10

Por que o s é pronunciado como /z/ em transar e não como /s/, como em tensão, já que não é intervocálico?

  • Sempre tive essa dúvida. – Marcelo Ventura May 23 '16 at 20:34
  • 1
    Acho que isto se deve a que, em tempos, o Português tinha as sete, mas agora só tem quatro sons sibilantes. É possível que antes esta palavra fosse pronunciada com uma das sibilantes que já não pertencem à lingua. pt.wikipedia.org/wiki/Sibilante O castelhano sofreu um processo semelhante, mas manteve 4 diferentes. es.wikipedia.org/wiki/… – someonewithpc May 23 '16 at 21:27
  • 1
    Eu faria a pergunta por um caminho inverso: Por que na grafia de "transar" foi estabelecido o uso de "s" uma vez que a pronúncia é "z" ? Na língua portuguesa temos inúmeras palavras onde o "s" tem som de "z", isso não é nenhuma novidade. – Centaurus May 23 '16 at 23:27
  • 1
    Não sei a resposta, mas se fosse /s/, confundiria com "trançar". – Enrico Brasil May 24 '16 at 17:18
10

Transar tem o s pronunciado /z/ porque deriva de transação, que também tem o s pronunciado /z/.

Transar (Aulete) vem de transa + ar; e transa (Aulete), também com s pronunciado /z/, é redução de transação.

Em palavras começadas por trans, o s é pronunciado /z/ quando seguido de vogal, exceto se esse s vier originalmente do início da palavra seguinte. Por exemplo, o s de trans é pronunciado /z/ em:

trânsito, transigir, transato, transatlântico.

Em palavras começadas por trans em que o s vem do início da palavra seguinte, como transexual e transiberiano, parece que o s é pronunciado /s/ por quem não chia o s e /ʃs/ por quem chia, como em nascer. Vê esta pergunta sobre a pronúncia de transexual, etc.

  • Obrigado! Assim, faz-se possível diferenciar trans + Ibéria de trans + Sibéria na pronúncia. =) – Marcelo Ventura May 24 '16 at 0:23
  • @MarceloVentura É verdade. Mas não deixa de ser uma certa anomalia que duas palavras tão diferentes se escrevam da mesma maneira. – Jacinto May 24 '16 at 7:07
4

A sequencia de letras ans tem som de /ɐ̃s/ em palavras como ganso e manso porque a pronúncia é inerente às raízes das palavras.

Mas em palavras formadas por composição de uma raíz com um sufixo ou desinéncia (e.g., transar e transação, todos da raíz trans-) a pronúncia é baseada na análise fonológica de cada componente em separado. Ou seja, em vez de pronunciar transar como uma única palavra (o que seria /trɐ̃.sar/, como em trançar), pronuncia-se analizando a pronúncia de cada morfema separadamente (o que a faz /trãz.ar/).

O mesmo ocorre no inglés, onde a sequencia de letras th da palavra outhouse é pronunciado /t.h/ com cada som separado, e não como o /ð/ de this, como é o esperado do dígrafo "th" intervocálico, pois baseia-se na pronúncia de dois morfemas concatenados (out+house).

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.