4

A palavra coloquial "súper" claramente deveria ser acentuada de acordo com a regra:

Apenas são acentuadas graficamente as palavras paroxítonas terminadas em r, l, n, x, ps, ã, ãs, ão, ãos, em um, uns, om, ons, us, i, is, ei, eis. [...]
açúcar [...] flúor;

E é assim que ela é encontrada nos dicionários da Priberam e da Infopédia.

No entanto, a grafia sem o acento parece comum em pt-BR (e.g., "Ela é super confiável.", "Acho isso super estranho.") e também se encontra em dicionários menos estabelecidos, como o dicio e o pt.TheFreeDictionary, além de fazer parte do nome da revista portuguesa Super Interessante.

Se poderia dizer que, ainda que apenas coloquialmente, a grafia sem o acento também é correta?

6
  • Mas qual seria o critério para grafia coloquialmente correta? Há muito pessoal que escreve coloquialmente sem acentos. Em Super interessante, a grafia correta seria Superinteressante: esse Super é o prefixo, não é nem o adjetivo nem o substantivo. O pessoal com nomes toma mais liberdades.
    – Jacinto
    Dec 22, 2020 at 12:50
  • @Jacinto, é mesmo possível que a pergunta não seja bem colocada. O que eu gostaria de ter como resposta seria, por exemplo, algo na linha de "Sim, há exemplos o bastante e constar no dicio comprova que é aceitável." ou "Não, não há exceções conhecidas para essa(s) regra(s), seria preciso uma adoção em massa para justificar a primeira."
    – stafusa
    Dec 22, 2020 at 13:03
  • @Jacinto Não resisti e fui procurar exemplos - achei o suficiente para me convencer de que o dicio está certo em incluir o verbete sem acento.
    – stafusa
    Dec 22, 2020 at 14:57
  • 1
    @Jacinto, a Superinteressante é a revista brasileira. Como aqui o prefixo está ligado, não levaria acento em hipótese alguma. Já a revista que o autor menciona é a portuguesa Super Interessante, que por decisão de alguma pessoa, talvez para diferenciar da brasileira, optou por grafar com os elementos separados por espaço.
    – WicCaesar
    Feb 5, 2023 at 10:15
  • 1
    @Ricárdo, no cartório e tudo?
    – Schilive
    Jun 2, 2023 at 18:32

5 Answers 5

7

Escreve Fernando Pestana em A Gramática para Concursos Públicos, p. 25:

"Não se acentuam afixos (prefixos ou falsos prefixos) paroxítonos terminados em -r ou -i, exceto quando substantivados: hiper- (o híper), mini- (a míni)."

No dia a dia, podemos dizer algo como:

"Vamos ao (prep. A + artigo O) super?" [entenda-se: super = supermercado]

Ora, como se vê, "super" vem substantivado.

Logo, segundo a regra: "Vamos ao súper?"

É estranho até para o corretor do site, que está indicando erro de ortografia. Mas fazer o quê? Quem programou o corretor desconhece as regras do escrever...

2
  • 1
    Muito bom! Bem-vindo, Arthur, excelente primeira contribuição. Seria ótimo também saber o porquê dessa exceção, mas está claro que a descrição do livro reflete o uso.
    – stafusa
    Sep 4, 2022 at 22:17
  • 2
    Imagino que a exceção para prefixos seja por que não são palavras completas e também por causa do hífen. Se não houvesse a exceção, poderíamos ter um supercarro súper-rápido (sem e com acento, respectivamente, só porque precisamos do hífen para separar r-r). Mas se prefixos forem usados como palavras independentes, não se encontra maneira de justificar a falta de acento e fizeram a regra dos "prefixos substantivados" (ou adjetivados, eu acrescentaria).
    – marcus
    Sep 14, 2022 at 19:30
2

Sim, a palavra sem acento é aceitável, ao menos coloquialmente - ou isso, ou a omissão do acento é um erro surpreendentemente difundido, mesmo entre profissionais da escrita.

Verifica-se que ela não apenas está dicionarizada, como aparece com frequência na imprensa desde pelo menos 2003, BBC Brasil:

mesmo com conexões super rápidas, ainda são necessárias horas

Outros exemplos da BBC são:

E há exemplos também na Folha de São Paulo:

Assim como no Jornal de Notícias (JN), de Portugal:

5
  • Stafusa, mas “super” é paroxítona? Será que não é uma palavra átona?
    – Schilive
    Dec 22, 2020 at 20:38
  • @Schilive Na minha pronúncia é certamente /'super/. Acho que não tenho palavras átonas - diz-se que "quando" e "porque" seriam átonos, mas eu falo com alguma ênfase a 1a e a última sílaba delas, respectivamente.
    – stafusa
    Dec 22, 2020 at 21:34
  • Stafusa, mas seria isso por serem as primeiras sílabas faladas? Tenta falar “super legal” e “súper legal”, então, vê se há diferença para ti — para mim, não há —. Como o sufixo “-super” é átono, não tem acento — novamente, tenta falar “super-homem” e “súper-homem” —, talvez por isso o escrevam assim, mas é só uma hipótese.
    – Schilive
    Dec 22, 2020 at 22:38
  • @Schilive Sim, também pronuncio “super legal” = “súper legal”, e em "super-homem" o "su" me parece subtônico (talvez por influência do inglês superman?) e o "ho" tônico. E, se concordamos que "super" é paroxítona, então a grafia sem acento, "super", é ou exceção à regra, ou incorreta. Como com facilidade achei diversos exemplos em sites de notícias de "super" (e essa grafia ainda me parece mais natural, por alguma razão), ainda mantenho minha resposta - mas continuo aberto a uma contraditória, claro.
    – stafusa
    Dec 22, 2020 at 22:52
  • 1
    Acho que colocastes muito bem: é um erro surpreendentemente difundido.
    – m26a
    Jan 25, 2023 at 10:46
2

