0

The greek prefix a- usually means "without", "not" or "absence of".

  • fônico - afônico
  • rítmico - arrítmico
  • gramatical - agramatical
  • simetria - assimetria

We can note, however, that several verbs have gotten the prefix a- without any change in meaning. Both forms are correct even though one of them may be used more often than the other:

  • rebentar - arrebentar
  • soprar - assoprar
  • plainar - aplainar
  • moldar - amoldar
  • perrear - aperrear
  • etc.

In all these cases, the prefix is certainly not the "greek prefix".

My question: Is there a term for a prefix (any prefix) that does not change the meaning of a word?

3

O termo é prefixo protético (ref):

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).

Said Ali fala também de sentido positivo ou pleonástico a respeito do prefixo des, na Gramática Histórica da Língua Portuguesa (grafia original):

  1. Fenômeno lingüístico de outra ordem é o emprêgo de des- com sentido positivo, ou pleonástico, resultante não da fusão de elementos latinos, mas da confusão de elementos já romanizados. É aliás extremamente diminuto o número de vocábulos destoutra espécie; foram creados depois de constituído o idioma, e usam-se, quase todos, como meras variantes de outras formações: desinquieto e inquieto; desaliviar e aliviar, desfarelar e esfarelar; descalvado e escalvado, descampado e escampado e alguns mais.
  • Interessante: com relação à referência dada, em pt-BR, "destrocar" jamais seria usado como reforço de trocar, mas sim com o significado de "desfazer a troca". – stafusa Feb 3 '18 at 17:51
  • @stafusa Sim, esse uso está marcado como limitado a Portugal. – Artefacto Feb 3 '18 at 17:58
  • Thank you very much. A short paragraph in English would be welcome. – Centaurus Feb 3 '18 at 21:03
1

The prefix a can also come from the latin ad, which as an adverb means "to, towards". That is supposed to be the a in the word assoprar and, I believe, also in the word aonde ("to where").

Words like juntar and ajuntar are probably not perfect synonyms, thus the prefix is changing the meaning of the word, even if in some examples the distinction has been lost (e.g., arguably soprar and assoprar). When a prefix doesn't bring a change in meaning, it's called (see Artefacto's answer) prothetic.


Portuguese

O prefixo a pode também vir do latim ad, que, como advérbio, significa "para, em direção a". Essa seria o a da palavra "assoprar" e, creio o da palavra "aonde" (="para onde").

Palavras como juntar e ajuntar provavelmente não são sinônimos perfeitos, portanto o prefixo está alterando o significado da palavra, ainda que a distinção tenha se perdido em alguns exemplos (e.g., soprar e assoprar). Quando um prefixo não causa uma alteração de significado, ele é chamado (veja a resposta do Artefacto) protético.

  • Aonde também não é grande exemplo de um caso em que a preposição a altera o significado, já que muita a gente a usa por onde (idem para adonde, e, antigamente, para donde, como no castelhano). – Artefacto Feb 3 '18 at 17:26
  • @Artefacto Bem, que muita gente use, não discordo, mas aprendi como sendo errado e o dicionário ainda não parece ter aceito o uso de aonde como sinônimo de onde. – stafusa Feb 3 '18 at 17:37
  • A distinção onde / aonde da norma culta é invenção recente. Pelo menos desde o séc. XVI nunca foi feita consistentemente e em Portugal ninguém segue a norma: ou aonde é visto como marginal e onde é sempre usado ou aonde e onde são usados indistintamente. – Artefacto Feb 3 '18 at 17:45
  • @Artefacto Sim, os dicionários europeus acusam o uso, mas enfatizam ser não ser indicado. – stafusa Feb 3 '18 at 17:49

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.