1

Texto:

Podemos descansar, dar à língua ou simplesemente não pensar em nada.

Há alguns sinônimos?

2
  • 2
    Acredito que seja um diminutivo de "dar com a língua nos dentes", que seria "tagarelar", "delatar", "trair um cúmplice", no sentido de estar revelando um segredo, por exemplo.
    – viana
    Jun 7 '18 at 18:24
  • @Viana, em Portugal, dar à língua, significa simplesmente 'conversar descontraidamente'; creio que no Brasil poderiam dizer 'bater papo'. Dar com a língua nos dentes é que significa 'revelar segredos'.
    – Jacinto
    Jun 8 '18 at 11:55
2

Em Portugal, dar à língua significa conversar descontraidamente, pelo prazer de conversar; pelo prazer de contar, saber e discutir as novidades, nomeadamente, mas não só, sobre a vida privada dos outros, escândalos do futebol, e outros assuntos igualmente “importantes”. É esse o significado de dar à língua no teu exemplo.

Um bom sinónimo é cavaquear (Aulete 1). Tagarelar (Aulete 1) pode em contexto significar o mesmo, mas usa-se normalmente mais acerca de uma pessoa que fala de mais. Simplesmente conversar (Aulete) não implica que a conversa seja descontraída e inconsequente, mas no contexto certo, como é o caso do teu exemplo, também serve. Já ficar/estar na conversa significa exatamente o mesmo que ficar/estar a dar à língua. O teu exemplo poderia ser reformulado como:

Podemos descansar, ficar na conversa, ou simplesmente não pensar em nada.

Podemos descansar, cavaquear/tagarelar/conversar, ou simplesmente não pensar em nada.

O dicionário Houaiss (Lisboa, 2002) e o Priberam restringem este significado de dar à língua a Portugal, mas o Aulete (língua) não faz qualquer restrição. Eu encontro-o na literatura brasileira do século XIX; talvez tenha caído em desuso entretanto.

Vários dicionários, mas não o normalmente completíssimo Priberam, dizem que dar à língua pode também significar dar com a língua nos dentes (no Brasil, também bater com a língua nos dentes), que significa revelar segredos, fazer inconfidências, ser indiscreto. Não creio que alguma vez tenha ouvido dar à língua especificamente com este significado. É claro, que pode inferir-se esse significado se o contexto for apropriado; o mesmo se passa com falar, que também não significa especificamente ‘revelar segredos’:

Pedimos-lhe que não contasse a ninguém, e ele foi logo falar/dar à língua.

Deixo aqui uns exemplos de uso de dar à língua. O primeiro é de um autor brasileiro, mas já é de 1882 (negrito meu em todos as citações):

Vários sujeitos se ergueram logo, e lá se foram retirando vagarosamente; outros se deixaram ficar ainda a beber e a dar à língua.
Aluísio Azevedo, Girândola de Amores, 1882.

Simpático no trato, [António Francisco Avillez] tem uma outra ocupação, que é a de conversar. Facilmente se fica horas a trovar ideias e a aprender com ele. Ao contrário de muitos dos que gostam de dar à língua, António Francisco Avillez sabe ouvir, podendo assim afirmar-se que é um bom conversador.
João Barbosa, Grande Reserva, 2011.

Portanto, eles em casa devem falar mais com os azulejos da cozinha do que com a pessoa com que vivem, depois passam o dia todo no trabalho a dar à língua, e à noite, numa ocasião especial, vão estar calados para um restaurante.
Bruno Nogueira e João Quadros, Tubo de Ensaio, 2011.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.