo (a) acima — note-se ser uma tradução). Suspeito que uma razão importante para o uso preferencial do indicativo é essa ser a leitura natural de expressões matemáticas, no sentido de que "a=b" lê-se quase automaticamente "a [é] igual a b", independentemente do tempo verbal que, por extenso (e talvez noutro contexto) a frase pedisse.

Além disso, pode-se considerar que há frases implícitas nessas construções, por exemplo:

  1. assim, não há solução inteira s tal que s divide k
    = assim, não há solução inteira s tal que [a condição] s divide k [é satisfeita]
  2. encontre uma solução inteira s tal que s divida k
  3. encontre uma solução inteira s tal que s divide k
    = encontre uma solução inteira s tal que [a condição] s divide k [é/seja satisfeita]

Re: "Sinto que ainda não sei usar o subjuntivo.", penso que explicar todos os usos do subjuntivo sairia do escopo desse site de perguntas e respostas, mas, se é o "que" que te leva a pensar que a frase pediria o subjuntivo, de forma alguma esse é sempre o caso. Um bom exemplo disso, da Infopédia, é

Nas línguas que o possuem, o conjuntivo estabelece, por oposição com o indicativo, valores semânticos muito marcados, que distinguem frases como as que se seguem:

i) Procuro um livro que fale do 25 de abril. (Conjuntivo)
ii) Procuro o livro que fala do 25 de abril. (Indicativo)

Pelo contraste entre as frases i e ii, pode constatar-se que o conjuntivo cria um significado não específico e indeterminado do pronome relativo, reforçado pelo artigo indefinido, enquanto que o indicativo, pelo contrário, apresenta uma referência nominal específica e determinada, a par do uso confirmativo do artigo definido.

Note exatamente o mesmo argumento se aplica ao exemplo (b) acima ("uma função [...] que seja").

Outras fontes genéricas para o subjuntivo incluem:

1
  • 1
    Caro @stafusa, a conversa com você é realmente valiosa. Realmente é o "que" que me leva a pensar no subjuntivo. Agora sei do tanto que não sei. Li suas referências e elas me deixaram claro que o assunto é muito mais complicado do que eu esperava que fosse. Muito obrigado! Apr 4 at 0:52

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.