14

Tenho visto que em Portugal usamos muito o "eu vou comer" ou "eu vou fazer", por exemplo:

Sexta-feira eu vou fazer um bolo.

Mas já reparei que nos outros países usa-se o futuro "comerei" ou "farei", por exemplo:

Sexta-feira eu farei um bolo.

São as duas formas corretas? Porquê?

  • 1
    No Brasil não se usa o futuro sintético ("farei") a não ser em situações muito formais. Ou, é claro, jocosamente. – Luís Henrique Nov 20 '16 at 17:10
  • Por curiosidade, em que outros países você reparou que se usa o futuro sintético? – erickrf Dec 12 '16 at 18:16
  • @erickrf São Tomé e Príncipe – Jorge B. Dec 12 '16 at 19:02
  • 4
    @LuísHenrique: Você generalizou demais. Usa-se sim, e não de forma jocosa, porém predomina o uso da forma composta, principalmente no uso coloquial. – Luciano Aug 7 '17 at 14:16
  • @Luciano Exatamente. Acho que um nativo falante fazendo uma pergunta como essa um pouco exagerado, nénão? [Nota para Jorge: until you go crazy] – Lambie Nov 15 '19 at 21:54
11

Ambas são corretas. Na primeira forma é utilizado um verbo composto, formado pelos verbos ir e comer, no presente e no infinitivo, respetivamente; na segunda forma, é usado o verbo fazer no futuro. As duas frases são equivalentes, mas, para mim, a segunda parece dar a ideia de um futuro mais distante: Farei eventualmente um bolo.

  • E o verbo composto é indicação de futuro? – Jorge B. Jul 15 '15 at 9:38
  • 4
    De um futuro próximo, sim. – someonewithpc Jul 15 '15 at 9:39
  • O que é um verbo composto? O vou é presente de ir, seguido do infinitivo de fazer. – Lambie Nov 15 '19 at 22:04
2

Ambas estão sintaticamente corretas.

Todavia em Português, como noutras línguas neo-latinas, temos uma riqueza combinatória considerável nos diversos tempos e formas verbais, ora vede. Assim sendo, use-as, encurtece os registos escrito e oral, e revela erudição.

2

Ambas estão corretas. Existem 4 maneiras distintas de se expressar o futuro do presente em português:

1) ir + Infinitivo

Vou fazer um bolo.

Ele vai viajar para a Europa.

Nós vamos encontrar uma solução.

2) haver + de + Infinitivo

Eu hei de me casar com ela.

Ele há de estar certo.

Todos nós havemos de morrer um dia.

3) futuro do presente

Farei um bolo.

Ele viajará para a Europa.

Nós encontraremos uma solução.

4) verbo no presente + algum adjunto adverbial de tempo que indique o futuro

Amanhã/ no fim de semana/ na semana que vem eu faço um bolo.

Mês que vem/ em dezembro viajo para a Europa.

Em alguns dias/ em breve/ logo encontramos uma solução.

Observações:

I) Ao menos no que se refere ao português falado no Brasil, as opções 1 e 4 são certamente as mais usadas.

II) Nem sempre é clara uma diferença semântica entre as opções 1, 3 e 4. Mas muitas vezes sentimos que as construções 1 e 4 são sinônimas e intercambiáveis e indicam um futuro mais próximo, certo e concreto, enquanto a opção 3 tende a sugerir algo um pouco mais distante, incerto e abstrato.

III) A construção 2 é bem mais rara e, ao menos no Brasil, dificilmente será usada oralmente. Além disso, ela pode indicar um forte desejo ou propósito (2.1), uma razoável probabilidade (2.2) ou uma certeza inexorável (2.3). Observe-se que nem sempre é clara essa distinção, de modo que a frase 2.2 "Ele há de estar certo" tanto pode ser lida sob a chave de uma forte probabilidade, como sendo equivalente a "é bem provável que ele esteja certo" como também sob a chave da situação 2.1, como equivalente a "Tomara que ele esteja certo".

IV) As desinências de conjugação do futuro do presente (3) são etimologicamente derivadas da própria conjugação do verbo "haver" (no presente) como auxiliar de futuro (2). Assim:

eu hei de comprar um carro novo ---> eu comprarei um carro novo

tu hás ---> tu comprarás

ele ---> ele comprará

nós havemos ---> nós compraremos

vós haveis ---> vós comprareis

eles hão ---> eles comprarão

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.