2

Uma dúvida que tive recentemente. Existem quatro porquês na língua portuguesa, conforme explicado aqui. Vejo que o "por quê" leva acento circunflexo justamente por estar antes de pontuação, e que o "porquê" é um substantivo, que tem mesmo sentido de "motivo". Mas na seguinte situação:

O exército do Rei Vermelho não conseguiu vencer a batalha porque:

  1. O exército inimigo era mais forte.
  2. As tropas aliadas não conseguiram ajudar a tempo.

Eu estou usando um "porque" de conjunção explicativa, porém vindo logo antes de pontuação (Dois pontos). Pela mesma lógica do acento do "por quê" ser devido a preceder pontuação, não deveria ser o caso desse "porque" usado ser junto e com acento, porém sendo uma conjunção explicativa?

Obrigado.

  • Bem vindo @dude3221! Podes citar textualmente sua frase com porque de conjunção explicativa logo antes da pontuação? Vai ajudar a obteres melhores respostas! – gmauch Jun 11 '18 at 10:31
  • 1
    Obrigado. Não cheguei a ver em texto algum, era um exemplo genérico de situação. Mas inventei um contexto agora, talvez deixe mais claro. – dude3221 Jun 11 '18 at 10:37
  • Curiosidade: em pt-PT, aquele quarto "por quê" não existe; ver portuguese.stackexchange.com/questions/3339/… – ANeves Jun 11 '18 at 11:03
2

Acredito que você parta de uma premissa equivocada que acabou por levá-lo a uma conclusão também inexata:

[...] Pela mesma lógica do acento do "por quê" ser devido a preceder pontuação [...]

O por quê utilizado no fim da frase não é devido a preceder pontuação, mas sim pela sentença ter caráter interrogativo e a conjunção explicativa aparecer no final dela. O próprio texto do link apresentado por você diz isso de maneira clara:

Quando usar por quê?

Por quê (separado e com acento) é usado em interrogações. Aparece sempre no final da frase, seguido de ponto de interrogação ou de um ponto final.

O exemplo oferecido por você não tem caráter interrogativo, mas afirmativo; além disso, apesar de visualmente parecer terminar nos :, na verdade, semanticamente, é concluído após cada um dos complementos dados:

O exército do Rei Vermelho não conseguiu vencer a batalha porque o exército inimigo era mais forte.

O exército do Rei Vermelho não conseguiu vencer a batalha porque as tropas aliadas não conseguiram ajudar a tempo.

  • Mas e na frase "Não sei por quê." há caráter interrogativo? Sempre pensei que fosse por causa do ponto... – dude3221 Jun 11 '18 at 16:58
  • 1
    Faça uma substituição simples de por quê por por qual motivo, tanto no exemplo de sua pergunta principal quanto nesta última, e veja qual delas ainda faz sentido. Seu último exemplo tem caráter interrogativo, há uma pergunta implícita, ao passo que no seu primeiro exemplo, não. – StatelessDev Jun 11 '18 at 17:06
  • Entendi. Grato. – dude3221 Jun 11 '18 at 20:09
  • 1
    Então, no Brasil, em resposta a "obrigado" é "não tem de quê" ou "não tem de que"? Em Portugal é "não tem de quê"; mas como aqui "que" e "quê" são pronunciados de forma muito diferente, nós não temos que nos preocupar se a frase tem caráter interrogativo ou não. – Jacinto Jun 12 '18 at 18:46
  • 1
    @Jacinto O correto é "Não tem de quê." (apenas no uso informal), na norma culta utiliza-se "Não há de quê." devido o termo ser verbo impessoal (e não há sujeito) – Valdeir Psr Aug 13 '18 at 4:57

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.