6

À primeira vista, "vamos" é o verbo "ir" conjugado na primeira pessoa do plural do presente do indicativo, do imperativo afirmativo ou do presente do subjuntivo. Neste caso, no entanto, com o significado que tem na frase, seria um verbo defectivo? Poderíamos conjugá-lo em todas as pessoas desse tempo verbal? Mas não poderia também "vamos", isoladamente conforme no exemplo, ser uma interjeição?

2
  • 1
    "Vamos" neste caso seria o verbo ir no imperativo (primeiro pessoa do plural), não no presente, pois é uma ordem. Porém, como é uma ordem para uma pessoa (você) e o locutor não participa, o correto no imperativo seria: "vai, responde a minha pergunta!". Sendo assim, acredito que "vamos" está sendo utilizado como interjeição. Do mesmo jeito que usamos quando torcemos para um time de um esporte qualquer ("vamos!" ou mais coloquial: "vamo!"). – ArtLyra Apr 4 '16 at 9:27
  • @PortuguêsAzul Concordo com a conclusão, mas a minha argumentação é diferente: mesmo em vai, responde eu interpreto vai como interjeição, porque vai não indica aí nenhuma ação a praticar nem é verbo auxiliar; limita-se a exprimir encorajamento. – Jacinto Apr 10 '16 at 19:55
5

A interpretação razoável deste vamos é como interjeição. As gramáticas aconselham no entanto o uso do ponto de exclamação: Vamos! (Gramática Básica Aulete).

Só Português explica que as interjeições «são uma espécie de “palavra-frase”, ou seja, há uma ideia expressa por uma palavra (ou um conjunto de palavras - locução interjetiva)», e ainda que «interjeição é a palavra invariável que exprime emoções, sensações, estados de espírito, ou que procura agir sobre o interlocutor, levando-o a adotar certo comportamento sem que, para isso, seja necessário fazer uso de estruturas linguísticas mais elaboradas». Vamos é classificada como interjeição de «animação ou estímulo» nesta outra página do Só Português, e de «animação, encorajamento» na Infopédia.

E é assim que eu interpreto o nosso exemplo. Com vamos, o locutor procura agir sobre o interlocutor, reforçando a ordem para responder à pergunta. Com um contexto mais alargado ou entoação na comunicação oral, poderíamos precisar melhor o significado de vamos: poderia por exemplo exprimir impaciência e intimação ou solidariedade e encorajamento.

É claro que nós reconhecemos nesta interjeição o imperativo do verbo ir, e na sua origem estará o uso do verbo em expressões como vamos embora ou vamos então esclarecer o assunto, em que o verbo é igualmente usado para exortar. Mas nestas frases, vamos não é só um encorajamento: indica também, no segundo caso em conjunto com o verbo a que serve de auxiliar, a ação a praticar. No nosso exemplo vamos não indica qualquer ação a praticar: não está ligado a outro verbo a que possa servir de auxiliar (para isso teria que ser vamos responder ou vamos respondendo), nem indica qualquer ação descrita pelo verbo ir. É portanto puro encorajamento: uma interjeição.

4
  • 1
    clap, clap, clap. – Centaurus Apr 11 '16 at 0:13
  • @Centaurus Ah! «clap, clap, clap» é um locução interjetiva – Jacinto Apr 11 '16 at 10:08
  • Sim, também vejo "vamos" usado em todas essas situações: como encorajamento ("Vamos, Ronaldo, chuta! Chuta! Goool) , intimação ("Vamos, responda a minha pergunta ou lhe meto bala na caixola"), de empatia e solidariedade ("Vamos, não fique triste. Tudo vai se resolver") e vários outros significados. – Centaurus Apr 11 '16 at 14:29
  • 1
    @Centaurus Sim, e o que é fundamental é que é só uma expressão de encorajamento/intimação sem significar mais nada. Em «meus caros, vamos lá esclarecer isto tudo», também há uma expressão de encorajamento, mas neste caso vamos tem o sentido habitual do verbo, neste caso servindo de auxiliar a esclarecer, portanto não é interjeição. – Jacinto Apr 11 '16 at 19:04

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.