5

Após ler os artigos da Wikipédia sobre Oxímoro (Paradoxismo) e Antítese, fiquei na dúvida quanto à distinção entre os dois.

Segundo a Wikipédia, um Oxímoro:

[Exprime] conceitos contrários (...).

E uma Antítese:

(...) Consiste na exposição de ideias opostas (...).

Como é que os posso diferenciar mais facilmente? Há alguma diferença entre eles?

7

As descrições dadas de oxímoro e antítese estão corretas, embora facilmente confundidas.

Temos uma antítese quando, numa expressão ou sequência de frases, são expostas ideias opostas que se contrastam mutuamente. Um extremo não anula o outro. Exemplos:

Por um lado, gosto de gelado. Por outro, tenho muita sensibilidade dentária.

Ela vestiu-se toda de branco, de cima a baixo.

Este novo modelo atinge o máximo de velocidade com o mínimo de esforço.

Num oxímoro, os conceitos fazem uma colisão irracional. Esta figura de estilo costuma ser usada para representar incertezas, ideias/sensações inexplicáveis ou para criar sarcasmo. O famoso poema de Camões recorre imensamente a esta.

Amor é fogo que arde sem se ver,

É ferida que dói, e não se sente

É um contentamento descontente,

4
  • "cima" e "baixo" são conceitos opostos, que não se contrapõem. Torna-se uma antítese por definição. Jul 16 '15 at 13:59
  • Ahh! Então é essa a diferença! Para ser uma antítese, só têm de estar na mesma frase, mas para ser um pardoxismo, tem de formar um ... paradoxo. Certo? Jul 16 '15 at 14:09
  • Também podem estar em frases adjacentes, mas o essencial é esse. Jul 16 '15 at 14:10
  • @E_net4 adorei os teus exemplos :)
    – Jorge B.
    Jul 17 '15 at 8:16

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.