3

Gostaria apenas de tomar conhecimento no que toca ao modo de como se elabora a escrita da expressão acima referida. Após a receção da correção do meu exame de Português, vim a perceber que, no mínimo, 5 pontos me foram retirados, pois, ao que parece (e por surpresa minha) a forma de abordar o eu lírico estava incorreta, da minha parte. Tipicamente, estruturo uma frase genérica como a seguir está apresentada:

  • Aos olhos do eu lírico, aquele espaço era radiante.

Um ponto foi-me descontado, cada vez que escrevia "eu lírico" - a minha questão é: Porquê? Sei que a escrita em itálico (ou sublinhar sob a palavra "eu") ou a inserção da mesma entre aspas estão corretas, mas sempre pensei que apenas 'eu lírico' (sem aspas) também fosse aceitável. Deverei pedir que me revejam o exame? Ou será o desconto legítimo e não há quaisquer chances de me recuperarem estes pontos?

2
  • Handy, bem-vindo à comunidade. Retirei as saudações e agradecimentos da tua pergunta, porque aqui neste site a pergunta deve ser simplesmente a pergunta e mais nada. Podes perguntar o que quiseres sem agradecer :) – Jacinto Jul 17 '19 at 7:30
  • Handy, falei hoje com duas professoras de português. Elas ensinam num nível inferior, mas disseram-me imediatamente que o termo usado atualmente é eu poético. Não ligaram nada à questão do hífen ou aspas. Estranharam a penalização "multiplicada". A respeito da tua outra pergunta, elas dizem que esse uso dos três pontos é incorreto (mas eu já vi isso ser usado). Também me indicaram o IAVE, ondes encontras as provas e critérios de classificação. Tens aqui a do teu exame. – Jacinto Jul 23 '19 at 15:22
2

O dicionário Houaiss (Lisboa, 2002) escreve exatamente como tu escreveste:

eu […] eu lírico LIT no poema, voz que expressa a subjetividade do poeta e/ou a maneira pela qual o mundo exterior se converte em vivência interior

Fui ao Google Scholar, para ver como escrevem os académicos da área, e o uso divide-se entre eu lírico e eu-lírico (este itálico não é deles; é meu, para indicar que que me refiro ao termo e não ao seu significado, como em “eu uso pouco a palavra eu”).

A justificação possível no Acordo Ortográfico de 1990 (Base XV, ponto 1) ou no Formulário Ortográfico de 1943 (Brasil) (Base XIV, pontos 45, 46) para o hífen de eu-lírico é pensar-se que os dois elementos “não conservam, considerados isoladamente, a sua significação, mas o conjunto constitui uma unidade semântica” (FO 1943), como ano-luz ou arco-íris.

A minha primeira reação foi que eu e lírico em eu lírico conservam cada um as suas significações, o que dispensaria o hífen (mas eu sinto o mesmo em relação a guarda-noturno, e é mesmo com hífen). Pelos vistos os académicos estão divididos neste ponto.

Itálicos e sublinhados não encontrei, e entre aspas encontrei só em dois livros no Google Books.

Itálicos e sublinhados podem servir para realçar, mas a decisão de realçar ou não, não é abrangida pelas normas ortográficas. Os outros usos do itálico e sublinhado, como indicar títulos de obras, não se aplicam ao nosso caso.

Pode-se usar aspas para indicar uma significação fora do habitual, o que poderia justificar “eu lírico” ou “eu” lírico. Mas o Houaiss já regista o substantivo eu com os significados “2 a individualidade da pessoa humana 3 por extensão forma assumida por uma personalidade num dado momento <o meu eu de outrora não existe mais>”. O eu do eu lírico é também uma extensão disto, de modo que aspas me parecem uma preciosidade aqui, e, como já observei, raramente se encontram na literatura.

Conclusão: em geral, eu lírico está correto, haja vista do Houaiss e uso na literatura; no teu caso particular, a tua escola ou quem quer que seja que define os programas e é responsável pelos exames poderá ter as suas ideias, mas para considerar eu lírico errado (a única alternativa razoável parece-me eu-lírico) isso deveria estar definido no material de estudo.

Não te posso dizer se deves ou não solicitar a revisão do exame. Também não sei se um pedido de revisão pode ir acompanhado da tua fundamentação; se pode, espero ter-te fornecido munição útil.

2
  • Desde já, devo agradecer-te pela pesquisa aprimorada no que toca a este assunto. Quanto ao pedido de revisão, terei de dedicar mais algum tempo para concluir se o deverei efetuar - de qualquer modo, acrescento apenas que é penoso que um desconto tão marcante me tenha sido feito, apesar de o modo de como eu recorri à expressão não estar incorreto (ao que parece). – Handy Manny Jul 17 '19 at 19:53
  • 1
    Para adicionar mais uma informação: para cada vez que escrevi "eu lírico", duas linhas a sublinhado, uma atrás e outra à frente da palavra eu, foram inseridas pelo professor, o que me leva a crer que o mesmo acredite que "eu" lírico é a forma correta de abordar a expressão (e não necessariamente eu-lírico - apesar de, provavelmente, também a aceitar, admitidamente). – Handy Manny Jul 17 '19 at 19:54

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.