5

É muito comum eu ouvir “mim mesmo” quando o objeto é “eu”, assim como “eu amo mim mesmo”. Pelo que eu sei, só se usa “mim” quando preposicionado, como em “eu fiz isso para mim”, e não há nenhuma preposição em “eu amo mim mesmo”. O mesmo acontece com ti, si, nós, vós; mais raramente com ele(s) e ela(s). Está correto isso? Deixo alguns exemplos:

  1. “Eu amo mim mesmo” = “Eu me amo”;
  2. “Pedem ti mesmo para fazer o show” = “Pedem a ti mesmo para fazer o show”;
  3. “Ele Quebrou si mesmo” = “Ele se quebrou”;
  4. “Nós queremos nós mesmos” = “Nós nos queremos”;
  5. “Vós pagais vós mesmos” = “Vós vos pagais”;
  6. “Os Joões daquela rua sempre arrebentam si mesmos” = “O Joões daquela rua sempre se arrebentam”.

É mais enfático dizer “eles abraçaram si mesmos” do que “eles se abraçaram”.

A minha hipótese é que é omissão da preposição “a”, que pode ser usada para indicar objeto (ex.: “ele quebrou ao vaso”). Assim “Carlos cortou si mesmo com uma faca” = “Carlos cortou a si mesmo com uma faca”.

2
  • Na realidade, também é comum dizer "ele ama si", que, para mim, é obvia omissão da preposição "a".
    – user4788
    Oct 26, 2020 at 4:28
  • amar a si mesmo.
    – Lambie
    Jan 10 at 17:07

3 Answers 3

2

Nos exemplos indicados há dois erros. Primeiro o verbo deve ser na voz reflexiva pois o sujeito gramatical é simultaneamente agente e paciente da sua acção, depois tal como a pergunta indica falta a preposição.

  1. Eu amo-me a mim mesmo.
  2. Pedem Pede-te a ti mesmo para fazer o show <- Aqui tinha o erro adicional de o verbo estar mal conjugado.
  3. Ele quebrou-se a si mesmo.
  4. Nós queremo-nos a nós mesmos.
  5. Vós pagais-vos a vós mesmos.
  6. Os Joões daquela rua sempre arrebentam-se a si mesmos.

De resto, os exemplos têm em comum o realce do pronome objecto usando o "mesmo", podia omitir-se no caso da ênclise. Podia-se também trocar a ênclise por próclise sem alterar no essencial os exemplos.

Nisto as gramáticas indicam haver diferenças entre o português de Portugal e do Brasil, não tenho a certeza mas penso os exemplos estarem apesar de tudo errados. Acho um bocado forçado o resultado de omitir a preposição e o pronome em conjunto.

2
  • desculpa, mas "pedem (a) ti mesmo" não é para ter voz reflexiva. Nesse, a ideia é tipo "pedem Elthon John mesmo".
    – user4788
    Oct 23, 2020 at 17:06
  • @Schilive pelo exemplo dado continuo sem perceber a frase. Era melhor mostrar a frase pretendida com as palavras todas (preposição, etc...) As outras frases seguiam todas o mesmo padrão menos essa.
    – bad_coder
    Oct 23, 2020 at 18:58
0

Para a colocação pronominal existem 6 fatores importantes:

  1. uso de próclise na presença de um conector de subordinação próximo; que são as conjunções subordinadas, podendo ser elas integrantes, adverbiais e pronome relativo);
  2. a presença do termo "não" e seus assemelhados. Ou seja, pronomes indefinidos de valor negativo (nada, ninguém, jamais, nem);
  3. próclise é proibida no início da frase;
  4. ênclise é proibida em particípio;
  5. ênclise é proibida em futuro do presente do indicativo e do pretérito do indicativo;
  6. infinitivo sempre aceita ênclise. Porém não é obrigatório!

Logo, amar é um verbo intransitivo. Mas que neste caso está com a preposição omitida. Em alguns casos a omissão da preposição não é indicativo de que ela não esteja, ou seja, pode ser um efeito do vício da linguagem oral. Portanto, na oração "Eu amo" não há sentido de finalização, o sujeito da oração faz uma projeção de ação, logo "amar" aqui é um verbo transitivo indireto, pois precisa amar a alguma coisa. Mim é um pronome oblíquo tônico e é sempre precedido de uma preposição, tais como: para, a, de e com. E é usado para substituir substantivos que tem a função de objeto indireto. Na oração "Eu amo mim mesmo", considerando a transitividade do verbo "amar", e o caráter enfático que o "a" impõe à transitividade do verbo, mim está sendo usado de forma correta.

1
  • 2
    Marco, bem-vindo ao site. Tens alguma fonte credível que suporte o que afirmas? Várias coisas que dizes vão contra tudo o que eu aprendi. Amar é transitivo direto, um dos casos que admite objeto direto preposicionado (vê por exemplo a Gramática do Celso Cunha), e a forma mim não dispensa preposição.
    – Jacinto
    Jan 7 at 12:46
0

Amar é um raro caso de verbo que é transitivo e intransitivo ao mesmo tempo. (e eu me lembro como adorei aprender isso na escola) Pois eu posso simplesmente amar: Eu amo. (intransitivo) E também posso amar A alguém ou algo, pedindo portanto o uso da preposição. (transitivo direto) No caso, assim como no exemplo citado na pergunta : "Eu fiz isso a mim mesmo" , o correto é "Eu amo a mim mesmo" pois o verbo está sendo usado na forma transitiva.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy