2

Para facilitar a compreensão e porque eu considero a forma que deveria ser correta, "prà" = "pra a". Eu sou brasileiro, então, pode ser algo dialetal.

Em "quero ir pra Goiás", pra tende a ser mais fechada e talvez menos tónica do que prà em "quero ir prà praia". A diferença não é suficiente para distinção óbvia entre "pra" e "prà"; digo, se eu falasse todos os "prà(s)"s como "pra" e todos os "pra(s)"s como "prà(s)"s, não soaria incorreto, mas eu não falaria assim. O mesmo acontece com "parà" e "para" (parà = para a); na realidade, com bem mais força com "parà" e "para".

O mesmo também ocorre com "à" e "a". Em "às 6:00" e "vou a igrejas", às parece ser mais tônico e aberto do que a.

Pelo que sei, em Portugal, "prà" e "pra" são falados diferentemente. Mas seria o caso disso, no Brasil? Ou seria algo exclusivamente dialetal?

11
  • 1
    Sabes bem: em Portugal esse prà (= pra a) tem timbre aberto (á), enquanto só pra tem timbre fechado (â). Isso não acontece só com pra. Sempre que dois ás fechados átonos se encontra, eles fundem-se num único á aberto. Por exemplo, a preposição a e o artigo feminino a têm ambos timbre fechado, mas à (a + a) tem timbre aberto; leva luz tem timbre fechado, mas leva a luz soa como levà luz, com timbre aberto. Estou curioso para saber se existe uma diferença parecida algures no Brasil.
    – Jacinto
    Aug 29 '20 at 10:37
  • @Jacinto, em encontro de dois As átonos, isso também ocorre, eu acho. Mas entre "pra" e "prà", e entre "a" e "à", tenho minhas dúvidas. Eu devia ter incluído "a" e "à" também.
    – user4788
    Aug 29 '20 at 19:33
  • @Jacinto, eu tenho minhas dúvidas em relação ao Brasil, não em relação a Portugal. Eu escrevi mal.
    – user4788
    Aug 29 '20 at 21:03
  • 1
    Compreendi. Historicamente, todos estes aa resultam de fusão Antigamente, escrevia-se aa em vez de à; imagino que se pronunciassem os dois aa. Os portugueses tenderam a fechar o timbre dos aa átonos, mas não dos que resultaram de fusão. Isso vê-se mesmo no interior de palavras (vê esta pergunta). Por exemplo, em Portugal o primeiro a de padeira é "anormalmente" aberto (ao contrário de ladeira, madeira) e no português antigo era como? Paadeira.
    – Jacinto
    Aug 30 '20 at 12:03
  • @Jacinto, não sei se pronunciavam os dois As em "aa" (= "à"), mas sei que era comum dobrar vogais para mostrar vogal aberta; ex.: "moor" em vez de "mor" para indicar "mór".
    – user4788
    Aug 30 '20 at 18:17
1

Dentro do que consigo perceber, não há diferença alguma, ao menos nos dialetos com que me considero mais familiar (caipira, sulista e paulistano). Então, eu diria que a diferença que o OP descreve não é predominante em pt-BR.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy