1

Habitualmente eu não tenho grandes dúvidas sobre quando é que devo utilizar uma das palavras “gente”, “povo” ou “pessoal”. Eu sou muito de usar “a gente” com o significado de “nós” mas aí não tem jeito de errar. Minha pergunta tem a ver com as conotações políticas e sociais.

No espanhol da Argentina existe o costume de diferenciar políticamente entre pueblo e gente. O primeiro soa mais formal, mais tradicional e também mais relacionado ao discurso conservador ou, alternativamente, ao discurso da esquerda política. O segundo é mais descontraído e tem ficado associado ao discurso liberal ou populista moderno, que tenta se aproximar às pessoas como indivíduos. Eu queria saber se “povo” e “gente” têm conotações parecidas na política lusoparlante.

Eu tenho ouvido falar em português de “o povo” com o significado de “as pessoas simples”, “as massas”, quase com o sentido de “a plebe”. É isso aceitável no discurso público?

Finalmente, já que “a gente” não pode ser usado com o significado de “as pessoas” (como em espanhol la gente), como é que o conjunto das pessoas é chamado? Eu tenho essa dúvida porque tenho a sensação de que “pessoal” só pode ser usado informalmente e só para se referir a um grupo de pessoas presentes (física ou figurativamente) perto do falante. Estou errado?

1

Vamos começar com o uso de cada uma das palavras em frases.

"gente"

  • "A gente não sabe por onde começar." (nós)
  • "Aquela gente não presta." (aquelas pessoas)
  • gente que não sabe o que quer." (são pessoas)
  • "Isso aí dá em gente, não em bicho." (seres humanos)
  • "Tu não és gente!" (tu não és um ser humano, és um animal)
  • "Minha gente está passando fome." (minha família, meu povo, depende do contexto)
  • "Brava gente, brasileira! Longe vá temor servil.
    Ou ficar a Pátria livre, ou morrer pelo Brasil." (bravo povo) p/ Dom Pedro I do Brasil (Dom Pedro IV de Portugal)
  • "São todos gente de bem." (pessoas amigas e/ou do bem)
  • "Olha, gente, vamos ser práticos e ...." (meus amigos, pessoal, aqueles que me ouvem)

"povo"

  • "O povo das províncias do norte é bem hospitaleiro." (os habitantes)
  • "O povo não tem pão". (a população. Neste caso, provavelmente as camadas mais carentes)
  • "O povo vai às urnas amanhã". (todos os habitantes aptos a votar)
  • "O povo brasileiro" (os habitantes do Brasil)
  • "O povo quis linchar o bandido" (o grupo de pessoas presentes naquele local)

pessoal

  • "O pessoal está a fim de ir ao jogo amanhã." (um grupo específico de pessoas e o meu interlocutor sabe de quem se trata)
  • "Ei, pessoal! Vocês não acham que já chega?" (vocês que me ouvem)

Agora os comentários: Quando eu falo "o nosso povo", eu me refiro ao povo brasileiro em geral. Há pouco tempo, no entanto, um amigo discutiu comigo a respeito, alegando que "o povo" exclui aqueles que fazem parte da elite socioeconômica e tem mais o significado de "as massas" conforme citado pelo OP. Tentei encontrar alguma fonte para confirmar uma ou outra asserção, mas não encontrei.

"Pessoal" refere-se a um grupo de pessoas com quem falamos, e nesse caso é um vocativo, (e.g. "Ei, pessoal, vamos embora.") e também pode se referir àqueles de quem falamos ("o pessoal resolveu ir embora). Da mesma forma que "gente", "pessoal" também pede o verbo na terceira pessoa do singular.

"A gente" geralmente significa "nós", mas também pode significar "as pessoas" ("Estou me referindo à gente do interior que não sabe se expressar" , Isoladamente, gente significa pessoas. Vide os exemplos acima.

  • 1
    Por aqui no estado de São Paulo, "o povo" é o mesmo que "as pessoas". Se quiser excluir a elite, é dito "o povão". Isso informalmente. – Yuuza Jan 24 '17 at 7:54
  • @BrunoLopes É assim que eu entendo, mas no RJ há quem ache que o povo = o povão. – Centaurus Jan 24 '17 at 14:35

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.