5

A palavra portuguesa e galega "chorume" possui as seguintes definições (ver dicionários portugueses Aulete, Priberam, Michaelis; e galegos Real Academia¹, Digalego¹):

  1. Gordura que ressuma (i.e., sai em forma de gotas/suor) da carne animal.
  2. Resíduo líquido derivado da estrumeira que enriquece o adubo.
  3. Resíduo líquido derivado da decomposição de matéria orgânica no lixo.
  4. Alguns dicionários dão uma quarta definição, figurativa, de chorume como "grande quantidade, abundância, fartura, riqueza, importância", mas particularmente nunca ouvi este sentido em uso, e não imagino como algo relacionado a lixo orgânico e esterco pode denotar algo positivo como "fartura e riqueza". Outro sentido figurado, que não é descrito por esses dicionários mas que vejo ser muito popular na Internet brasileira, é como uma tradução do inglês "bullshit" ou como "a porcaria que sobra de algo" (por exemplo, "Este vídeo é cheio de chorume!", ou "Aquele jornal é só o chorume da notícia!").

Quanto às etimologias propostas desta palavra, há:

  • De florume: Os dicionários Aulete, Priberam, Michaelis e Digalego¹ dizem que chorume veio da raiz chor, forma arcaica (dialetal e/ou reconstruída) de flor, pelo latim "florumen". Aqui há duas opções: ou chorume veio de algum "florume" que já existia (no latim ou no português antigo), ou veio da adição original de "chor" (flor) ao sufixo "-ume". O «Hipótesis etimológicas referentes al gallego-portugés», de Aníbal Otero, diz que a palavra latina "florumen", da qual "chorume" viria, é uma palavra hipotética (isto é, reconstruída). O «Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa», de Antenor Nascentes, diz que "florumen" se referia a uma tal "flor de ferro". Não consegui encontrar tal flor, mas encontrei as "chorimas", que são como se chamam na Galiza as flores do Tojo, que têm a mesma etimologia de "chor", mas não sei se tratam-se dessas tais "flores de ferro".
  • De chorume¹: I.e., de "choro + -ume", onde este choro vem do verbo "chorar". Não encontrei nenhum dicionário que proponha esta etimologia, nem se trata de uma etimologia popular (como "cheirume", abaixo).
  • De chorume²: O «Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa» dá a possibilidade de "chorume" vir de "choro". Este "choro", por sua vez, viria do latim "jus, juris" (suco da carne), que originou o inglês "juice" por via do francês.
  • De cheirume: Esta é uma etimologia popular, de que "chorume" veio de "cheiro + -ume", no sentido de que, os resíduos do esterco e do lixo em decomposição são malcheirosos, e o sufixo "-ume" daria a conotação ruim ao radical "cheiro". A palavra "cheirume" de fato existe tanto no português (Dicionário Informal e Blogue dos Enxidros) quanto no galego (Real Academia², Digalego² e vários outros dicionários) com os mesmos sentidos, mas me parecem ser neologismos. O Wikcionário lista também cheirum e cheirúmio, mas não encontrei tais palavras fora do Wikcionário.

Minhas dúvidas são:

  • De onde veio chorume?
  • Como esta palavra poderia ter evoluído de "flor"?
  • O que explicaria a semântica variando entre "resíduo líquido de lixo, de carne ou de excremento" e "fartura, riqueza, abundância ou importância"?
  • É de se esperar que, quando o sentido duma palavra muda com o tempo, ele evolua gradualmente. Há atestado algum uso da palavra "chorume" com o sentido intermediário entre flor e líquido fétido (se é que isso é possível)?
  • O sufixo "-ume", que imagino não ser mais produtivo atualmente (ao menos não é no Português Brasileiro), era usado no latim para criar palavras de conotação pejorativa e coletiva (por exemplo "anticumen = anticus + -umen", porcarias velhas, velharia) . Mas ainda assim, não compreendo como isso se aplicaria a chorume (seja pela aplicação direta do sufixo ao radical "chor", ou por um ancestral intermediário "florume" que significara outra coisa).
  • Qual seria os casos mais antigos do uso de "chorume" ou "florume(n)" no corpus português ou latino?
  • Se um tal "florumen" já existia antes no Latim, o que ele significava? Existem outros cognatos de uma palavra latina "florumen" em outras línguas?

Meu corretor ortográfico aponta "chorume" como inexistente para pt-PT, mas correto para pt-BR. Esta palavra não é tão popular em Portugal quanto aqui?

13
  • Existe chorumo em espanhol, com basicamente o mesmo significado, mas a opinião dominante parece ser que veio do português.
    – Jacinto
    Commented Oct 25, 2017 at 19:36
  • Nos exemplos mais antigos, a partir do sXVI, o que encontro é quase sempre churume. No meu sotaque, churume e chorume são homófonos. Mas creio que no Brasil não são, certo? E em Portugal no sXVI também não seriam. Então isto sugere um radical chur e não chor. Mas já vi algures que na Galiza existe a variante chur. Mas na obras mais antiga, ou uma das obras mais antigas, o autor usa churume (Auto da Avé Maria, 1587, página da esquerda, linha 4), e chorume (p. direita, l. 9). Talvez existissem as duas pronúncias.
    – Jacinto
    Commented Nov 2, 2017 at 7:32
  • A pronuncia no Brasil depende do dialeto e da rapidez da fala. Na fala descuidada se ouve "churume". Nos dialetos que abrem a vogal da primeira sílaba, se for átona, (falando "cóstúra" em vez de "côstúra") pode haver "chórúme" em vez de "chôrúme", mas nunca ouvi.
    – Seninha
    Commented Nov 2, 2017 at 16:22
  • Esses usos antigos da palavra são muito estranhos, não consigo identificar ao que se referiam. O mais plausível seria o 4º sentido dos que citei (fartura, riqueza). Seria esse sentido o original e os outros seus derivados figurados? Mas ainda assim é bastante estranho, nunca ouvi este sentido positivo de riqueza aqui, só sentidos relacionados a lixo, esterco e para difamar alguém.
    – Seninha
    Commented Nov 2, 2017 at 16:34
  • 1
    Também encontrei várias vezes *florume, com o asterisco indicador de hipotético. O único possível cognato que encontrei é o italiano fiorume, que os dicionários dizem vir de fiore, mas atualmente pelo menos significa 'palhinha moída que resta do feno no celeiro", logo sem relação semântica com chorume. Portanto parece-me que a hipótese mais parcimoniosa é que chorume e fiorume se originaram independentemente.
    – Jacinto
    Commented Nov 5, 2017 at 10:53

0

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Browse other questions tagged or ask your own question.