1

A informação na net é difusa, e neste posto faz-se referência a uma alegado tratado de amizade entre o Japão e o Brasil em 1895 onde teria havido muita emigração do Japão para o Brasil, e em que haveria uma confusão fonética entre "falar à grande" e "falar à glande".

Recuemos a 5 de Novembro de 1895, mais concretamente, à assinatura do Tratado de Amizade e Comércio Japão-Brasil,em Paris, estabelecendo as relações diplomáticas entre os dois países. Este acordo permitiu a emigração de muitos japoneses vindos de um Japão superpovoado e isolado do Mundo. A política emigratória tinha, assim, como principal objetivo aliviar as tensões sociais devido à escassez de terras cultiváveis e endividamento dos trabalhadores rurais, permitindo assim a implementação de projetos de modernização. Do outro lado, estava o Brasil, que tinha falta de mão-de-obra para as plantações de café. Mas não foi fácil a adaptação destes japoneses a este belo país. Idioma, clima, estilo de vida, hábitos alimentares... tudo isto era diferente... e aumentavam as saudades de casa... e dos seus mais próximos. Aproveitando esse sentimento nostálgico e saudoso reinante nesse nicho de mercado, a operadora estatal brasileira apresentou, já na década de 60 do século passado, uma campanha com preços nunca antes vistos. Rejubilaram, assim, todos os nipónicos e espalharam a notícia entre todos, já num português algo asiático, da seguinte forma: "Com estes pleços, já podemos falal à glande". Bom, dito isto, os adeptos do sexo oral não desperdiçaram tempo, vendo numa "chamada para Tóquio" algo dirigido à glande. E, sabe-se bem que, para estes, não há melhor forma de alguém se dirigir à glande que sob a forma de um belo felátio! Como tal, meus amigos, quando se fala em "Chamada para Tóquio" falamos, pois, num felátio.

Mas não se citam quaisquer fontes. Portanto reitero a pergunta: Qual a origem da expressão "Chamada para Tóquio"?

4
  • Bem, eu devo ser muito ignorante ou despassarado, mas não fazia a mínima do que era uma chamada para Tóquio, e só fiquei a saber quando cheguei ao fim da tua citação. Não sei se haverá muitos mais como eu. Se houver, não se perdia explicares logo à cabeça.
    – Jacinto
    Commented Jul 14, 2019 at 7:18
  • @Jacinto ver, a título de exemplo, este programa do governo sombra, no tempo 1:06:09 Commented Jul 14, 2019 at 10:52
  • 1
    João, eu fiquei convencido logo à primeira que chamada para Tóquio tinha esse significado. Estava só a sugerir que talvez fosse útil indicar o significado logo à cabeça.
    – Jacinto
    Commented Jul 14, 2019 at 11:50
  • Essa expressão praticamente não se encontra em sites brasileiros; parece ser só portuguesa. O Priberam concorda. Isto deita por terra a explicação do "falar à glande" entre os japoneses no Brasil. Mas a origem continua obscura. Será uma variante de chamada para Bruxelas? Eu não conhecia esta, mas até se compreende.
    – Jacinto
    Commented Aug 2, 2019 at 17:25

0

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Browse other questions tagged or ask your own question.