1

A categoria de funcionários do governo regidos pela Lei Federal 8112/90 possui esta designação: servidor público.

Entretanto este termo designa um servidor que é lotado no setor público (Administração pública). Por isso que levanto esta questão, não seria o termo servidor do (setor) público mais adequado?

Conjugando para o feminino esta ideia fica ainda mais clara: servidora do público e não servidora pública. No primeiro caso termo público é um complemento do termo oculto setor, melhor colocado que o segundo, pública que é um adjetivo para a servidora.

Resumindo: público não seria um atributo do seu regime de trabalho do servidor e não do indivíduo?

  • Talvez a situação ficaria bem resolvida se houvesse um recurso na língua portuguesa de concordância nominal indireta. Como seria isto? O funcionário trabalha em um setor de atividade (atributo de funcionário), e este por sua vez é público (atributo de setor). Por esta relação indireta, poderia concordar o atributo do atributo ao substantivo. Seria um bom tratado para a língua portuguesa: Concordância Nominal Indireta – gwarah May 10 '18 at 17:56
1

Não seria mais adequado porque o adjetivo público já significa (segundo o Priberam):

  1. Relativo à governação ou administração de um país. ≠ PARTICULAR, PRIVADO

Da mesma forma temos cargos públicos, direito público, e por aí adiante.

| improve this answer | |
  • Estes termos: cargos, direitos, não deixam dúvida disto que você colocou. Mas quando se aplica a uma pessoa, evitaria o entendimento desta outra significação de público: relativo ou pertencente a um povo, a uma coletividade. No feminino esta ideia fica bem clara: a servidora pública. Neste caso pública aparece como um adjetivo que concorda com o substantivo servidora, quando devia concordar com o setor que ela trabalha. – gwarah May 4 '18 at 20:20
  • Fazendo uma analogia com a resposta: funcionário da iniciativa privada, veja que o termo privada concordou com iniciativa e não com funcionário – gwarah May 4 '18 at 20:29
  • 1
    @gwarah Diria que é impossível alguém ouvir funcionário público (o termo correspondente mais usado em Portugal) e pensar que significasse outra coisa que não alguém que trabalhasse para o Estado. Vejo pouco potencial de ambiguidade. Mas mesmo que o haja, isso não invalida que servidor público esteja correto, dado público estar a ser usado num significado dicionarizado -- não há portanto qualquer elisão, como mencionas na pergunta, e o adjetivo concorda em género com o nome, como é normal em português. – Artefacto May 4 '18 at 20:44
  • 1
    entendo o que você diz. O termo funcionário (ou servidor) público se popularizou de forma a não deixar dúvida no significado. Por outro lado não estou tratando o caso como um erro gramatical. É apenas uma questão comparativa com o termo privado que, como coloquei no meu post anterior, não seguiu a mesma analogia. Ora, se o termo privado concorda com setor e não com funcionário e é normal, então entendo que o mesmo se aplicaria ao termo público. Neste último caso não seria uma elisão mas uma variante com uma base gramatical e não pelo entendimento popular. – gwarah May 4 '18 at 21:17
  • Essa falta de simetria com privado que referes agora, não a encontro na pergunta. É verdade que funcionário privado é mais incomum do que funcionário do [setor] privado (já empresa privada é muito comum), mas mesmo este último termo é menos usado do que o termo trabalhador do [setor] privado, que contrasta com trabalhador do [setor] público, não trabalhador público. – Artefacto May 4 '18 at 21:53
1

Usamos a denominação "servidor público" no Brasil há décadas, e isso nunca foi questionado. Quando um termo é consagrado pelo uso e torna-se idiomático, não importa mais se é correto ou não, se faz sentido ou não.

| improve this answer | |
  • Em pt-PT dizemos funcionário público. Em qualquer caso tem toda a razão, pois poderíamos dizer funcionário do público. Em Inglês dizem como no Brasil, public servant. Em Alemão têm uma abordagem com referência ao "instituto" (Amt), dizendo Beamter, ou seja, "aquele que trabalha no instituto". – João Pimentel Ferreira May 6 '18 at 19:56
  • @JoãoPimentelFerreira Também usamos "funcionário público" no Brasil, inclusive há mais tempo do que "servidor público". Em Inglês eu conheço como "civil servant". – Centaurus May 6 '18 at 23:55
  • Por favor, vejam um comentário que postei após a pergunta. Aborda um tema que pode ser a solução desta questão. Opiniões são bem vindas. – gwarah May 10 '18 at 18:15
  • @Centaurus, o fato de estar consagrado e nunca ter sido questionado não significa que não possa ser modifica. Vemos com frequência em nossa língua aparecerem palavras, termos e expressões novas e igualmente outras que eram até então populares caírem em desuso. A língua é algo dinâmico que se modifica frequentemente. – gwarah May 10 '18 at 18:31
  • @gwarah "não significa que não possa ser modifica." Eu não disse isso. Pode ser modificado sim, e a nova forma cair no uso popular. Mas não foi. – Centaurus May 10 '18 at 18:55
1

público não seria um atributo do seu regime de trabalho do servidor e não do indivíduo?

Não, público seria um adjetivo que significa da população ou do governo na expressão "servidor público" que, portanto, é equivalente a "servidor governamental".

O regime de trabalho me parece ser uma característica do indivíduo enquanto trabalhador. Termos análogos seriam funcionário noturno, servidor aposentado, trabalhador informal, etc.

Um paralelo poderia ser com os nomes "cor de rosa" e apenas "rosa" para a cor. Ambos são corretos.

| improve this answer | |
  • sim e não. Concordo no caso de servidor aposentado, que é um atributo direto de servidor. No caso de trabalhador informal, o adjetivo serve para os 2 gêneros. No primeiro caso podemos ter uma relação indireta do tipo atributo de atributo: servidor do setor público e servidora da gestão pública. Conseguimos "forçar" esta concordância flexionando o atributo intermediário. Por favor, veja um comentário que fiz após a pergunta que pode ser um meio de resolver a questão. – gwarah May 10 '18 at 18:12
  • @gwarah Ainda me parece desnecessário, uma questão de preferência, como os nomes "cor de rosa" e apenas "rosa" para a cor. O público seria um adjetivo que significa da população ou do governo na expressão "servidor público". Incluí esta sugestões na resposta. – stafusa May 10 '18 at 19:47
  • Este exemplo foi interessante @stafusa, mas ainda aí cabe uma diferença. O termo composto cor de rosa, pode ser entendido por cor similar à rosa, ou seja, similar é um termo que não é atributo de cor mas comparativo a rosa. Além disso, não sofre flexão de gênero. O objetivo da minha pergunta foi explorar a concordância e flexão de termos de forma indireta, que de certa forma supoe um atributo oculto. Até onde eu sei, não existe uma regra gramatical nestes caso, fica então definido pela "jurisprudência" do que está consagrado. – gwarah May 11 '18 at 11:32

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.