5

Em aprendizado de máquina, é muito comum os artigos tratarem do termo "decomposable", e em mais de uma situação já presenciei pessoas usando o termo original por não saber a versão em português.

Numa rápida busca no dicionário, encontramos que o correto é "decomponível", mas existe uma explicação do porquê do surgimento desse inusitado n?

2
  • Porque vêm do latim *ponere como pôr, descompor, etc. Ve o n? :)
    – Lambie
    May 26 '19 at 18:31
  • Lembrar que também temos "disponível" (de "dispor") talvez ajude a se acostumar com a palavra "decomponível".
    – stafusa
    May 27 '19 at 0:02
3

É decomponível basicamente porque se formou a partir do latim componĕre. Isto e tudo o que se segue é baseado no dicionário Houaiss (Lisboa, 2002).

O latim tinha todos estes verbos, ponĕre, componĕre, proponĕre, imponĕre, etc., que na evolução para o português perderam o -n-, por vezes nasalando a vogal anterior. De maneira que encontramos nos séculos XIII a XV palavras como põer, compoer, cõpõer, propoer, empoer, trespoẽdo (“transpondo”), que acabaram por estabilizar em pôr, compor, impor, etc.

Mais tarde entraram por via erudita na nossa língua palavras baseadas no verbo latino e que mantiveram o -n-. É o caso do nosso decomponível, atestado em 1802 (minha datação; onde não digo nada, a datação é do Houais), de componente (1716), proponente (1881), imponente (1873), oponente (1619), disponente (antes de 1600), disponível (1873), intransponível (1850, minha datação), etc.

É possível que tivesse havido influência do espanhol na formação destas palavras, já que no espanhol estes verbos não perderam o -n- (é poner, componer, etc.)

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.