7

Tenho ouvido e lido com frequencia frases terminadas em "sobre", e me parece que é algo relativamente recente. Este tipo de construção está correta?

– Qual a sua opinião do cinema contemporâneo? Vamos conversar sobre?

Ou o correto seria "… sobre isso", "… sobre este assunto", etc.?

11
  • 2
    Também notei e creio ser recente. Em exemplos como "Isso é uma coisa que temos que conversar sobre" (ao invés de "Isso é uma coisa sobre a qual temos que conversar.") me passou pela cabeça que poderia ser um anglicismo — "That's something we have to talk about" (por seu lado, também uma versão coloquial do mais formal "That is something about which we have to talk.").
    – stafusa
    Commented Dec 14, 2022 at 15:32
  • 1
    Standard não é. Se é recente ou não no Brasil não sei, mas lembra-me que no livro Áreas Críticas da Língua Portuguesa já nos anos 90 os autores citavam exemplos (se bem me lembra em revistas de informática, mais propícias a anglicismos). A minha ideia é que nunca se generalizou muito.
    – Artefacto
    Commented Dec 16, 2022 at 12:55
  • 3
  • Very nice finding, @tchrist . Will you have the time to write an answer? I probably won't.
    – stafusa
    Commented Dec 18, 2022 at 10:33
  • 1
    Daniel, se você consultar as referências apontadas por tchrist e alcançar uma certa compreensão do tema, seria uma contribuição muito bem-vinda uma resposta sua a sua própria pergunta.
    – stafusa
    Commented Dec 19, 2022 at 12:32

2 Answers 2

1

Acho que o artigo abaixo dá conta do que eu queria falar. Vou acrescentar: O português não tem o que se chama preposition stranding (sem objeto depois da preposição) que se ve em frases em inglês como: What were they talking about? Só talvez em certos diálogos nos quais se poderia dizer:
Pessoa 1- O poema era do Fernando Pessoa.
Pessoa 2- O poema era de ? [subentendido: de quem?]
OU
Pessoa 1- Ela falou sobre a guerra civil americana.
Pessoa 2-Ela falou sobre ? [subentendido: o que?]

Transitividade verbal e a preposição sobre

Com que verbos podemos usar a preposição sobre?

A preposição, como é sabido, serve para ligar dois elementos de uma oração, que, muitas das vezes, pode ser um verbo.

Não é incomum nos depararmos com o uso das preposições de forma totalmente equivocada, por conta do fenômeno conhecido como anglicismo. Sim, por conta da tradução errônea da estrutura frasal do idioma inglês, passou a ser muito utilizada a expressão “é sobre isso”. Percebam que não há nenhum outro elemento que exija a ligação pela preposição sobre. É sobre, mas o que é sobre isso? Isso? Isso é sobre? Não faz nenhum sentido.

Da mesma forma é inconcebível o fenômeno das preposições ao final da frase, como por exemplo: “precisamos falar sobre” (we need to talk about). Não seria estranho falar “quero saber onde ela veio de” (I want to know where she came from), ou “ele achou o livro que ele estava procurando por” (he found the book he was looking for).

A insistência com a preposição sobre tem uma explicação: ela puxou a linha deste fenômeno que tem comprometido sobremaneira a clareza da exposição de ideias no nosso idioma. Deixando as péssimas traduções de lado, que retiram o sentido das frases, convém destacar que também não faz nenhum sentido utilizar preposição nos casos em que o verbo é transitivo direto.

A regra é muito óbvia: verbos transitivos diretos não pedem preposição. Com base nesse raciocínio, não há como empregar a preposição sobre (sim, ela de novo) com os verbos estudar, falar, pesquisar, aprender, ler, porque são todos verbos transitivos diretos.

Será que estamos prestando atenção na regência verbal quando construímos as orações? Estamos respeitando a transitividade dos verbos ou estamos seguindo tendências sem nenhum critério?

Elaboração: Patrícia Corazza

Transitividade e a preposição sobre (ênfase minha).

E se os "jovens falantes" deixam o sobre

2
  • Dizer que "falar sobre algo" seja errado porque "falar" é verbo transitivo direto me soou errado. Fui pesquisar no Michaelis, e consta que todos os verbos citados no penúltimo parágrafo (estudar, falar, pesquisar, aprender, ler) podem ser transitivos diretos ou indiretos, então este artigo está ao menos parcialmente errado. Commented Apr 4, 2023 at 14:44
  • @DanielSerodio O artigo está certíssimo. Lamento. O mais importante é que o portugues não tem stranded prepositions. What do you want to talk about? Você que falar sobre o que? Obviamente.
    – Lambie
    Commented Apr 10, 2023 at 15:51
-1

Vamos” é parte do predicado “conversar sobre”, com sujeito elíptico “nós” (“Vamos” se encontra conjugado na 3ª pessoa do plural) e o verbo “conversar” tem como objeto... o quê? Vamos conversar sobre o quê? Falta o objeto indireto ao qual o verbo “conversar” se refere. Construções semelhantes a essa infestam a língua, furtivas: é anglicanismo.

Parece-me desídia do autor ao compor o período, todavia, a língua é viva, e Deus sabe que coisas piores houveram de ser — em razão de seu uso contínuo — “canonizadas” pelos lexicógrafos. Coisa boa, tal qual o imexível de Magri, ou quaisquer outros neologismos que seres humanos jovens conjuram, esses demoram a figurar no VOLP.

Às vezes se faz necessário criar nova palavra para a novidade, quando ela se manifesta, espontaneamente, na realidade e no pensamento. Mas há certa intencionalidade de tentar descrever a coisa nova. Já há palavras substantivadas, adjetivadas, só não sei se averbalizadas. Na genuína tentativa de comunicar o que o mar faz, pode-se dizer marejar. Basta começar pelas palavras primitivas e as mais complexas formar-se-ão naturalmente.

No caso em tela (ou caos em tela, como queiram), é apenas pessoa bilíngue implementando uma tradução livre do inglês:

What's your take on the contemporary movie scene? Is it something you’d like to talk about?

Terminou em sobre (“about”). Que chique! Pronto, agora o brasileiro quer imitar! :D

Há quem dirá que a tradução correta é “Do you wanna talk about it?” Discordo: expressões como “Can we talk about it?”, “Do you wanna talk about this?” e “I don't wanna talk about it”, na língua inglesa, são largamente utilizadas no sentido de conversar sobre algo sério — realmente fazer uma mesa redonda em volta do negócio, ter aquela conversa desconfortável da qual se deseja ardentemente esquivar-se.

O político conversou com o povo sobre a nova medida provisória.

Mais exemplos:

  • Discorrer sobre esse tema;
  • Conversar mais sobre esse assunto; (como bem disse o OP).
  • Discutir sobre esse tópico;

TL;DR: Faltou o complemento verbal, mas a expressão foi empregada na oralidade, então, como eles dizem... “isso é okay”.

2
  • O português e inglês tem estruturas completamente diferentes. Em português não existe o fenomêno de preposition stranding. Essa pregunta me faz lembrar outra quando eu havia recem chegado aqui, sobre se o português tem ou não tem "phrasal verbs". Credo. Se ve que a outra pesso que deu resposta não entendia "phrasal verb" .Veja só: portuguese.stackexchange.com/questions/2997/… //haha Gostei do teuL Que chique etc.
    – Lambie
    Commented Mar 23, 2023 at 16:22
  • Queria dizer: pessoa e teu.
    – Lambie
    Commented Apr 2, 2023 at 14:38

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.