2

Como se dá a leitura de tal modo, no manual que consultei, o que me é limitado, li sendo usado em lugar de 'ter de' (dever), o que não li da equipe Ciberdúvidas em respostas a consulentes portugueses, apenas uma 'obrigação atenuada' nas palavras do consultor. Teria uso distinto Portugal/Brasil?

  • No manual referido se encontra o seguinte exemplo atestado como tal: Tenho/hei de estudar (obrigação/necessidade)
4
  • Relacionada: Haver-de + infinitivo em Portugal.
    – stafusa
    Dec 10, 2022 at 22:11
  • Já havia lido isto e algo semelhante por Ciberdúvidas. A questão aqui presente é mais sobre a modalidade deôntica de obrigação com esta locução, que parece ser diferente o uso. Saliento: conforme o manual 'haver de' seria comutável por 'ter de', não meramente o que foi dito inclusive neste link 'obrigação atenuada'.
    – ludovic
    Dec 10, 2022 at 22:57
  • 2
    Sim, concordo que a pergunta é diferente. Mencionei a outra pergunta apenas a título de informação, não para sugerir que seria uma duplicada.
    – stafusa
    Dec 10, 2022 at 23:02
  • O problema é esse: Tenho de fazer algo se usa na fala e no escrito. haver de é bem formal e geralmente, não se fala (a não ser que fosse num tribunal, etc.). O uso é o mesmo. Porque seria diferente?
    – Lambie
    Dec 11, 2022 at 19:20

2 Answers 2

1

Tenho de estudar e hei de estudar são coisas bem diferentes. A primeira indica necessidade ou obrigatoriedade (preciso de estudar ou é minha obrigação estudar).

A segunda indica de certa forma uma "obrigação atenuada", mas em forma de uma promessa ou compromisso fraco; essa promessa geralmente só envolve o locutor (não é o mesmo que prometo-te que vou estudar, em que se cria uma obrigação que a outra pessoa pode reclamar) -- pode ser só uma espécie de aspiração... Assim:

Tenho andado muito ocupado com outras coisas, mas ainda hei de estudar esta noite.

=Comprometo-me a estudar algures durante esta noite. Dependendo do contexto, o valor modal pode não ser muito forte e ser mais uma exposição dos meus vagos planos para a noite. Mesmo indicando "esta noite", a ideia que dá é que a altura da noite em que se vai estudar não está bem definida. Por isso se associa a perífrase a um "futuro indeterminado".

Não acabei a faculdade, mas ainda hei de (um dia) reingressar.

=É uma aspiração minha um dia, num futuro indeterminado, reingressar na faculdade e terminar o meu curso. Provavelmente nunca acontecerá.

1

A resposta do Jacinto já explica os usos de "tenho que/de" (necessidade/obrigatoriedade) e "hei de" (intenção/expectativa).

Sobre diferenças entre pt-PT e pt-BR, no Brasil "haver de" essencialmente não é usado, especialmente na linguagem falada, com exceção de citações literárias ou expressões quase fixas, como "Hei de vencer." e "Você há de me pagar.".

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.