6

Eu acho que há algumas pessoas que pronunciam o R como em espanhol (vibrante alveolar) no português europeu, mas são muito poucas e é usual a pronúncia como uma vibrante uvular. Eu estou agora a morar em Portugal e pronúncio o R como na minha língua materna (o espanhol) e não sei se faço bem. Especificamente é nos casos onde o R é inicial ou doble: rato, rápido, carro, burro, etc.

Obrigado pelas respostas

0
7

Hoje em dia, a pronúncia do fonema /ʀ/ como [r] é dialetal, dado que não ocorre na língua-padrão de Portugal, conforme diz esta resposta do Ciberduvidas, citando a gramática de Maria Mateus e outras:

A consoante uvular representada por [R] é a vibrante que se encontra no dialecto-padrão do português europeu [aqui entendida como o dialeto de Lisboa ou Coimbra], em que a sua produção implica a acção da úvula [nota: Pedro Martins indica que a realização mais comum não é vibrante, mas sim [ʁ]]. Em alguns dialectos existe uma variante dental, a vibrante múltipla que se representa por [r].

Essa resposta aponta também genericamente para o norte do país como a região em que [r] é usado, citanto esta outra resposta. Pedro Martins atesta-o em três zonas do norte e numa outra perto de Faro (fig. 4, p. 519).

Se vale a pena o esforço de adaptação agora é contigo; não haverá certamente dificuldade de compreensão (afinal de contas, em Setúbal pronuncia-se /ʀ/ e /ɾ/ da mesma forma e a gente percebe-os), mas é uma pronúncia que em Lisboa será sentida, no mínimo, como marcadamente dialetal.

3
  • A wikipédia diz que em Portugal também se pronuncia como fricatica uvular. Ouve aqui carro no Forvo: o aimae e o cimbalino paracem fazê-lo. Para aí 1% dos setubalenses pronuncia caro e carro da mesma maneira. Mas o moral da história mantém-se. Eu conheço um, e compreendo-o bem. – Jacinto Feb 8 '16 at 23:55
  • 2
    Já o mesmo aimae parece pronuncia rato mais como vibrante. Mas escuta o paperless: aquilo é fricativa uvular ou mesmo velar. – Jacinto Feb 8 '16 at 23:59
  • 1
    @Jacinto Isto dava pano para mangas. Pela minha parte, consigo perceber que definitivamente 1) não uso uma vibrante e 2) é sonora. Definitivamente não diria rato como o aimae. Quanto ao ponto de articulação parece mais posterior que o /g/ e o /k/, por isso deve ser [ʁ], que de resto parece ser de longe a realização mais comum, segundo este artigo. – Artefacto Feb 9 '16 at 0:23

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.