0

A tradução literal "ataque de lanchinhos" me soa bastante infantil e, apesar de a frase estar sendo dita por um adolescente, gorducho e comilão, não é essa a idéia que eu quero passar.

Mas eu não encontrei outras referências que não fossem literais ou muito distorcidas.

Conforme solicitado, o exemplo:

Considerem como cenário dois adolescentes caminhando já há algum tempo e, como dito, um deles come tanto quanto um Hobbit do Condado (o.O):

Hang on, I'm feeling a snack attack

  • 1
    Esse ataque de lanchinhos é tradução literal. Quer dizer sentir uma vontade forte de comer alguma coisa fora da hora de refeição. Também, é uma especie de jogo de palavras com sneak attack, ataque sorpresa. Deve ter alguma giria por aí para a ideia. Outra coisa, não acredito que seja uma expressão "feita". – Lambie Feb 22 '17 at 14:41
  • Bom, snack attack é a mesma coisa que: get the munchies, expressão muito mais antiga. – Lambie Feb 22 '17 at 15:19
  • 1
    @Joum "estar com a larica" (ou "estar de larica") também é usada no Brasil. – Ramon Melo Feb 22 '17 at 17:33
  • 1
    Bruno, deves incluir na pergunta a definição da expressão que queres traduzir para português ("snack attack"). Idealmente, deves também incluir um exemplo de uso. – ANeves thinks SE is evil Feb 22 '17 at 18:24
  • 1
    @Jacinto eu sim, sempre ouvi "larica" com noção de imensidão. "Estou cá com uma larica!" (Mas sem aumentativos, que larica já dá esse sentido.) – ANeves thinks SE is evil Feb 23 '17 at 10:23
4

Snack attack é uma súbita e imperiosa vontade de comer, como se vê nas explicações do Lambie, livros no Google Books, e nas respostas mais votadas no Urban Dictionary. A expressão parece ser gíria recente, tanto que nem a encontrei em mais nenhum dicionário.

Em português, com o mesmo significado e tom informal, poderíamos dizer ataque de fome ou ataque de gula. Gula sugere vontade de comer por se ter visto algo apetitoso ou se ser guloso, não necessariamente por se ter fome. É uma questão de ser escolher a expressão mais apropriada ao contexto. Por exemplo, podeíamos traduzir assim (na linguagem coloquial de Portugal) o primeiro exemplo do Urban Dictionary:

You: “Hey, where did all the cereal go?!”
Me: “Oh sorry dude, I had a major snack attack last night.”

Tu: “Eh! que é que aconteceu aos cereais?!”
Eu: “Eh pá, desculpa lá, tive um sério ataque de fome ontem à noite.”

Ambas as expressões estão em uso. Exemplos (ênfase minha):

Planeje se reabastecer em até 1 hora após treinos mais intensos, para dar energia aos músculos e não ter um ataque de fome mais tarde. (Exame, 2014.)

O grande segredo é não passar um período longo sem comer, pois eles acabam gerando um ataque de fome — e uma pessoa com muita fome tende a comer mais e não ligar se a comida é saudável ou não. (Blog MadeInNatural, 2015.)

Um dos maiores problemas para quem tem problemas de excesso de peso são os ataques de fome em determinadas alturas do dia (Barriga Lisa.)

Quem nunca sofreu um ataque de gula e foi direto para a geladeira em busca de algo bem gostoso - e encontrou o que queria? (minhavida, 2016.)

Mas em teoria você pode deixar eles na geladeira por semanas, e ir usando como quiser, em saladas, entradas, petiscos, molhos, acompanhamentos ou num ataque de gula à noite.
(Eu já comi.)


Qualquer destas expressões se compreende lindamente, mas o que eu habitualmente digo e ouço dizer em vez de ter um ataque de fome é simplesmente, deu-me uma fome! Pelo que vi na net, no Brasil é, me deu uma fome! Agora isto para ser verdadeiramente expressivo tem de ser dito com uma entoação especial que eu não consigo reproduzir por escrito. Além disso, ataque de fome/gula é um sintagma nominal tal como snack attack, o que encaixará normalmente melhor na tradução; mas é uma questão a ver caso a caso.

