6

As palavras "nascer", "crescer", "descer", etc vêm do galego-português "nacer", "crecer", "decer" etc e eram, como se pode deduzir, faladas com a africada /t͡s/, que no português passou a ser /s/ e assim foi passada para o Brasil.

Teria a pronúncia portuguesa de tais palavras (com /-ʃ.ˈs-/) sido causada por uma relatinização tardia de tais palavras? Se não o for, como pode ter acontecido tal mudança?

13
  • 1
    @Schilive Creio que nascer será /nɐʃˈseɾ/ no Portugal e /nɐʃˈθeɾ/ na Galiza, mas não tenho boas referências em este momento. – tchrist Feb 14 at 14:18
  • 1
    Ergative Man, sim. Livro “história da língua portuguesa” por Paul Teyssier, traduzido por Celso Cunha. – Schilive Feb 14 at 17:16
  • 1
    @Schilive, essa é uma hipótese que eu menciono nos meus primeiros dois comentários. Sistematizando. Símbolos: asso /s̺/; aço /t͡s/ → /š/; acho /ʃ/. Então, a tua sugestão é, para nascer /nɐs̺t͡seɾ/ → /nɐs̺šeɾ/ → /nɐʃšeɾ/. É possível. Mas como já disse acima, /s̺/ e /š/ são muito parecidos, e pergunto-me se um deles não reria rapidamente assimilado pelo outro (foi talvez isso que aconteceu na pronúncia não chiada: /nɐs̺t͡seɾ/ → /nɐs̺šeɾ/ → /nɐšeɾ/). >> – Jacinto Feb 15 at 8:29
  • 1
    >> A outra hipótese que eu adiantei acima é /nɐs̺t͡seɾ/ → nɐʃt͡seɾ/ → /nɐʃšeɾ/; ou seja o chiamento apareceria primeiro; como /ʃ/ e /š/ são mais diferentes (do que /s̺/ e /š/) , não haveria tanta pressão para assimilação. Há falantes no norte de Portugal que preservam a distinção entre /s̺/ e /š/ (pelo menos ainda havia no final do sXX; felizes, porque sabem sempre se se escreve cegar ou segar; já eu por vezes me engano!), mas não, que eu saiba, com os dois sons contíguos. Mas respondendo ao Ergative, não creio mesmo nada que tenha sido /nɐšeɾ/) → /nɐʃšeɾ/. >> – Jacinto Feb 15 at 8:39
  • 1
    >> Até porque, uma coisa é relatinação de palavras mais cultas como opoente → oponente ou sutil → (em Portugal) subtil. Mas com palavras populares como nascer, descer, crescer ?? – Jacinto Feb 15 at 8:47
-1

Schilive escreveu em um comentário:

Em glossa.gal, todas as palavras com "sce" ou "sci" podem ser "ce" ou "ci", então, me parece que havia duas possibilidades de pronúncia, i.e., havia "nascer" e "nacer". Os /ts/ haviam se transformado em /s/ ápico-alveolares, início do século 1500, mantendo a distinção entre "acender" e "ascender", mas em 1550, vê-se que já há falantes confundindo os dois; em 1600, essa distinção morre, /s/ ápico-alveolares se tornam /s/ pré-dorsodentais. Quando e como esse chiamento aconteceu? De acordo com Teyssier, não se tem certeza, não sabemos.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.