1

Vou citar a página da Norma Culta encontrada aqui:

[Monossílabos tônicos] Podem ser ou não acentuados. É apenas obrigatória a acentuação dos monossílabos tônicos terminados em: a, as, e, es, o, os, éu, éus, éi, éis, ói, óis.

Depois escrevem

Exemplos de monossílabos tônicos não acentuados

lei;

A princípio escrevem que se a palavra terminar em "ei" é obrigatória a acentuação, para daí continuar dizendo que "lei" é sem acento. O que é que eu não entendo?

2

Não está mesmo claro na página citada, a palavra chave é ditongos abertos.

A regra é fonológica, baseada na pronúncia: "lei" é fechado ([lêi]), enquanto "réis" é aberto (é o que provavelmente se pretende indicar na listagem citada com o acento em "éu, éus, éi, éis, ói, óis", mas não em "a, as, e, es, o, os").

Em várias outras fontes isso é deixado explícito, por exemplo, no Mundo Educação e também no JurisWay, que escreve:

Como regra acentuam-se os monossílabos tônicos:

a) terminados em -a, -e, -o, seguidos, ou não, de s:
Exemplos: há, pá, pás, má, más, gás, pé, pés, dê, dês, mês, três, crê, só, nó, nós, pôs, etc.

b) que encerram os ditongos abertos -éi, -eu, -oi:
Exemplos: véu, véus, réis, dói, sóis, etc.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.