8

Uma curiosidade que o português tem em comum com o castelhano é que o Pretérito Perfeito dos verbos ser e ir são iguais, quanto na escritura e na pronúncia: fui, foste, foi, fomos, fostes, foram (no português). Mas foi de ir e foi de ser não têm o mesmo significado, não é?

Como é que isto aconteceu?


Something I've always found odd in Portuguese and Spanish is that the preterite forms of ser and ir are spelled and pronounced the same: fui, foste, foi, fomos, fostes, foram (in Portuguese). But they don't have the same meaning, right?

How did this come to be?

  • 2
    De es.se: ¿Cómo han evolucionado los verbos "ser" e "ir" para tener la misma conjugación en el pretérito? That doesn't “answer” the question, though, and the answer there is mostly just restating the question. There may be some connection to how there can be no confusion in Portuguese (or Spanish) the way there would be in English. Start out with “I went there” using ir. Now if you swap in the “I was” sense, as in “I was there”, you have to use estar for that, not ser. So ser and ir never conflict. Unclear how that connects though. – tchrist Feb 1 '16 at 2:04
  • @tchrist yeah, that explains where it came from, making perfect sense for ser, and why there wasn't pressure for it to change, but it leaves a big open question of why esse would be used for ir in the preterite. – Dan Getz Feb 3 '16 at 22:20
  • Ali says ir was complemented with forms from ser (actually seer meaning ser, but also estar and estar sentado). He even distinguishes between seer coming esse (giving today's ser) and seer coming from sedere (now extinct), though Carolina Michaëlis describes a seer originally from sedere that progressively loses forms from sedere. I've also seen the theory that fui (arch. foi / foy), etc. came from fugere (that also gave fugir). – Artefacto Feb 7 '16 at 13:43
  • @Artefacto Who's Ali? – Dan Getz Feb 23 '16 at 4:48
  • @DanGetz Manuel Said Ali Ida, grande filólogo brasileiro. – Jacinto Apr 11 '16 at 10:04
1

A resposta é porque "ser" e "ir", entre outros verbos, são verbos polirrizos, é dizer, verbos com várias raízes, o "be" em inglês também é, e em todas as línguas indoeuropéias podemos encontrar o fenômeno, e tudo foi resultado da mistura no latim vulgar.


Ser, vem do verbo latim esse que originalmente significa existir, mas que eventualmente, no latim mesmo, foi mudando o significado, lembrando que as línguas indoeuropeias podem ser rastreadas muito antes de existir o império romano e so existem um par de línguas não indoeuropeias na Europa, por exemplo, o euskera.

Esse do latim, tem seu origem no verbo indoeuropeio es- ou simplesmente s-, conjudado seria:

  • indoeuropeio -> grego -> latim -> português
  • es-mi -> eimi -> sum -> sou
  • es-se -> essi -> es -> és
  • es-ti -> esti -> est -> é
  • es-mes -> eimen -> sumus -> somos
  • es-thé -> este -> estis -> sois
  • es-nti -> eisi-> sunt -> são

Analogamente "ir" tem sua raiz no "eo-" indoeuropeio.


Agora o interessante e onde cruza-se tudo, no latim existe (ou existia) o verbo fieri, que tem sua raiz no fu- ou bhu- indoeuropeio. Alguma semelhança do bhu- com o be ou been inglês? ;). fieri vem a significar "chegar a ser", por isso os conjuntivos em futuro de ser e ir têm sua origem em fu- e não nem em es- nem em eo-.


E finalmente no caso do ir, ele competia com o verbo vadere em latim, que vem a significar marchar ou avançar, vadere ganhou do ire no latim vulgar, porque ir se prestava a cofunções, por causa dos sotaques por exemplo. Mais ou menos como acontece quando alguém prefere usar observar em lugar de ver, colocar em lugar de por, ou escutar em lugar de ouvir, entre algum dos muitos exemplos.


E assim aconteceu.

  • Legal né? Eventualmente procurarei e colocarei referências em português, mas por enquanto não tenho. – Helmut Sep 21 '16 at 3:54
  • Muito interessante. Está a dizer que fieri foi raiz de ir no conjuntivo em futuro porque o sentido de "chegar a ser" é parecido com "chegar" mesmo? Mas ainda não abordou o pretérito. Aconteceu da mesma maneira? – Dan Getz Sep 21 '16 at 9:42
  • não, é parecido porque já no latim vulgar tinha adquirido esse uso, assim como no latim esse adquiriu o como estado, observa as diferenças enter vita est in terra o significado original de existir, vida existe na terra, e iulius altus est, Julio alto existe ou Julio alto é. o de como fieri pasou a ser raiz de ir não sei explicar, mas aconteceu assim, lembrando que foi na latim vulgar, assim como, por exemplo, constranger passou a significar coagir mas do que apertar. – Helmut Sep 21 '16 at 22:46
  • A resposta do pretérito é, porque ir e ser são verbos polirrizos ou com mais de uma raiz (indoeuropeia no caso), sendo que compartem uma das raízes, bheu-. depois melhoro a resposta, com mais tempo. – Helmut Sep 21 '16 at 22:50
-1

The answer is simple: they were the same in Latin, already. Portuguese and Spanish simply inherited this irregularity. Back then, they used the same forms for both verbs, but with different senses, just as it is today in Portuguese and Spanish.

Usually if you're unsure, try to replace the verb by the corresponding form in the simple present: almost always only one of them will make sense. You should fairly quickly get a sense for which verb it is without having to think about it, though.

  • Thank you for confirming that they have different senses today. But could you explain in more detail what you mean by "the same in Latin"? Very similar conjugations can be seen in the Classical Latin verb esse, which Wiktionary tells me meant "to be", "to exist", or in some circumstances "to have X-ed". Classical Latin had a verb ire, but it was conjugated differently—no "f" to be seen. So in Classical Latin, they seem to have been different. And from what I've found so far, Romance languages from outside Iberia don't have this same conjugation. – Dan Getz Feb 14 '16 at 12:34
  • São verbos com mais de uma raiz, lembro que num batepapo de bar com um profesor de literatura (em espanhol) ele me explicou que a origem é muito além do latim, de aqui a pouco procuro algo em que basearme para reponder. – Helmut Sep 20 '16 at 23:09

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.