6

Gostaria de saber qual é a origem do sinal gráfico "trema". Por acaso é um sinal de origem grega?

4
  • Pergunto-me se o falecido trema da língua portuguesa não teria a mesma origem do "umlaut" alemão e do "tréma" francês. Esse diacrítico é também encontrado no grego. Já na língua portuguesa, o falecimento ocorreu há alguns anos. – Centaurus Nov 6 '16 at 20:11
  • @tucasilvapontes11584. Concordo. Quando aprendi o Português, lá nos anos 90, a trema era vivíssima e gozava de boa saúde. Depois disso me dediquei às ciências exatas e não consigo escrever cinquenta ou linguiça sem trema. Parece que estou trcando um ss por um ç, comendo um erro severo de ortografia! – gmauch Nov 6 '16 at 22:11
  • @gmauch Fazer o que? Eu custei a me livrar do acento grave em "somente". – Centaurus Nov 6 '16 at 23:37
  • 1
    Olhe, essa mania de tentar se liberar de acentos ou letras mudas (sou a favor da permanência delas em muitos casos) que podem não parecer importantes, mas fazem uma diferença danada, precisa imediatamente parar, porque isto no futuro, se continuar assim, nos trará sérios problemas de saúde, pelo menos no que diz respeito aos brasileiros. Daqui a pouco, escreveremos com um X como fazem os analfabetos ou pior ainda, com os dedos, quando estes gramáticos ou lingüistas não tiverem mais nada a suprimir no idioma português. – tucasilvapontes11584 Nov 7 '16 at 6:14
8

O trema teve de facto origem na Grécia no período helenístico. Tinha dois nomes: diaíresis (διαίρεσις, diérese em português) , que significa ‘divisão’, ‘separação’, ou ‘distinção’; ou trēma (τρῆμα), que significa ‘buraco’ ou ‘ponto num dado’. O último nome refere-se à aparência; o primeiro refere-se à função, que era indicar que a vogal sobre a qual era colocado era pronunciada separadamente da vogal anterior, e não juntamente com ela num ditongo. O umlaut alemão, graficamente igual, tem origem e função diferente. (Diaeresis na Wikipedia em inglês.)

Nas línguas europeias ocidentais o trema aparece no século XII nalguns documentos anglo-normandos, onde era grafado como um acento agudo duplo. No francês começou a ser usado no século XVI, e mantém-se até hoje. Aparece por exemplo em palavras como maïs (‘milho), para indicar que o a e o i são pronunciados em duas sílabas (/ma.is/) e não num só som como em mais (‘mas’, pronunciado /mɛ/). (Tréma na Wikipedia em francês.)

No português, o trema foi prescrito no acordo de 1943, para indicar (com umas exceções) nos grupos gue, gui, que, qui o u pronunciado (agüentar, freqüente) e opcionalmente em palavras como saüdade quando se quer que o au seja pronunciado como duas sílabas e não como ditongo. Em Portugal o trema praticamente morreu à nascença: foi abolido na reforma de 1945. No Brasil, o uso em casos como saüdade foi abolido em 1971; e foi totalmente abolido no acordo de 1990.(Trema na Wikipédia.)

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.