4

Em um jogo, disse que o radical da palavra "depilar" era "pelo", mas um amigo insiste em dizer que pelo seria radical de "depelar", mas não de "depilar".

Procurei por alguma referência absoluta de que o radical de "depilar" seja "pelo", mas não consegui encontrar.

4

A verbo "depilar" foi emprestado do latim "dēpilāre", literalmente dē-, de tirar; pilus, pelo; e o final de verbos da primeira conjugação -āre.

A razão de haver pElo e não *depElar é a seguinte: pilum > pilu > pelo. De forma simples, o "i" curto do latim virou "e" no português. Se o português houvesse herdado a palavra dēpilāre naturalmente do latim, a palavra seria "*depelar", mas tal fato não ocorreu, apenas emprestamos posteriormente do latim, gerando assim "depilar".

  • 1
    Para complementar, o Houaiss, diz que depilar está atestado em 1881 e remete para o latim; depilatório em 1870, do francês. Como o francês dépiler está atestado já em 1560, depilar poderia muito bem vir de lá também. – Jacinto Mar 11 at 20:00

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.