6

Após uma discussão no meta, Da absurdidade de um limite mínimo para edição de uma pergunta, ficou a dúvida se a frase seguinte é gramatical:

Você quer que eu te ligue? / Vocês querem que eu vos ligue?

ou deveria ser

Você quer que eu lhe ligue? / Vocês querem que eu lhes ligue?

Ou ambas são gramaticais? Podem ter o mesmo significado?

Em Portugal poderia usar-se «Você quer que eu lhe ligue?» num sentido mais formal, numa conversa com um professor ou um superior hierárquico.

11
  • É do tipo «vocês querem que eu vos ligue» que nós dizemos em Portugal.
    – Jacinto
    Sep 13 '16 at 23:21
  • @Jacinto imagina que eu estou a falar para o meu chefe, «Você quer que eu lhe ligue amanhã?»
    – Jorge B.
    Sep 14 '16 at 8:08
  • 3
    «Você que que eu lhe ligue» é gramaticalíssimo, e é a única coisa que se ouve em Portugal. «Você quer que eu te ligue» viola a concordância canónica, mas creio que é frequente no Brasil. Do ponto de vista da forma, é análogo ao «vocês querem que eu vos ligue» corrente em Portugal. Agora enquanto vocês com vos é aceite em Portugal mesmo no registo forml, não sei se você com te tem aceitação igualmente generalizada no Brasil.
    – Jacinto
    Sep 14 '16 at 8:19
  • @Jacinto era isso que eu queria descobrir.
    – Jorge B.
    Sep 14 '16 at 8:32
  • 1
    @Anoldmaninthesea. Mesmo com o vós honorífico, dirias «vós quereis que vos ligue», nunca «vocês...»
    – Jacinto
    Sep 14 '16 at 20:46
6

Depende de a quem perguntares, mas cada vez mais «você quer que eu te ligue» é aceite no Brasil, tal como «vocês querem que eu vos ligue» o é em Portugal.

Com pronomes de tratamento — você, vossa mercê, vossa excelência, vossa majestade, etc. — a gramática tradicional prescreve a concordância na terceira pessoa. Isto vem dos tempos em que perante um interlocutor importante, por uma questão de respeito, em vez de falares diretamente dele, falavas de algum aspeto dele: a majestade dele, a excelência dele ou a mercê dele. Logo, é como estares a falar de uma terceira entidade, e utilizas portanto a terceira pessoa — era como se estivesses a falar da esposa dele. Compara:

Tu queres que eu te ligue?
Vossa esposa quer que eu lhe ligue?
Vossa mercê quer que eu lhe ligue?

E do mesmo modo no plural:

Vós quereis que eu vos ligue?
Vossas esposas querem que eu lhes ligue?
Vossas mercês querem que eu lhes ligue?

Entretanto vossa mercê passou a vossemecê e vosmecê e a você, mas a concordância foi-se mantendo na terceira pessoa. Só que mais recentemente aconteceram uns desenvolvimentos interessantes. Com você, o pessoal manteve a conjugação verbal na terceira pessoa, mas começou a usar pronomes oblíquos e possessivos da segunda pessoa. No Brasil isto aconteceu no singular; em Portugal, apenas no plural:

Brasil: você quer que eu te ligue?
Portugal: vocês querem que eu vos ligue?

Portugal mantém a concordância tradicional no singular (você é sempre com lhe; o te, só com tu). No Brasil no plural, tende-se a evitar o pronome oblíquo com a locução para você (ver a outra resposta), mas eu também encontrei a concordância tradicional no Google (vocês com lhes).