| improve this answer | |
  • O que eu queria mesmo era não usar a palavra ataque por se tratarem apens de crianças caminhando. Queria algo mais leve... Acho que cabe uma piadinha, até mesmo por conta da personalidade extrovertida da personagem. Sua resposta foi a que mais se aproximou daquilo que eu já tinha em mente. – Bruno Augusto Feb 22 '17 at 23:22
  • @Bruno, não queres incluir na pergunta uma frase-exemplo para nós vermos melhor que expressões é ficam lá bem? Por exemplo, se no original fosse "I'm having such a snack attack, I could eat an elephant", eu poderia dizer, "deu-me uma fome, que era capaz de comer um elefante". Mas se fosse "Mum is having snack attacks again", já teria de ser diferente. – Jacinto Feb 22 '17 at 23:45
  • Roger that ;) – Bruno Augusto Feb 22 '17 at 23:53
  • @Bruno, para mim o mais próximo em significado e tom do teu exemplo é mesmo "estou tendo um ataque de fome", e eu já ouvi adolescentes, e mesmo crianças, dizer coisas trinta vezes mais pesadas. Mas se queres evitar ataque, que tal uma tradução mais livre? "Me deu uma fome daquelas!", "Me deu uma fome, que comeria um elefante!", "Preciso urgentemente de reabastecer", "O meu estômago está berrando de fome". Do tipo de snack attack, mas sem ataque, agora só me lembro de acesso de fome, mas ataque parece-me mais típico de linguagem de adolescente que acesso. – Jacinto Feb 23 '17 at 0:19
  • 1
    "minha barriga está doendo/roncando de fome" – André Lyra Feb 23 '17 at 12:18
3

Fui investigar um pouco sobre isto e encontrei uma definição que me parece apropriada para snack attack (e sim, entendo que a fonte não é propriamente autoritária):

having the munchies; being very hungry and in need of something to snack on; ravenously and wildly getting something to eat.

Ainda assim, diria que o sentido é bastante figurado. Penso que não há um equivalente figurado em português (pelo menos europeu, e que eu conheça/lembre).

A pesquisa bateu em lambujar como verbo que represente a acção. Definição via Priberam:

Comer gulodices ou guloseimas.

No entanto, não posso dizer que tenha pessoalmente usado ou ouvido usar muito esta palavra.

Por outro lado, petiscar, que é bastante frequente, embora não seja propriamente figurado (ou jovial, como disse no meu comentário), tem a seguinte definição no Priberam:

Saborear; comer pouco; provar

Mas se tivermos em conta que petisco é (Priberam):

Comida muito apetitosa

Parece-me que petiscar é uma tradução adequada.

Por outro lado snack attack, sendo sinónimo de having the munchies também pode ser traduzido para estar com a larica (Priberam)

[Informal] Estar com fome

E aí o uso poderia ser algo do género:

Last night I had a major snack attack.

Noite passada estava cheio de larica.

| improve this answer | |
  • Não conhecia lambujar, acho que nunca ouvi essa palavra antes. Conhecia lambuzar, que tem um significado diferente. – ANeves thinks SE is evil Feb 22 '17 at 18:28
  • Não é se lambuzar de tanto comer? – André Lyra Feb 23 '17 at 12:20
  • Embora não tenha encontrado referências penso que lambuzar e lambujar devem ser sinónimos. – Joum Feb 23 '17 at 14:24
1

"Snack attack" é uma forma de "binge eating", que em português significa "episódio de compulsão alimentar".

Se esses episódios forem recorrentes, eles preencherão o critério para o uso do termo "bulimia". A bulimia é comum em certos distúrbios psiquiátricos, principalmente na anorexia nervosa, onde é frequentemente seguida de vômitos para aliviar o sentimento de culpa.

Os termos que cito acima são técnicos, e certamente existem formas mais populares de se dizer o mesmo.

  • compulsão alimentar é um transtorno alimentar comum, em que um indivíduo consome regularmente uma grande quantidade de comida de uma vez só

  • Bulimia é um transtorno alimentar que leva a pessoa a exagerar na ingestão de alimentos e logo a seguir provocar o vômito, ou ainda fazer uso de outros recursos como tomar laxante, ficar um longo período sem se alimentar ou praticar exercícios físicos em excesso, para impedir o ganho de peso.

"Acesso de hiperfagia" é um sinônimo para "episódio de compulsão alimentar".

| improve this answer | |
  • 3
    Não é verdade que snack attack significa binge eating. – Lambie Feb 22 '17 at 14:29
  • Não queria colocar nada técnico, afinal são suas (quase) crianças conversando. Talvez... "fominha", como em Sinto uma fominha chegando. Ou teria algo melhor? – Bruno Augusto Feb 22 '17 at 14:31
  • @ "me soa bastante infantil" e "não é essa a idéia que eu quero passar" fizeram com que eu interpretasse errado o tipo de expressão que procuras. – Centaurus Feb 22 '17 at 14:44
  • @Lambie O termo "binge eating" engloba episódios repetidos de "snack attack", entre outras coisas. Eu não disse que são sinônimos. – Centaurus Feb 22 '17 at 14:45
  • 1
    @Yes, fine, but normal people binge, not all "binging" has anything to do with the bulimia or "pathological" uncontrollable impulses. Acho que é um erro de interpretação. Binge attack é a mesma coisa que "get the munchies". An urge to stuff up on something can happen to anybody. Pregnant women, for instance. Or, you could be at the beach, and have a sudden urge to eat ice cream, and eat too much of it. That is not a pathology. – Lambie Feb 22 '17 at 15:16

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.