1

Podemos dizer "fui para a escola, mais, fui para casa primeiro", no sentido de que fui para a escola, mas tenho mais uma coisa para dizer, acrescentando, "mais", e essa coisa "fui para casa primeiro", como dizemos semelhantemente "fui para a escola, e mais, ainda fui para casa primeiro"?

4
  • Eu olho para a tua frase e interpreto o mais como ’mais ainda, além disso’ ou o ’e mais’ do teu último exemplo. Mas ajudaria se desses um exemplo com contexto (porque creio que as duas respostas abaixo interpretaram mal a tua intenção). O que queres dizer é algo como: "Disseste que não tinhas tempo para falar comigo, que te ias logo embora, mas afinal ficaste lá o dia todo." "Não fiquei, não; fui para a escola; mais, fui para casa primeiro" (não só fui para a escola, como, além disso, até fui para casa antes). É numa coisa deste tipo que está a pensar?
    – Jacinto
    Jan 28 at 8:21
  • Renanlinux, poderias desaceitar a minha resposta, por favor, já que ela está errada? Obrigado.
    – Schilive
    Jan 28 at 19:37
  • Parece que você entendeu direito, Jacinto. Mesmo assim devo recusar a resposta, Jacinto e Schilive? Confirmem para mim, por favor; talvez vocês tenham entendido algo que não entendi.
    – renanlinux
    Jan 29 at 6:43
  • Para mim, a resposta do Schilive não está correta. Nomeadamente, na tua frase as vírgulas são necessárias. No lugar da primeira eu até poria um ponto final ou ponto e vírgula: "Fui para a escola; mais, fui para casa primeiro". O @Schilive pode corrigir a resposta. Eu ainda te escrevo uma resposta também, mas preciso de tempo para encontrar exemplos semelhantes na literatura.
    – Jacinto
    Jan 29 at 9:16
2

Sim, esse uso de mais está correto. Eu recomendo é substituir a vírgula antes de mais por ponto final ou ponto e vírgula; em vez da vírgula depois de mais podes também usar dois pontos, como ilustro a seguir (inventei mais algum contexto para se compreender melhor):

Ana — Disseste que não ficavas na praia muito mais tempo, mas afinal disseram-me que ficaste lá o dia todo.
Bruno — Não fiquei, não. À tarde fui para a escola. Mais: fui para casa primeiro

Dois exemplos deste uso que eu encontrei no Google Books. O primeiro acerca da inadequação das cuecas novas:

[As mulheres] esquecem-se que, ao contrário dos soutiens, as cuecas não têm em conta o tamanho do sexo e acessórios. Mais: Também, ao contrário das mamas (pelo menos das que conheço) os nossos tomates são assimétricos, e isso, minhas amigas, não é considerado pelos fabricantes.
Luis Luz, Vida de Casado

Estoutro é a propósito duma cooperativa que tinha uma regra de repartição de proveitos que promovia o crescimento mas beneficiava o sócios jovens mais do que os antigos:

Os sócios mais antigos admitem que esse crescimento deve-se ao trabalho dos mais jovens. Além disso, como a intenção era estabelecer um vínculo entre capital e trabalho, eles aceitaram a regra. Seria uma espécie de tributo ao trabalho dos mais jovens, pois eles teriam mais ímpeto, mais envolvimento, mais motivação. Mais: se não há crescimento real, não muda nada, ninguém ganha.
Renato Bernhoeft e Joaquim Castanheira, Manual de Sobrevivência para Sócios e Herdeiros, 1995

No exemplo da pergunta, como nestes dois últimos exemplos, na fala há uma pausa clara antes do mais, o que indica o fim da frase anterior e que na escrita deve ser indicado por ponto final ou, no mínimo, ponto e vírgula. A seguir ao mais há também uma pausa na fala, que deve ser indicada por vírgula ou dois pontos. Os dois pontos justificam-se, porque a seguir vem aquilo em que consiste o mais. Este mais é equivalente a mais ainda, e mais e serve para reforçar o que foi dito antes.

-1

Nesse caso, o problema é ortográfico. Se sua intenção é dizer "fui para escola, só que antes fui para casa", o erro está em "MAIS", que nesse caso tem de ser escrito "MAS". MAS é uma preposição e MAIS é um substantivo com a intenção de adicionar algo. Para que uma frase não fique deselegante, você pode utilizar o sinônimo de MAS, que é PORÉM.

Exemplo:

  • Fui fazer algumas contas MAS chegou um amigo e me confundiu MAIS"

Trocando:

  • Fui fazer algumas contas, PORÉM chegou um amigo e me confundiu MAIS".

Em inglês, MAIS é usado bastante usado como MORE e MAS é para algo como BUT.

1
  • 1
    O sentido verdadeiro da frase é de acrescentação mesmo. A outra resposta já disse que está certo utilizar "mais", mas você terá que ler novamente para tentar entender o motivo. Dê atenção à vírgula que muda o sentido. Se fosse usado "mas", não teria vírgula.
    – renanlinux
    Jan 29 at 6:04

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.