4

Chamamos de crase à junção da preposição "a" ao artigo definido "a" ou ao pronome demonstrativo "aquele/a, aqueles/as. A sua ocorrência é demonstrada pela presença do acento grave sobre a letra "a".

Na frase "Tudo aqui cheira a gasolina" há a necessidade do acento grave, ou seja, ocorre crase?

  • A pergunta soa tão absurdamente confusa se lida em Portugal... é que "a gasolina" lê-se /ä/ e "à gasolina" lê-se /a/. :) Enquanto no Brasil se leem as duas /a/. – ANeves Apr 26 at 14:04
  • @ANeves Como pode a letra "a" soar "absurdamente confusa" aos ouvidos de alguém se ela não está sendo falada? Exceto em livros didáticos, nenhum autor escreveria o "a" de "a gasolina" com símbolos fonéticos. A pergunta é clara, há a necessidade do acento grave indicando a ocorrência de crase em "cheira a gasolina"? – Centaurus Apr 26 at 16:52
7

Crase é a junção da preposição “a” com o artigo definido “a(s)”, ou ainda da preposição “a” com as iniciais dos pronomes demonstrativos aquela(s), aquele(s), aquilo ou com o pronome relativo a qual (as quais). Graficamente, a fusão das vogais “a” é representada por um acento grave, assinalado no sentido contrário ao acento agudo: à.

Como saber se devo empregar a crase? Uma dica é substituir o substantivo feminino por um masculino, se não houver a necessidade de transformar "a" em "ao", não há a necessidade de crase .

Exemplo: Tudo aqui cheira a álcool

Ou seja, se formos seguir esta dica, a frase "Tudo aqui cheira a gasolina" não possui crase

  • Seu exemplo poderia ser melhor. "Tudo aqui cheira a álcool". Não houve a necessidade de incluir o artigo definido "o", portanto a preposição está isolada. Mas, se eu dissesse "tudo aqui está cheirando a gasolina que você derramou sobre a mesa" ? O que vc me diz? – Centaurus Aug 6 '15 at 20:30
  • Nesse seu exemplo você não está usando a dica do texto, já que é obrigatório substituir o artigo "a" por "ao". Ai ficaria "Tudo aqui cheira ao álcool"... E desse jeito até parece certo. – Marcos Sartorato Aug 6 '15 at 20:32
  • 3
    Sim, neste caso há a necessidade de crase, porque a gasolina é específica. Não é qualquer gasolina, é A gasolina que vc derramou. Na verdade a dica funciona melhor ao contrário do que vc escreveu: se substituirmos o substantivo feminino por um masculino e não houver a necessidade de transformar "a" em "ao", não há a necessidade de crase. exemplos: Está cheirando a gasolina, está cheirando a álcool. Está cheirando à gasolina que tu derramaste, está cheirando ao alcool que tu derramaste. Nos dois primeiros exemplos não há a necessidade de crase, Nos dois últimos há. – Centaurus Aug 6 '15 at 20:37
  • 4
    Entendi perfeitamente, vou alterar minha resposta... – Marcos Sartorato Aug 6 '15 at 20:38
  • 1
    Pronto, mas mesmo assim está correta, certo? – Marcos Sartorato Aug 6 '15 at 20:42

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.