2

Essa expressão é utilizada para indicar que alguém está quieto, sem falar.

Exemplo:

Você não vai falar nada não? O gato comeu sua língua?

Mas por que dizemos isso? Alguma vez um gato realmente já comeu a língua de alguém, ou ao menos chegou a morder e a pessoa ficou sem conseguir falar?

  • 2
    Para alguém ter inventado e o pessoal depois usar e compreender a expressão não é necessário que alguma vez um gato tenha mordido ou comido a língua a alguém. A interpretação é imediata: se um gato tivesse comida a língua, a pessoa não poderia falar. É claro que a pergunta é retórica: quem pergunta sabe que o 'mudo' tem a língua intacta. – Jacinto Jul 25 '16 at 22:26
1

Eu sabia que essa não era uma expressão portuguesa já que há também em inglês cat got your tongue mas vendo sua pergunta fui procurar e encontrei esta página.

Basicamente, ela diz que a origem formal é desconhecida mas sugere estar ligada ao ato de certos reis cortarem as línguas de certos condenados e darem-nas de comer aos animais... ou a atos de inquisição nos quais se cortavam as línguas às bruxas, dando de comer aos seus familiares (familiar = animal místico das bruxas).

A expressão inglesa aponta mais neste sentido = "O gato ficou com sua língua.

| improve this answer | |
0

Procurei no Google Books, e o exemplo mais antigo que encontrei da expressão é de 1959 (meu negrito em todas as citações): enter image description here

Como se pode ver, em contexto, a expressão é imediatamente compreensível: se o gato tivesse comido a língua, a pessoa não poderia falar. Naturalmente a pergunta é retórica, e o absurdo de um gato ter comido a língua à pessoa contribui para o tom jocoso da expressão.

Agora podemos perguntar: porquê um gato e não outro animal? Provavelmente com razão, os gatos ganharam fama de ladrões. Gatuno (Aulete) vem de gato por via do castelhano (ver gatuno na Real Academia Espanhola); gato (Aulete 10) é também usado com o sentido de ‘ladrão’; e no Brasil usa-se mesmo a expressão o gato comeu relativamente a coisas que desapareceram sem explicação, como explicado no Portuguese-English Dictionary de James L. Taylor (1970).

O gato comeu sua língua pode até ter começado por ser um uso especializado de o gato comeu. Encontramos expressão o gato comeu, ou a ideia em que se baseia, numa lengalenga infantil:

Cadê o toicinho que estava aqui? — O gato comeu. — Cadê o gato? — Foi pró mato. — Cadê o mato? [Continua]

Esta lengalenga está atestada já em 1880 (Revista Brazileira):

O final disto todos conhecem: consiste em fazer cócegas pelo braço acima, perguntando pelo toucinho que estava na palma da mão, e que o o gato comeu e foi fugindo, etc.

E neste outro livro de 1897, uma cozinheira atribui ao gato a culpa pelo desaparecimento da manteiga: enter image description here

| improve this answer | |

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.