Súper acentuado é a interjeição, que não vem acompanhada, só exprime satisfação. Súper!
Nos outros casos, inclusive os que você citou em sua autorresposta, super é prefixo de algum substantivo ou adjetivo e não leva acento. Essa é a resposta para a pergunta principal. Agora vamos às deliberações que surgiram.

Super e supra vêm do latim e geraram um equivalente em português que é a preposição sobre. Como prefixos, super, supra, sobre, hiper, ultra, entre outros, devem estar ligados a algum outro elemento, ou separados por hífen.

Ainda valendo dos exemplos que você trouxe, você comentou que há um erro surpreendentemente difundido, e de fato há, mas não é a omissão do acento e sim a separação do prefixo.
Idealmente, segundo o Acordo Ortográfico de 1990, todos eles deveriam estar juntos: superprodutivo, supersaudável, superincerto, supertranquilo, supermal, superfeliz, superinovadora, superaberto, superfortes, superestreitos.
A única outra possibilidade seria separá-los com hífen, mas isso apenas nos casos onde o segundo elemento começa com h ou r. Você não citou nenhum, mas temos super-homem, super-rápido, como exemplos.

2
  • 1
    +1 Perspectiva interessante. Mas penso que o uso como advérbio, ao invés de prefixo, parece estar se estabelecendo e a distinção é clara: dizer que alguém é um "superamigo" remeteria mais aos "superamigos" do desenho/gibi... muito melhor separado ("Ele é super meu amigo."; também: "Essa ideia é super boa."). Penso que o prefixo serve-se melhor para criar um novo conceito: "superresfriado", por exemplo, é um termo técnico que não tem necessariamente a ver com temperaturas ultrabaixas; "superbug" também tem um significado específico (resistência).
    – stafusa
    Feb 5, 2023 at 15:20
  • Dizer que de tal modo é muito melhor é somente uma opinião. Eu respeito, mas não temos como afirmar ou mensurar. Esse uso é muito mais frequente no português falado, concorda? Eu, particularmente, não perceberia diferença se alguém me dissesse "ele é meu superamigo" ou "ele é meu 'super amigo'". E em nenhuma das hipóteses ia passar pela minha cabeça que o cidadão em questão detém superpoderes; ou que alguém que diz estar super-resfriado pegou uma variante específica da doença (a menos que dissesse "peguei o super-resfriado", grifo no artigo).
    – WicCaesar
    Feb 6, 2023 at 11:54
0

O professor da especialização em Linguística e Acordo Ortográfico disse que súper enquanto adjetivo, ele é acentuado, por exemplo: Tu és súper! Uma vez que a regra das paroxítonas terminadas em R exige o acento.

2
  • 4
    Boas-vindas ao Portuguese SE! Obrigado pela contribuição, você poderia incluir a qual professor você se refere e/ou usar outras referências?
    – stafusa
    Jan 15, 2023 at 9:46
  • 2
    Your answer could be improved with additional supporting information. Please edit to add further details, such as citations or documentation, so that others can confirm that your answer is correct. You can find more information on how to write good answers in the help center.
    – Community Bot
    Jan 25, 2023 at 13:40
0

A resposta para sua dúvida é que nao há um consenso unânime entre os gramáticos da língua portuguesa no tocante a SUPER e SÚPER, entre outras regras de acentuação, como por exemplo o uso facultativo da vírgula.

Os dicionários por si só já deixam explícito a divergência doutrinária.

4
  • portuglish, seja muito bem-vindo ao site! E obrigado pela contribuição! Porém, uma dúvida: por que os gramáticos se concerniriam com a ortografia?
    – Schilive
    Jan 24, 2023 at 19:41
  • 1
    Você poderia citar alguma fonte ou ao menos apontar um dicionário mais estabelecido que os que encontrei (dicio e pt.TheFreeDictionary)?
    – stafusa
    Jan 24, 2023 at 20:59
  • @Schilive A divergência doutrinária do qual me refiro é minoritária e o motivo é justamente pelas dúvidas abordada nos comentários aqui. Eu particulamente prefiriria que todas as formas de usa da palavra super ficassem sem acento mesmo.
    – portuglish
    Jan 24, 2023 at 22:28
  • 1
    @stafusa A divergência é minoritária e é justamente por causa dos dicionários mencionados aqui, pois seus escritores são gramáticos especialistas da língua portuguesa. Mas respeito o ponto de vista de ambos. Não pesquisei a fundo mais dicionários além destes.
    – portuglish
    Jan 24, 2023 at 22:33

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.