4

No outro dia eu ia a escrever

(a) Franqueado tal como franqueador são usados na lei brasileira,

mas fiquei com duvidas sobre se estaria correto; se não teria que obrigatoriamente ser

(b) Franqueado, tal como franqueador, é usado na lei brasileira.

Eu não tenho dúvida que (b) está correta. A minha dúvida é se (a), possivelmente com uma ou duas vírgulas, também está. E no caso de estar, qual é a pontuação correta? Eu estaria tentado a colocar uma vírgula após franqueado, para assinalar uma ligeira pausa na fala:

(c) Franqueado, tal como franqueador são usados na lei brasileira.

Mas parece-me algo estranho separar os dois únicos termos de um sujeito por uma vírgula. Para esgotar todas as possibilidades, admitamos uma segunda vírgula, pontuando como em (b):

(d) Franqueado, tal como franqueador, são usados na lei brasileira.

Mas isto, apesar de haver talvez uma ligeiríssima pausa na fala após franqueador, parece-me muito estranho: nós usamos normalmente estes pares de vírgulas para isolar comentários parentéticos, mas eu não quero que “tal como franqueador” seja um comentário parentético; quero que seja parte do sujeito (caso contrário o verbo teria de ir para o singular, e voltávamos à (b)).

Finalmente podem-me dizer para escrever “franqueado e franqueador são”, que foi o que eu acabei por fazer. Mas eu queria “tal como” e não “e”, por razões que não vem ao caso. E portanto, preciso de saber se (a) com pontuação correta é possível.

  • Eu considero que o trecho entre vírgulas, parênteses ou travessões é uma frase à parte: "Franqueado é usado na lei brasileira. Tal como franqueador." Como se fosse um "comentário", no contexto computacional. – Ramon Melo Feb 1 '17 at 12:58
  • @Ramon, mas queres com isso dizer simplesmente que a (d) está errada (tendo a concordar) ou que a (b) é a única correta, que tal como franqueador tem obrigatoriamente de vir entre vírgulas (é a minha dúvida)? – Jacinto Feb 5 '17 at 13:01
  • (c) e (d) estão definitivamente erradas. (b) está decididamente correta. Já sobre a (c), eu não sei mesmo. Por isto que estou a lhe deixar comentários. :P – Ramon Melo Feb 5 '17 at 19:01
  • Quando as vírgulas são usadas, a função sintática de "tal como franqueador" é-me clara: Franqueado é usado da mesma forma que franqueador na lei brasileira (advérbio de modo). Mas, quando as vírgulas desaparecem, não consigo mais compreender a função de "tal como franqueador". Como estas frases diferem de significado? Acho que a resposta está por aí. – Ramon Melo Feb 5 '17 at 19:05
  • @Ramon, no fundo eu quero em (a) usar tal como com função conjuntiva, acho. O Bruno, vê a resposta dele, encontrou no uol bem como usado desse modo. – Jacinto Feb 6 '17 at 23:26
1

As frases (a), (b) e (c) estão corretas mas têm elementos gramaticais diferentes. Neste exemplo particular, mesmo com elementos gramaticais diferentes, elas transmitem apenas uma ideia que não está sujeita a várias interpretações.

A ideia é que "Quer Franqueado quer franqueador são usados na lingua brasileira."

As frases (a) e (c) são idênticas e poderiam ser substituídas pela seguinte:

Franqueado e franqueador são usados na lei brasileira

A única diferenca é que na frase (c) o sujeito composto foi separado, facultativamente, por vírgulas.


Já a frase (b) não poderia ser substituida por esta mesma frase.

A razao é que o sujeito é composto nas frases (a) e (c) Franqueado tal como franqueador. Enquanto na frase (b) o sujeito é simples Franqueado1.

Pode-se então chegar-se á conclusão que o verbo ser foi devidamente conjugado em ambas as frases.

Nas frases (a) e (c) o verbo é conjugado na terceira pessoa do plural Franqueado(,) tal como franqueador (eles).

Na frase (b) o verbo é conjugado na terceira pessoa do singular Franqueado (ele)

Uma outra forma de verificar que a frase (b) está bem formada é tentar deslocar a proposição explicativa para o fim da frase.

Franqueado é usado na lei brasileira, tal como franqueador.

A frase (d) está incorrecta, pois não é correto separar o sujeito do predicado.1, 2


O artigo publicado no portugues uol apoia a minha resposta, contudo eles dão um exemplo para "bem como" equivalente á expressão "tal como"

| improve this answer | |
  • Portanto, dizes que tal como é uma locução legítima para ligar dois termos de um sujeito? Os sites que linkas não dizem nada sobre o assunto. – Jacinto Feb 1 '17 at 18:06
  • @Jacinto Sim, nao encontrei nada que prove nem desminta. Se encontrar atualizo a resposta. – Bruno Costa Feb 1 '17 at 18:47
  • @Jacinto Encontrei uma fonte que confirma o já dito. – Bruno Costa Feb 1 '17 at 20:50
  • Sim, tal como é até equivalente simplesmente a como, que eles também tá têm. – Jacinto Feb 2 '17 at 14:53
  • @BrunoCosta O link que você postou está com o certificado comprometido (não está confirmando o dono do site). Não sei se é um problema temporário, mas talvez seja mais seguro se você puder substituí-lo por um link arquivado: archive.is/ul3lH – Ramon Melo Feb 5 '17 at 19:15

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.