5

Eu estive a ver um vídeo no youtube dos barbixas, um espetáculo de comédia com participantes brasileiros. No minuto 1:32 ele diz "eu estou de esperanças".

Em pt-pt isto é uma outra forma de dizer que a pessoa está grávida. Mas parece que o público começou-se a rir, eventualmente por não ter percebido, ou por ter outro significado.

Qual é o significado de "estou de esperanças" em pt-br? Qual é a origem da expressão "estar de esperanças" em pt-pt?

4
  • Não queres pôr um link?
    – Jacinto
    Jan 12 '17 at 9:34
  • Gostava de ver o vídeo, mas de uma maneira geral parece-me mais provável uma audiência rir porque (1) já conhecia a expressão mas acha-a antiquada ou coisa que um 'brasileiro normal' não diria naquelas circunstâncias ou (2) não conhecia, compreendeu pelo contexto, e achou piada.
    – Jacinto
    Jan 12 '17 at 14:41
  • @Jacinto Adicionei o famoso video :) Jan 12 '17 at 18:31
  • Eh pá, eu acho que eles se riem da cena, não especialmente do "de esperanças".
    – Jacinto
    Jan 12 '17 at 18:50
4

O único significado de estar de esperanças ou andar de esperanças que encontrei quer no Brasil quer em Portugal é ‘estar grávida’. A expressão vem no dicionário brasileiro Michaelis. Agora, pelo que vi na net, a expressão parece ser atualmente relativamente rara no Brasil. Encontram-se alguns exemplos, como neste artigo no Jornal da Manhã (2016), ou neste blog, mas poucos. Mesmo em Portugal é muito mais comum dizer-se que a mulher está grávida.

Só consegui encontrar a expressão a partir do século XIX. Entre o Google Books e o Corpus do Português encontrei uma meia dúzia de ocorrências no século XIX. Mas dado que nos séculos anteriores existe muito menos material escrito, a expressão poderiam muito bem já ser usada antes, e não aparecer na literatura disponível na net. O exemplo mais antigo que encontrei aparece na Gazeta de Lisboa de 4 de Março de 1820 (grafia original, negrito meu):

Posto que a Princeza ao chegar a S. Cloud hia com febre, e sobrevindo-lhe delirio, melhorou com tudo, e felizmente não consta que tenha sofrido abalo interior que transtorne o fructo de que está de esperanças.

Depois temos um exmplo do do autor brasileiro Álvares de Azevedo (1831-52), em a Noite na Taverna, publicado postumamente em 1855:

—Gennaro, estou desonrada para sempre.. A princípio eu quis-me iludir, já não o posso, estou de esperanças...
Um raio que me caísse aos pés não me assustaria tanto.
—E preciso que cases comigo, que me peças a meu pai, ouves, Gennaro?

Depois vamos encontrando vários exemplos: em 1859 no Quadro Elementar das Relações Politicas e Diplomaticas de Portugal do Visconde de Santarém, na peça O Rio de Janeiro de 1877 (1878) do autor brasileiro Artur de Azevedo, nesta crónica de 1893 de Machado de Assis, e ainda no Aves & Companhia de Eça de Queiroz (anterior à sua morte em 1900, mas de 1925). Nada disto esclarece como se formou a expressão. Mas também não me parece isso misterioso: a mulher que espera um filho, especialmente se o deseja, está de esperanças.

1
  • Em pt-BR pode-se dizer que "Ela está esperando um filho / uma criança / um bebê". Estar de esperanças não será entendido. Jan 12 '17 at 13:58

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.