10

Se os sons /ʎ/ (gralha) e /ɲ/ (manhã) são raros em início de palavra (ver esta pergunta), o /ɾ/ (caro) é inexistente. Como é que os dois sons /ʁ/ (carro) e /ɾ/ surgiram no português. Já existiam dois erres diferentes no latim? E por que razão o /ɾ/ não aparece nunca em início de palavra?

8
  • 2
    Question about rolled Rs on Latin.SE: Why is 'r' often rolled in modern classical Latin? – Earthliŋ Mar 1 '16 at 21:47
  • 2
    (This is not an answer.) That's because the two rhotic phonemes contrast only between oral vowels; otherwise they occur in complementary distribution. It's been suggested that these may therefore represent a single rhotic archiphoneme /R/, being neutralized into the same allophone in the initial position at the very least and sometimes (often?) for other non-intervocalic positions as well. The contrasting intervocalic rhotic, the only one in initial position, may have originated from a geminated /ɾɾ/ > /r/, then much later /r/ > /ʁ/ in many speakers. – tchrist Mar 2 '16 at 1:41
  • @tchrist «the two rhotic phonemes contrast only between oral vowels». Is that about Latin? Not sure that's true in some European Portuguese dialects. Say, in Alentejo, vou ali ver um /tʁenu/ is different from vou ali ver um /tɾenu/. – Jacinto Mar 2 '16 at 9:58
  • @Jacinto Do those mean different things, even if said differently? WIkipedia says “Os dois fonemas róticos, /ʁ/ e /ɾ/, sofrem contraste apenas quando entre vogais. No início das palavras e depois de /l/, /z/, /ʒ/ e de vogais nasais apenas a primeira ocorre e nos conjuntos consonantais (ex: pr, fr, cr,...) apenas o segundo acontece, enquanto em outras situações a maioria dos dialetos usa apenas a segunda. No entanto, diversos dialetos brasileiros, entre eles o dialeto carioca, utilizam-se da segunda no final das sílabas.” – tchrist Mar 2 '16 at 12:15
  • @tchrist In European Portuguese many unstressed e is hardly audible or completely elided in relaxed speech. Hence terreno (piece of land in the example) will basically sound /tʁenu/. Many people in southern Portugal will pronounce ei as /e/; hence treino will be pronounced /tɾenu/. Similarly, for many people in all of Portugal, relaxed pronnunciation of Ferreira (common surname) will be /fʁɐjɾɐ/ and freira is pronnounced /fɾɐjɾɐ/. – Jacinto Mar 2 '16 at 19:01
3

Havia, sim, mais tardiamente, no latim dois sons róticos distisintos. O /ɾ/ (tepe alveolar sonoro), como o atual e o som /r/ (vibrante alveolar sonora), orindo de "Rs" geminados e no início de palavras. Um sistema como o do castelhano e do italiano atuais.

No português, por volta do século XIX, um processo parecido com o que ocorreu no francês, fez com que a vibrante fosse à parte de trás da boca, tornando-a o "som de dois erres".

Basicamente, o fato de no latim não ocorrer o tepe no início de palavras, fez com que o português também não o tivesse!

ENGLISH VERSION

There was, indeed, lately, in latin two distinct rhotic sounds. The /ɾ/ (voiced alveolar tap), like the modern one and the sound /r/ (voiced alveolar thrill), originated from the geminate "Rs" and those at the beginning of words. A system that resembles the Castillian one and the Italian one.

In Portuguese, around the 19th century, a process, that looks like the one that happened in French, made the thrill go to a posterior part of the mouth, making it the "two Rs sound".

Basically, the fact that latin didn't have a tap at the beginning of words makes the portuguese language lack them!

4
  • 1
    Excelente. Então, se houve dois erres no latim só tardiamente, qual foi o original? O vibrante, que mais tarde, quando precedido de vogal, se aligeirou para tepe? Tou a especular; é só o que me parece mais plausível. – Jacinto Mar 11 '20 at 19:25
  • Há muuuito tempo pode ter sido só o "r" como tepe que se modificou nos ambientes de início de palavra e quando gemeniado! – Ergative Man Mar 11 '20 at 19:28
  • 1
    Bem visto que também há o geminado. Esse duplo tepe seria análogo ao duplo tt, ll, etc., que os italianos distinguem de t, l único? – Jacinto Mar 11 '20 at 19:34
  • Exatamente! Duas consoantes repetidas uma seguida da outra – Ergative Man Mar 13 '20 at 1:17
1

No Brasil tem uma cantora chamada "Baby Consuelo" que deu para suas filhas nomes diferentes. A uma das filhas ela deu um nome que usa o fonema /ɾ/ (caro) (Saiba mais sobre isso aqui e aqui.)

Uma das filhas recebeu o nome de Riroca (todos os r com /ɾ/ (caro)). Como não existia maneira de escrever esse fonema no início de uma palavra, a grafia foi registrada como 'Riroca.

Mais tarde ela mesma mudou o nome e a única palavra iniciada com este fonema sumiu. (Embora a palavra fosse um nome próprio, e por isso não estivesse registada em dicionário nenhum.)

English version

The Brazilian singer "Baby Consuelo" gave her daughters particular names. She gave one of the daughters a name that uses the phoneme ** / ɾ / (caro) ** (You can read more about it here and here.)

One of the daughters was named Riroca (all rs being ** / ɾ / (caro) **). As there was no way to spell that phoneme at the start of a word, her name was written as ** 'Riroca **.

Later the daughter herself changed the name, and this word starting with this phoneme disappeared. (Although it was a name, and thus not registered in dictionaries.)

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.