2

O que Luís de Camões quis dizer com a palavra cudada? Seria isso alguma forma pejorativa de expressar-se? Ou não sendo, poderia também ser usada de forma pejorativa?

1
  • 1
    De acordo com o dicionário Aulete, “cudar” é uma palavra antiga, equivalente a “cuidar”, então, creio que “cudada” seja equivalente a “cuidada”; porém, se for possível, podes escrever o verso contendo essa palavra no texto? Ajudaria. – Schilive Dec 8 '20 at 20:48
4

Cudar e derivados — cudada, cudado, etc. — são variantes antigas de cuidar e derivados. Foi usado por Camões e outros escritores também. Entre os dicionários atuais, encontrei apenas cudar no Aulete, que descreve o termo como antigo ou popular. Mas o dicionário de Domingo Vieira, 1873, ainda traz cudado, cudar e também cudo (mesmo que cuido, ’ato de cuidar’):

Cudado

O dicionário Houaiss (Lisboa, 2002), nos verbetes cuidado e cuidar, indica as variantes antigas cudado e cudar.

Agora, atenção que nos tempos de Camões, cuidar, ou cudar, significava principalmente ’pensar, refletir, dar atenção a’ (cuidar vem do latim cogitare). Por exemplo, nestes versos de Camões, cudado parece significar ’pensamento’ ou talvez ’preocupação’ (cuidado, em Portugal, ainda hoje significa ’preocupação’, especialmente na expressão estar em cuidados):

E vendome ir maltratado,
eu & meu cudado sòs,
pouco nisso d’atentado,
por não me ausentar de voz.
Sem vos, & com meu cudado.
Rhymas de Luis de Camões, divididas em cinco partes, Lisboa 1595

Já neste “por não cudada via” de Camões (op. cit.), não cudada significará talvez ’irrefletida, precipitada’ ou ’imprevista’; o mesmo neste “brevidade não cudada” de Bernardo de Brito (Monarchia Lusytana, 1609). Já neste Tractado das significaçoens das plantas, flores, e fructos de Isidoro Barreira, 1612 tudo se compreende sem dificuldade:

Diz Seneca philosopho, que muitas arvores por descudo de quem tem cudado dellas, nacem tortas & crecem com defeitos: o que não fora se no principio lhe acodirão [’não seria se no princípio lhe acudissem’]. Os filhos saõ plantas que Deos comete ao pays pera que tenhão cudado dellas, & creção sem defeito & desordem da vida

Sobre a origem

Segundo o dicionário Houaiss surgiu primeiro cuidado, e só depois cudado, o que faz sentido, já que a palavra vem do latim cogitātum. Na evolução do latim para o português, além de se perder o m final (aconteceu em todas as palavras) e do t intervocálico passar a d em imensas palavras, houve alguma tendência para se perder o g intervocálico, logo cogi- passaria a coi- (do mesmo modo do latim rugitum veio-nos rugido e também ruído). Cito o Houaiss (desenvolvendo algumas abreviações; ortografia anterior ao AO90):

cuidado [...] ETIM latim cogitātus,a,um ’meditado, pensado, reflectido’, particípio passado de cogitāre ’agitar no espírito, remoer no pensamento, pensar, meditar, projectar, preparar’; ver cuid-; formas históricas s[éculo ]XIII cuidado, sXIII coydado, sXIX cujdado, sXV cudado

No século XVI encontram-se cuidado e cudado, por vezes na mesma obra, como nestas Rhythmas de Luis de Camoes de 1595 (aparece cuidados acima do trecho destacado, e cudados várias vezes abaixo). Parece portanto que cudado, etc. foram formas que se formaram de cuidado por simplificação, coexistiram com as originais durante algum tempo e depois caíram em desuso.

14
  • Jacinto, interessante esse significado antigo para “cu(i)dar”. Isso também deixa claro aquela famosa frase “cogito ergo sum”, que é “penso, logo, existo”, já que como eu sou nerd de etimologia, sei que “cu(i)dar” vem do latim “cogitare” (cogitare > *coiidar > coidar > cu(i)dar); também interessante para a palavra “cogitar”, mas esta é nova: o Houssaiss diz 1780, uma época de latinismos. Na minha pequena experiência, o Aulete tem mais palavras antigas do que outros dicionários famosos, então, é normal. Parabéns e obrigado pela resposta! – Schilive Dec 9 '20 at 19:20
  • @Schilive, pois, eu foi ao contrário: eu nunca tinha pensado na origem de cuidar; já sabia era o significado de cogitar, e por isso quando vi que cuidar vinha de cogitare, incluí essa observação por, para mim, explicar imediatamente o significado antigo de cuidar. – Jacinto Dec 9 '20 at 19:26
  • Obrigado pela resposta! Acho sempre interessante comparar as palavras usadas antigamente com as usadas atualmente. Essa que no passado tinha um significado, hoje parece ser outra com um significado diferente. Mas isso significa que não existe um significado diferente hoje? Porquê parece muito mais uma palavra pejorativa do que a usada em algumas regiões "cuada", que apesar de parecer ruim, é usada no sentido de menina ou mulher que tem as nádegas grandes, avantajadas. – renanlinux Dec 9 '20 at 21:56
  • Jacinto, é uma sugestão boba, mas não seria mais correto dizer “‘cudar’ e desinências”, já que “derivados” se usa geralmente para palavras vindas de (ex.: “desuso” é derivado de “uso”)? Também encontrei glossa.gal/glosario/termo/995, que ajude a entender o “não cudado”. – Schilive Dec 10 '20 at 0:19
  • @Schilive, desinência é o sufixo: por exemplo, em cudei a desinência é -ei. Eu usei derivado num sentido lato, incluindo aí palavras como descudo, o substantivo cudado e outras que possam existir. – Jacinto Dec 11 '20 at 9:45

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.