5

Qual seria a função da primeira palavra "que" na seguinte frase:

  • O que que você está fazendo?
12
  • 2
    Postei uma resposta e acabei removendo-a, mas deixarei um link com ela: <github.com/valdeir2000/pt-br/blob/master/answers/5915.md>. Caso ajude-o, postarei como resposta. Commented Apr 18, 2019 at 6:37
  • 2
    Na norma culta podes escrever "o que você está fazendo?" ou "o que é que você está fazendo?" embora na linguagem oral coloquial "o que é que" seja normalmente "comprimido"; em Portugal pode soar simplesmente como "o kék você está fazendo?" Creio que a resposta a esta pergunta sobre o " 'que' interrogativo" responde à tua pergunta.
    – Jacinto
    Commented Apr 18, 2019 at 18:38
  • 1
    @Artefacto A frase O que que você está fazendo?, ao meu ver, é possível. Seria uma forma reduzida de O que é que você está fazendo?. O verbo ser (subentendido) + que, nesse caso, forma uma partícula de realce. Fiz um texto <github.com/valdeir2000/pt-br/blob/master/answers/5915.md>, mas não sei se cabe nesta pergunta. Commented Apr 19, 2019 at 1:30
  • 1
    Marcelo, foi isso que eu imaginei, que o teu "que que" era o "que é que". Imagino que em muitos sotaques brasileiros a diferença entre os dois seja muito ligeira, não? Em Portugal podes ouvir "o kiék" ou "o kék", mas eu vejo isso como duas maneiras de pronunciar "o que é que".
    – Jacinto
    Commented Apr 19, 2019 at 6:42
  • 1
    @ValdeirPsr Acho a sua resposta muito relevante, assim como o OP - não quer reconsiderar sua deleção?
    – stafusa
    Commented Jan 10, 2023 at 21:25

4 Answers 4

1

É só uma redução da expressão "O que é que", onde o "é" foi omitido.

PS: Sei que isso já foi dito dentro de outras respostas, mas às vezes a pessoa prefere uma explicação mais simples.

1

Resposta Breve

O primeiro que — no contexto apresentado — desempenha a função de núcleo do complemento da locução verbal está fazendo. Diferente do segundo que. Esse representa uma partícula expletiva.

O que você está fazendo? => Você está fazendo o quê? (Quem está fazendo, está fazendo algo)

Observação: O segundo que é uma partícula expletiva.

Análise

 O  que   é que   você   está fazendo?
└┬┘└─┬─┘ └──┬──┘ └─┬─┘  └──────┬──────┘
 │   │      │      │           │        
 │   │      │      │           └────────── Locução Verbal
 │   │      │      └────────────────────── Núcleo do sujeito
 │   │      └───────────────────────────── Partícula Expletiva
 │   └──────────────────────────────────── Núcleo do Objeto Direto
 └──────────────────────────────────────── Adjunto Adnominal

Partícula Expletiva

O que (que) você está fazendo? é uma forma reduzida de O que (é que) você está fazendo?.

O termo é que é uma partícula de realce — também conhecida como partícula expletiva. Essa partícula não exerce função gramatical.

┌─────────────────────────────────┬──────────────────────────┐
│Nós [é que] sabemos viver        │Nós sabemos viver         │
├─────────────────────────────────┼──────────────────────────┤
│Quanto [que] é a conta?          │Quanto é a conta?         │
├─────────────────────────────────┼──────────────────────────┤
│O que [é que] você está fazendo? │O que você está fazendo?  │
└─────────────────────────────────┴──────────────────────────┘

Normalmente é utilizada com o verbo ser + conjunção que, porém — em casos de lugar ou tempo, é substituído por onde e quando.

