5

A palavra campus vem do latim e é utilizada para identificar universidades ou institutos federais de educação.

No latim: o campus / os campi

ou

Em português: o câmpus / os câmpus

Qual a forma mais correta de emprega-la?

6

A única forma correta em Portugal é campus universitário.

A investigação mais profunda do Denis Henrique Caixeta (esta parte é crédito dele) leva a crer que no Brasil, embora não havendo consenso total, dá-se também preferência a câmpus.


The only correct form in Portugal is (college/university) campus.

A more thorough research made by Denis Henrique Caixeta (credit goes to him for this part) reveals that in Brazil, although not having full consensus, câmpus is also a word preferred by many.

5

Os dicionários colocam a palavra campus para singular e campi para plural, ou seja, mantendo a forma original em latim. Não utiliza o acento circunflexo.

No entanto, fiz uma pesquisa sobre o assunto e verifique que no Brasil a palavra câmpus vem sendo utilizada pelos Institutos Federais e Universidades após nota lexicológica do Ministério da Educação. A seguir algumas citações sobre o assunto:

1) O Vocabulário ortográfico da língua portuguesa , da Academia Brasileira de Letras (4 ed. 2004), que é o registro oficial das palavras do português do Brasil, não registra campus nem campus nem câmpus.

2) O Dicionário Aurélio – Século XXI coloca a entrada “campus” sem acento, sem itálico, e com a indicação (uma flecha) de que se trata de estrangeirismo. Quanto à etimologia, indica: [ Lat ., pelo ingl . amer .]. Registra como plural: “ campi ( lat .)”. Não há exemplos.

3) O Dicionário Houaiss coloca a entrada “ campus ” (em itálico), sem acento. Quanto à etimologia, indica [ lat .], e, mais adiante, especifica: “ campus nom. sing . de campus, i ”. Para o plural, registra: “ campi ( lat .)”. Não há exemplos.

4) O jornal O Estado de S. Paulo usa sempre câmpus (com acento, como recomenda seu Manual de Redação), enquanto o jornal Folha de S. Paulo usa, em geral, campus (sem acento): no site da Folha de S. Paulo , entre 2000 e 2007 encontrei, em 2404 ocorrências, apenas 3 casos de câmpus , com acento). (NEVES, 2015)

Indicações conclusivas: 1) Câmpus é um termo latino trazido à língua portuguesa para aplicação a um campo de especialidade, mas, pela própria acepção, tornou-se termo corrente, o que faz esperar sua incorporação à norma gráfica da língua. 2) Como forma de origem latina, essa palavra tem naturalmente a feição de palavra portuguesa, e facilmente se coloca entre outras semelhantes no rol de substantivos da língua.(NEVES, 2015)

Ainda conforme Faulstich, 2011 o uso da palavra câmpus para o singular e plural está de acordo com a gramática moderna.

Em português, o uso do termo câmpus para o singular e para o plural está perfeitamente de acordo com os cânones da gramática moderna, porque: i) a palavra já está incorporada ao vernáculo; ii) o acento (circunflexo) em câmpus está no mesmo paradigma de outras palavras terminadas em –us; no plural, câmpus mantém o mesmo modelo de vírus, bônus, cítrus/citros etc. com marca nos determinantes – os campus, os vírus, os bônus, os citros. Portanto, a adoção da palavra câmpus para uso tanto no singular quanto o plural está conforme com o uso gramatical do português.

Referências

FAULSTICH, Enilde. NOTA LEXICOLÓGICA: Câmpus, campus, campi? Disponível em: http://ifc.edu.br/wp-content/uploads/2014/05/campus-campi-c%C3%A2mpus-Atualizado-2014.pdf. Acesso em: 20 de julho de 2015.

NEVES, Maria Helena de Moura. Padronizações - Sobre câmpus / campi. Disponível em :http://unesp.br/aci_ses/conteudo.php?conteudo=1364. Acesso em: 20 de julho de 2015.

3
  • 1
    Porém o Vocabulário Ortográfico já incluiu a palavra, sem o circunflexo, com a marca de que é estrangeira e vem do latim. O plural campi ainda não consta do VOLP.
    – bfavaretto
    Jul 20 '15 at 19:23
  • +1, parece ser um daqueles casos manhosos em que nem todas as entidades brasileiras estão de acordo, mas o assunto está bem investigado. Jul 20 '15 at 20:19
  • Sim, é uma caso manhoso que resistem as mudanças e modernização, onde não há unaniminidade de opinião. No final tente a aceitação do estrangeirismo com aportuguesamento e incorporação da palavra na língua portuguesa, neste caso com acento. O Brasil aceita muito bem o estrangeirismo com aportuguesamento, palavras como abajur, ateliê, baguete, bangalô e basquetebol foram aceita e tiveram sua grafia alterada. Aug 11 '15 at 18:20

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.