1

Na frase • Tudo se clareou para mim. o sintagma "para mim" não esta previsto nos dicionários como objeto indireto, ja que definem o verbo clarear nesse sentido como VTD ou VI. Essa oração então é possível de acordo com a norma padrão ou existe apenas no coloquialismo?enter image description here

2

Os dicionários fornecem apenas informação sobre a estrutura argumental do predicado, i.e., constituintes do predicado que sejam obrigatórios para completar o significado do mesmo. Para clarear, temos predicados com as duas estruturas que encontraste no dicionário:

O azul da noite é clareado por focos de neve que caem devagarinho. (transitivo direto)
O mar estava um pouco agitado e um vento forte batia as cristas das ondas, enquanto a lua ia desaparecendo no céu que clareava. (intransitivo)

Verbos com este padrão (A cleareou B / B clareou) dizem-se de verbos de alternância. A versão intransitiva faz-se geralmente acompanhar do clítico se (dito anticausativo), mas nem sempre.

Não me parece que para mim complemente o significado de clarear nas frase Tudo se clareou para mim / Tudo se me cleareou. Tudo se clareou é uma frase perfeitamente gramatical e clarear tem o mesmo significado. Para mim é assim um adjunto (adverbial), não um complemento (relativo).

3
  • Também cheguei a esse raciocínio antes de formular minha dúvida. A dificuldade que encontrei pra classificar o então suposto adjunto adverbial "para mim" diluiu minhas certesas. Mas se encararmos a prep. "para" denotando direção física, embora soe estranho, faz sentido chamala de adj. Adv. de lugar. Teria o mesmo significado de "em mim". – M. MELO Jan 28 '19 at 0:10
  • @M.MELO De lugar certamente não é. Diria que é um dativo de interesse, porque nomeia o beneficiário do clareamento. – Artefacto Jan 28 '19 at 1:23
  • @M.MELO e Artefacto, A Gramática do Português da Gulbenkian (cap. 28) concorda. Diz, a propósito de verbos diferentes (e.g. "construiu uma casa para os pais"/"... aos pais"), que estes para X/a X desempenham o papel temático de beneficiário (e são semanticamente equivalentes). Mas diz que, baseado em critérios sintáticos para X é em rigor um adjunto advebial. – Jacinto Jan 28 '19 at 10:00

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.