2

"Creio ter o médico e a família ido clinicar em São Paulo".

Na frase acima, considerando que o sujeito composto, por estar no meio da locução, não está posposto, o infinitivo "ter" não deveria ter sido empregado na 3º pessoa do plural ("terem")?

8
  • 1
    A frase está mal feita, mal escrita. clinicar quer dizer: Ser médico de profissão. "clinicar", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2024, dicionario.priberam.org/clinicar. Um mêdico pode clinicar. Uma família, não.
    – Lambie
    Jan 29 at 16:07
  • Obrigado! Vi essa frase em uma questão da FGV e fiquei na dúvida. Jan 29 at 16:30
  • Na verdade, o que a pessoa queria dizer poderia ser várias coisas, inclusive ter um médico em São Paulo e ir a São Paulo com a família para receber um tratamento, né?
    – Lambie
    Jan 29 at 16:35
  • 1
    É possível a família clinicar se for uma família de médicos. Talvez o texto esteja também fazendo uso de alguma figura de linguagem. Embora a definição apresentada pela amiga esteja correta, não é o suficiente para dizer que a frase está mal escrita. Jan 29 at 16:36
  • 1
    Relendo sua pergunta, acabei de notar que você diz que o sujeito não está posposto. Por que você diria isso? Jan 29 at 16:53

1 Answer 1

-1

Bem observado, mas quando o verbo vem antes do sujeito, este tem a possibilidade de concordar com o sujeito mais próximo.

Fontes:
1: https://www.soportugues.com.br/(...)/sint53.php
2: https://brasilescola.uol.com.br/(...)sujeito-composto.htm

3
  • A frase não tem nenhum sentido do jeito que está escrita.
    – Lambie
    Jan 29 at 16:36
  • @Lambie Negativou minha resposta só por ser minha, como sempre? Chegou a ler dentro das fontes que apresentei? Levou em consideração que, talvez, a frase tenha sido apresentada dentro de um contexto, omitida pelo autor da pergunta? Ademais, não vejo incorreção gramatical alguma na frase, mas caso possa objetivamente apontar algum erro, poderemos conversar a respeito. Jan 29 at 16:43
  • (Eu) creio ter x. O verbo não vem antes do sujeito. O sujeito (oculto, digamos) é o pronome eu. Coloquei voto negativo porque a redação da frase sofre de uma redação incorreta. A frase vem de uma concurso público da Câmara de deputados.
    – Lambie
    Jan 29 at 23:16

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.