2

Qual a origem da Expressão: "No mês de Março a Dama queima no Palace" Em que século teve origem e por quem?

Ouvia da minha avó, que nasceu em 1916 , na Ilha da Madeira. Ela tinha muitos ditados antigos . Este ela pronunciava com sotaque madeirense, que ficava: "No mês de marce a Dama queima no Palace"

7
  • há pouquissímas referências (para não dizer nenhuma) realizando pesquisas. Eu, particularmente, nunca ouvi essa expressão. Poderia dar mais detalhes? Local onde ouviu? É de uma região específica? Ouviu ou viu em algum livro, jornal, programa de TV? A única coisa que me remete a Palace (como brasileiro) foi o edifício Palace II que desabou em 1998. Mas isso foi em Fevereiro....
    – Peixoto
    May 13 '19 at 15:52
  • Ouvia da minha avó, que nasceu em 1916 , na Ilha da Madeira. Ela tinha muitos ditados antigos . Este ela pronunciava com sotaque madeirense, que ficava: "No mês de marce a Dama queima no Palace"
    – ClMend
    May 13 '19 at 16:11
  • A minha avó dizia esta expressão quando o mês de Março tinha dias quentes
    – ClMend
    May 13 '19 at 16:15
  • 1
    Pergunta actualizada. Obrigado pela sugestão.
    – ClMend
    May 13 '19 at 16:23
  • 2
    CIMend, a informação que adicionaste ficaria melhor no corpo da pergunta e não no título. Eu encontrei "Sol de Março queima a dama no paço". "Paço", claro está, evoluiu, já há séculos, da palavra "palácio".
    – Jacinto
    May 13 '19 at 16:33
4

A variante mais antiga que encontrei desse ditado é de 1627, mas em espanhol, em Vocabulario e refranes y frases proverbiales de Gonzalo Correas, no CORDES da Real Academia Española (clica em “recuperar” para ver):

El sol de marzo, kema las dueñas del palazio

Em portugués, o mais antigo que encontrei é de 1828, uma alusão ao ditado em Besta Esfolada de José Agostinho de Macedo (vol. 20, p. 9):

Na Primavera, que já se sente, e muito bem, a dez de Março, quando o Sol já queima a Dama no Paço, o zumbido dos Besouros, e dos Moscardos, já se sente com importunidade.

Naturalmente o ditado poderia já existir há séculos, mas nós só temos o que os nossos tataravós nos deixaram escrito. A Revista Lusitana de 1892 (vol. 2, p. 126) traz, “Sol de março queima a dama no paço”.

Paço (Aulete) é o nome que se deu em Portugal ao palácio do rei e de certos senhores, e tem a mesma origem que a palavra palácio. Mas no ditado, paço provavelmente serve apenas para rimar (imperfeitamente) com março. Em Portugal, março é um mês de transição do inverno para a primavera, e alguns dias já aquecem bastante. E muitas pessoas, especialmente entre as mais velhas, estão convictas que o sol em dias quentes de inverno faz mal (mais mal que no verão). Parece ser a isto que o ditado alude. Isto é uma ideia antiga. Em 1716, Raphael Bluteau regista “Sol de Março pega como pegamaço, & fere como maço”. E encontrei em 1632 uma “explicação” deste fenómeno, em espanhol (aportuguesado?), mas escrito em Lisboa por um português, Antonio de Naiera, Suma Astrologica, (p. 104):

Y como el Sol en este tiempo no tenga tanta fuerça que pueda gastar toda la copia de vapores gruessos parece el Aire que recibe tanto calor, que fatiga a todo genero de animal, donde viene el refran, Sol de Março, pega como maço.

Eu só conhecia, “março, marçagão, de manhã inverno, à tarde verão”. O Bluteau (1716) traz “Março Marcegão, pela manhã rosto de caõ, á tarde Verão”. A Revista Lusitana de 1892 tem uma carrada de variantes destes ditados.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.