O que não faltam por aí são pedagogos a condenar a mistura de você e vocês com pronomes da segunda pessoa. Veja-se este artigo no Gramaticalhas (2004), mais a propósito da situação brasileira; e este no Ciberdúvidas (1998) a propósito de Portugal, que diz:

Não podemos fazer misturas do género «estou aqui para vos dizer o que vocês não sabem»

Continua que deve ser «para vos dizer o que vós não sabeis» ou «para lhes dizer o que vocês não sabem». Mas em Portugal ninguém quer saber deste conselho; nem mesmo o Presidente da República, que é professor catedrático da Universidade de Lisboa. Ei-lo aqui num discurso no Congresso dos Revisores de Contas (2016). Notem o verbo na terceira pessoa, que tem implícito um pronome de tratamento:

E por falar na nossa economia, deixem que vos enuncie três pistas de reflexão

Eu diria que em Portugal vocês vem maioritariamente com vos, ao ponto de algumas pessoas se interrogarem se lhes é correto (consulente do Ciberdúvidas). Os colegas brasileiros dizem que no Brasil você vem também maioritariamente com te, e neste artigo de Sua Língua uma consulente interroga-se igualmente se lhe pode ser usado com você.

6

O significado de ambas é o mesmo. Em rigor, apenas a concordância da 2ª está correta ("Você quer que eu lhe ligue?"), mas na maior parte do Brasil você nunca ouvirá essa concordância.

No português brasileiro, embora o "tu" seja pouco usado (apenas em algumas regiões e, muitas vezes, concordando com o verbo na 3ª pessoa), o pronome "te" com referência a "você" é bastante comum (muito mais comum que "lhe").

"Você quer que eu te ligue?" é a maneira como a grande maioria dos brasileiros faria essa pergunta, mesmo em registros mais formais.

Quanto ao "vos", nunca será ouvido no Brasil. O plural da pergunta seria invariavelmente "Vocês querem que eu ligue pra vocês?".

6
  • Interessante. Não tinha essa ideia, que você com te fosse no Brasil já quase universal.
    – Jacinto
    Sep 15 '16 at 18:53
  • @Jacinto Não sei se eu diria universal, pois há variações regionais, mas sem dúvida você + te é dominante e amplamente aceito no Brasil.
    – bfavaretto
    Sep 15 '16 at 21:07
  • Eu evito misturar a 2ª e 3ª pessoas. Eu diria: "quer que eu ligue pra você?"
    – Centaurus
    Sep 15 '16 at 23:31
  • 1
    No Congresso Nacional e no Judiciário é possível ouvirmos "vós", "vossa", "vos", etc, embora a hipocrisia esteja frequentemente por trás desse uso.
    – Centaurus
    Sep 15 '16 at 23:34
  • 2
    @JorgeB. A hipocrisia? É porque nossos congressistas usam pronomes formais até quando a discussão está em clima quente ou estão xingando uns aos outros ("vossa excelência não sabe o que diz", "vossa excelência é um mentecapto!) Tudo para disfarçar a vulgaridade e passar a falsa imagem de que são diferentes do "povão".
    – Centaurus
    Sep 16 '16 at 15:57
2

Depende do que você quer dizer por "gramatical". Se quer dizer, "de acordo com a gramática padrão, ensinada nas escolas e nos livros", então "Você quer que eu te ligue?" é agramatical. O correto é "Você (ou O senhor) quer que eu lhe ligue?".

Se por "gramatical" você quer dizer, "de acordo com regras gramaticais, escritas ou não, independente de status social, etc.", então a frase é gramatical no português coloquial do Brasil.

Não é o caso de "Vocês querem que eu vos ligue?", que - no Brasil pelo menos - é completamente agramatical. No padrão, "vocês" tem de concordar com "lhes", jamais com "vos". No coloquial, "vos" não existe (e desconfio que não existe no padrão também, sendo restrita ao registro literário).

Quanto a "Você quer que eu lhe ligue?" e "Vocês querem que eu lhes ligue?", ambas são gramaticais (e a forma preferível) no português padrão do Brasil. No coloquial, ambas são, creio, aceitáveis no limite mas quase insuportavelmente pedantes. Diríamos antes, "Você quer que eu ligue?" e "Vocês querem que eu ligue?", "Você quer que eu te ligue?", "Você quer que eu ligue pra você?", "Vocês querem que eu ligue pra vocês?", "Ligo pra você(s)?". Ou, ao telefone, "Você quer que eu ligue de volta?".

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.