2

Quando aprendi as regras de colocação pronominal, achei-as bem estranhas, exceto a que “proíbe” próclise em início de oração e a que “força” ênclise em imperativo, soando-me melhor dizer «puseram-na numa situação difícil» do que «a puseram numa situação difícil». Eu achava que os portugueses seguissem essas regras a ferro e fogo, mas os vejo preferindo quase sempre a ênclise à próclise — os que vi eram jovens. Ademais, na língua (bem) antiga, dava-se grande preferência à próclise, também porque lhes soavam mal palavras proparoxítonas.

Então, por que das regras de colocação pronominal? ou seja, donde vieram?

4
  • 1
    Eu creio que vêm, tal como a norma gramatical brasileira em geral, da maneira como escreviam os escritores do romantismo, portugueses na sua maioria. Eu só dei atenção a essas "regras" quando comecei a frequentar aqui o site (não se aprende colocação pronominal na escola em Portugal), e então descobri que o que os sites brasileiros prescrevem é mais ou menos como eu falo! Mas realmente já ouvi pessoal, sobretudo mais novo, a usar a ênclise em situações em que eu uso a próclise; soa-me muita estranho.
    – Jacinto
    Jan 12, 2022 at 22:47
  • 1
    Essa pergunta abrange muito história e não funciona bem aqui, na minha humilde opinião. Jacinto terá de escrever um livro. :)
    – Lambie
    Jan 13, 2022 at 22:21
  • Também acho que esta pergunta é demasiado complexa para o formato deste site. Existe muita literatura sobre o assunto, mas as explicações e as formalizações gramaticais além de complexas também diferem muito. E sim, em Portugal existe uma tendência cada vez maior para usar a ênclise, especialmente entre as gerações mais jovens, mas não só. Isto é um fenómeno que já era apontado há três, quatro décadas, (pelo menos) mas creio estar a acelerar.
    – Artefacto
    Jan 15, 2022 at 20:13
  • @Schilive, não entendi bem a tua pergunta. Há diferenças no uso pronominal entre PTPT, PTBR, PTAN. Em PTPT eu escolheria nitidamente "puseram-na numa situação difícil". A segunda variante só em orações subordinadas "ele disse que a puseram numa situação difícil". Não entendi qual a relação com as palavras esdrúxulas (ou proparoxítonas)
    – JJoao
    Jan 22, 2022 at 15:37

1 Answer 1

3

A colocação pronominal no galego-português era mais parecida com as outras línguas românicas e o português brasileiro atual. Depois, durante a renascença, o padrão continuou basicamente o mesmo, por isso é muito comum encontrarmos próclise n'Os Lusíadas, coisas como "me ajude", que eram comuns na época.

O que houve a seguir foi que o português brasileiro manteve a colocação pronominal com maior tendência proclítica, enquanto o português europeu foi mudando e tornando-se cada vez mais enclítico. A norma que se usa no português padrão e que é usada no mundo lusófono reflete principalmente o falar europeu neste quesito.

Assim, a regra mais geral é: no Brasil preserva-se mais a próclise, em Portugal usa-se mais a ênclise!

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.