1

Por que motivo se passou a usar muito a palavra “summit”? Não encontro a tradução para esta palavra. É uma abreviatura? Exemplo: Oceanos Summit 2023

2 Answers 2

1

A palavra "summit" tem origem inglesa e pode ser traduzida como "cimeira" (no sentido de encontro/assembleia), ou como "cume"/"topo"/"cúpula"/"ápice" (com o significado de ponto máximo).

No entanto, a recente popularização da palavra "summit" deve-se ao uso frequente do termo para nomear um tipo específico de conferências/encontros internacionais. A palavra começou por ser utilizada neste contexto para designar encontros políticos internacionais - que, em português, são conhecidos como "cimeiras". No entanto, na língua inglesa, o significado de "summit" como encontro internacional tem-se tornado mais abrangente, englobando um conjunto de eventos, semelhantes a conferências, que, em português, não se enquadram na categoria "cimeira".

Deixo aqui uma citação de um artigo online que discute este assunto com algum pormenor: Summit vs Conference: What’s the Difference?

Ao contrário das conferências on-line, projetadas para incentivar a participação do público, as "summits" virtuais exigem que o público preste atenção total e ouça os palestrantes. (...) As "summits" tendem a ser direcionadas a pessoas de grande importância que são influentes em seu setor, por exemplo, cirurgiões, representantes do governo e executivos de empresas.

Assim, o uso de "summit", neste contexto, significa um encontro internacional que reúne aquilo que é considerado o "topo"/"cume" num dado setor - nomeadamente, pessoas e empresas especializadas que tenham um impacte considerável no desenvolvimento de uma área específica. Em Português, não existe uma palavra equivalente a "summit" que permita distinguir esse tipo de eventos de uma conferência, daí a importação do estrangeirismo.

A popularização desta palavra, no contexto específico de Portugal, pode até ser atribuída ao facto de a Web Summit (considerada a maior conferência internacional tecnológica do mundo) se ter deslocado para Lisboa em 2016, levando a que a palavra "summit" passasse a ser mais conhecida em Portugal, e utilizada na nomeação de outros eventos de natureza semelhante.

1

Summit tem uma tradução direta que é: cume, como o cume de uma montanha.

Também é usada em encontro, quando é um encontro de entidades de topo, neste sentido é melhor traduzido como "cúpula", algo que fica sobre.

Weather summit, neste caso, poderia ser traduzido como "Cúpula do Clima".

O uso se tornou comum mais recentemente devido ao internacionalismo de forma geral, pois congressos e eventos estão cada vez mais acessíveis através de todo o globo, seja de forma presencial ou remota. Desta forma, como inglês é usado na maioria dos casos como lingua franca internacional -- por razões que são maiores do que uma resposta no SE -- encontramos o uso da palavra de forma cada vez mais frequente.

Na minha humilde opinião, usa-se estes anglicismos por que temos pouca estima pela nossa própria língua e necessitamos de reconhecimento estrangeiro.

9
  • 1
    Olá Lin, na verdade há diversas razões para se usar expressões de outras línguas — a que você menciona é apenas uma delas, e duvido que a mais comum: hábito de misturar línguas; convicção da superioridade do termo estrangeiro (específico, não da totalidade da língua); preguiça e/ou desatenção; comportamento de rebanho; entre outras, são apenas algumas das possibilidades. Penso que seu comentário não contribui para sua resposta, que é boa, embora parcial, pelo contrário, apenas distrai. Note também que a pergunta central (razão do suposto aumento da frequência de uso) não foi respondida.
    – stafusa
    Commented Jun 18, 2023 at 15:06
  • Pode desenvolver mais?
    – ClMend
    Commented Jun 22, 2023 at 11:09
  • 1
    Esta noção de que o uso de anglicismos/estrangeirismos vem de complexos de inferioridade, preguiça ou desatenção, para além de subjetiva, não me parece ter fundamento. Vivemos numa sociedade global. A popularidade do inglês em detrimento de outras línguas é uma consequência direta dessa globalização e da posição dos EUA no plano socioeconomico global. Aliado ao facto de que o inglês é a língua com vocabulário mais extenso, esta importação de termos é apenas um fenómeno natural de evolução linguística
    – Rye
    Commented Jun 24, 2023 at 13:12
  • 1
    Ingles como lingua de vocabulário mais extenso? Falta citação aqui. E com relacao ao estrangeirismo é, como disse, humilde opinião. Usar palavras estrangeiras, dentro de contextos locais, e não globais, para definir coisas que já estão definidas na lingua é sim complexo de inferioridade socio-cultural. Por exemplo quando alguem em uma reunião refere-se ao quadro branco como "whiteboard", ou chama de "banner" o galhardete que sustenta papeis. Isso é MUITO diferente de quando importamos palavras que não existiam antes dentro de um novo contexto como "twittar".
    – Lin
    Commented Jun 25, 2023 at 23:23
  • 3
    Não sei como fuciona em Portugal, mas aqui, em Terras Brasilis, as coisas chegam a ser engraçadas. Usam termos como "vamos shiftar a reunião", onde poderiam dizer simplesmente: a) "vamos remarcar a reunião"; ou b) "vamos postergar a reunião"; ou c) "vamos adiantar a reunião", à depender do contexto. As marcas e produtos escritas em inglês, normalmente tem mais apelo comercial, dão aparência de mais importantes. Se isso não é vira-latismo cultural, não sei o que é. E não quero dizer que as pessoas que o fazem tem qualquer culpa, mas sim, que é um produto do imperialismo cultural estadunidense.
    – Lin
    Commented Jun 25, 2023 at 23:28

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.