4

Dado a frase:

Poderiam, por gentileza, responderem...

Sei caber o infinitivo impessoal responder, mas caberia também a forma responderem? Quais regras gramaticais estabelecem esse uso?

2
  • 2
    @tchrist Eliminaste o tag gramática e juntaste conjugação pronominal. Eu penso duas vezes antes de desfazer o trabalho dum moderador e tenho uma compreensão mais intuitiva que formal da gramática, mas decididamente não existem conjugações pronominais nesta pergunta, portanto já tirei o tag. E parece-me que se poderia deve vir seguido do infinitivo ou do infinitivo pessoal é uma questão de gramática. Porque razão tiraste o tag? – Jacinto Sep 18 '15 at 21:17
  • 3
    @Jacinto Oh do please feel free to undo stuff that I screw up! :) Good question: you're right about this being an inflected verb not an inflected pronoun; thanks for fixing that. (I was going too fast.) The issue with the gramática tag is that it does not tell you anything by itself and couldn’t stand alone. I have been trying to replace it with more particular tags that better describe which grammatical matter applies in each question, because I think that is of much more usefulness. I’ll make a meta post about it. – tchrist Sep 19 '15 at 0:44
6

Poderiam, por gentileza, responder é a única forma correta, com o infinitivo impessoal responder; o infinitivo pessoal responderem estaria errado. Podemos esclarecer a dúvida vendo como fica a frase com poder no presente do indicativo, forma a que estamos mais habituados, e também nas outras pessoas: responder fica bem no infinitivo impessoal, mas não no infinitivo pessoal.

Tu podes responder, nunca tu podes responderes

Nós podemos responder, nunca nós podemos respondermos

Vós podeis responder, nunca vós podeis responderdes

Eles podem responder, nunca eles podem responderem

Na primeira e terceira pessoas do singular, o infinitivo pessoal é igual ao infinitivo simples.

Na frase poderiam, por gentileza, responder? usa-se uma construção composta pelo verbo auxiliar poder e o infinitivo responder. O infinitivo é uma forma nominal. Outras construções compostas usam um verbo auxiliar e, como forma nominal, o gerúndio ou o particípio passado. Nas construções compostas, o verbo auxiliar é o único que concorda com o sujeito. A forma nominal é sempre invariável:

Nós podemos/eles deverão/tu precisas (de)/vocês quiseram/nós tínhamos de/nós desejaríamos responder

Nós não estamos/eles andaram espalhando boatos (especialmente ptBR)

Nós não estamos/eles andaram a espalhar boatos (ptPT)

Nós temos/eles haviam visto o Fábio

0

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.