┌───────────────────────────────────────────────────┬────────────────────────────────────────┐
│No Recife [é onde] fez o primário.                 │No Recife fez o primário                │
├───────────────────────────────────────────────────┼────────────────────────────────────────┤
│Durante a chuva [é quando] ocorrem mais acidentes. │Durante a chuva ocorrem mais acidentes. │
└───────────────────────────────────────────────────┴────────────────────────────────────────┘

Observação: Como vimos nos exemplos, às vezes o verbo ser pode está subentendido.

Entretanto é necessário ter cuidado ao fazer a análise da frase ou oração. De acordo com o gramático Evanildo Bechara, a junção do verbo ser + o pronome que pode indicar:

┌────────────────────────────────────────────┬─────────────────────────────────────────────────┬─────────────────────────────┐
│ TERMO                                      │ EXEMPLO                                         │ OBSERVAÇÃO                  │
├────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────┤
│ é + que (conj. integrante)                 │ “A verdade é que saíram.”                       │ --                          │
├────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────┤
│ é (verbo vicário) + que (conj. integrante) │ “Que quer dizer este nome? (É que) as almas...” │ É que = quer dizer que      │
├────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────┤
│ é (vicário) + que (conj. causal)           │ “Por que veio? (É que) teve medo”               │ É que = veio porque         │
├────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────────────────────────┼─────────────────────────────┤
│ é que = é o que                            │ “Este livro (é que) lemos ontem”                │ É que = é o que lemos ontem │
└────────────────────────────────────────────┴─────────────────────────────────────────────────┴─────────────────────────────┘

Para diferenciar, é necessário verificar se o termo se encaixa nos exemplos supra e se a remoção dele compromete o sentido da frase.

2
  • Caramba!! Escrevi o texto e depois percebi que era o primeiro termo. Apesar disso resolvi deixar, ao menos por ora. Commented Apr 17, 2019 at 19:25
  • No Brasil, o termo "o que é que ..." ou "o que que ..." é comumente utilizado na região nordeste, principalmente em interiores. Faz sentido? Isso é questionável. A gramática permite? Sim. Commented Jan 21, 2023 at 13:03
0

Partícula realçadora.

Nesta referência, ela coloca o segundo "que" (e não o primeiro; de fato, na fala, o primeiro é mais enfatizado) com esta função, que também é chamada de "partícula expletiva ou partícula de realce, expressão expletiva ou expressão de realce."

A partícula "que" comumente aparece após conjunções e advérbios:

  • Desde cedo que aguardava por notícias.

  • Enquanto que as torcidas brigavam, não havia polícia no estádio.

  • Havia muito que não tirava férias.

Nos exemplos abaixo, a partícula serve para realçar o sujeito ("você"):

  • Você que fez este trabalho?
  • "Você é muito bonito!" | "Você que é!

Esta segunda referência tem muitos outros exemplos.

Complementando, também é comum dizer "o que é que". Veja, por exemplo, a letra da canção Essa Tal Liberdade (Só Pra Contrariar):

O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade / se estou na solidão pensando em você

0

Agora que li melhor e vi que é o segundo "que" que está também em questão, vou melhorar a resposta.

O primeiro "o que" é, sim, o pronome interrogativo da oração, que substitui "o que está sendo feito" pelo interlocutor. Este elemento é, naturalmente, movido para o início da oração.

O segundo "que", no entanto, segundo as teorias mais recentes de sintaxe, é um complementador que ocupa o núcleo do sintagma complementador. Em termos simples: ele ocupa um espaço na sentença que o português parece pedir preenchimento e que só as palavras já presentes não bastam. Isto é um fato que gramáticas escolares e outros materiais mais simplificados não contemplam e que explicam fenômenos muito mais profundos

Este fenômeno acontece na língua portuguesa no geral, inclusive, em Portugal pesquisadores dizem que é justamente a presença deste segundo elemento "é que" que permite a manutenção desta ordem da frase (caso contrário seria "o que faz o João?" ao invés de "o que é que o João faz?), e ocorre também até em outras línguas, como o francês!

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.